Abordagem do tabagismo nos grupos de sala de espera como estratégia de promoção à saúde / Approach to smoking in waiting room groups as a health promotion strategy

Mariana Ramos, Michele Aparecida Maciel, Maynara Thayná Ferreira Santos, Maria Cristina de Moura Ferreira, Carla Denari Giuliani, Marcelle Aparecida de Barros Junqueira

Abstract


Objetivo: Relatar a experiência de estudantes de Enfermagem em uma ação educativa sobre o combate ao tabagismo, salientando a necessidade de uma abordagem direcionada, respeitando as particularidades de cada indivíduo e o convidando para uma conversa aberta. Métodos: O estudo consiste em um relato de experiência, de natureza descritiva, e o seu desenvolvimento ocorreu no período de março a maio de 2019.  Resultado: No início da ação houve desinteresse e distanciamento dos participantes, foi preciso que os executores mudassem sua abordagem para atingir seu público. A atividade finalizou com sucesso e com interessados no plano de cessação. Conclusão: Em tempos que o tabagismo é responsável por uma grande parcela de óbitos e fator de risco para doenças crônicas, deve se unir esforços para orientação da população, uma vez que essa dependência é algo evitável e de grande impacto na saúde.

 

 


Keywords


Tabagismo, Educação em Saúde, Estudantes de Enfermagem.

References


Zampier VSB, Silva MH, Machado RET, Jesus RR, Jesus MCP, Merighi MAB. Nursing approach to tobacco users in primary health care. Rev. Bras. Enferm. 2019.72 (4): 948-955. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0397.

Silva LCC, Araújo AJ, Queiroz ÂMD, Sales MPU, Castellano MVCO. Smoking control: challenges and achievements. J. Bras. Pneumol. 2016; 42 (4): 290-298. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/s1806-37562016000000145.

Instituto Nacional De Câncer José Alencar Gomes Da Silva (INCA). Notas Técnicas para o Controle do Tabagismo. Rio de Janeiro: 2017. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//nota-tecnica-tabaco-uma-ameaca-ao-desenvolvimento-2017.pdf. Acesso em: 25 abril. 2020.

Pereira MO, Assis BCS, Gomes NMR, Alves AR, Reinaldo AMS, Beinner MA. Motivation and difficulties to reduce or quit smoking. Rev. Bras. Enferm. 2020; 73 (1): Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0188.

Brasil. Ministério de Saúde. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas do Tabagismo. 2020, nº520. Disponível em: http://www.dive.sc.gov.br/conteudos/publicacoes/NOVO%20PCDT_Tabagismo_2020_FINAL.pdf. Acesso em: 09 nov. 2020.

Instituto Nacional De Câncer José Alencar Gomes Da Silva (INCA). Cigarros eletrônicos: o que sabemos? Estudo sobre a composição do vapor e danos à saúde, o papel na redução de danos e no tratamento da dependência de nicotina. Rio de Janeiro: 2016. Disponível em: https://www.inca.gov.br/sites/ufu.sti.inca.local/files//media/document//cigarros-eletronicos-oque-sabemos.pdf. Acesso em: 25 abril. 2020.

Reobbe AP, Adriana KD, Glaucya WSM. Tabagismo, problema de saúde pública: Conhecimento do profissional enfermeiro. Revista Extensão. 2019, v.3, (1): 93-102. Disponível em: https://revista.unitins.br/index.php/extensao/article/view/1689. Acesso em: 09 nov. 2020.

Rosa J, Barth PO, Germani ARM. A sala de espera no agir em saúde: espaço de educação e promoção à saúde. Perspectiva. 2011, 35(129) 121-130. Disponível em: http://www.uricer.edu.br/site/pdfs/perspectiva/129_160.pdf. Acesso em 23 ou 2020.

Moutinho CB, Almeida ER, Leite MTS, Vieira MA. Dificuldades, desafios e superações sobre educação em saúde na visão de enfermeiros de saúde da família. Trab. edu. saúde [online]. 2014, 12(2), 253-272. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/S1981-77462014000200003.

Dias VP, Silveira DT, Witt RR. Educação em saúde: o trabalho de grupos em atenção primária. Rev APS [Internet]. 2009, 12 (2): 221-7. Disponível em : https://periodicos.ufjf.br/index.php/aps/article/view/14261. Acesso em: 16 set. 2013.

Brasil. Ministério da Saúde. Cadernos de Atenção Básica: estratégias para o cuidado da pessoa com doença crônica – o cuidado da pessoa tabagista. Brasília, DF, 2015. Disponível em: http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/publicacoes/caderno_40.pdf. Acesso em: 20 jul. 2020.

Takaki MH, Débora MGSA. A empatia como essência no cuidado prestado ao cliente pela equipe de enfermagem de uma unidade básica de saúde. Cogitare Enfermagem 2004: 9(1). Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v9i1.1708.

Glantz SA, Parmley WW. Passive smoking and heart disease. Mechanisms and risk. JAMA 1995: 273 (13), p. 1047-1053. Acesso em: 23 out 2020. Disponível em: https://jamanetwork.com/journals/jama/article-abstract/387760.

Planeta CS, Cruz FC. Bases neurofisiológicas da dependência do tabaco. Rev. psiquiatr. clín. 2005, 32(5): 251-258. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0101-60832005000500002.

Rosemberg J. Nicotina: droga universal. São Paulo: Secretaria de Estado da Saúde do Estado de São Paulo; Centro de Vigilância Epidemiológica, 2003. p. 240. Acesso em 23 out. 2020. Disponível em: https://www.inca.gov.br/publicacoes/livros/nicotina-droga-universal.

Ferrero MB, Mezquita MAH, Garcia MT. Manual de prevención y tratamiento del tabaquismo: Iniciación y mantenimiento del hábito tabáquico. El paciente que va a dejar de fumar. Madrid, 2003. p. 107-140. Disponível em: https://pnsd.sanidad.gob.es/profesionales/publicaciones/catalogo/bibliotecaDigital/publicaciones/BDInformacionSobredrogas.htm.

Silva ALO, Moreira JCM, Stella R. COVID-19 e tabagismo: uma relação de risco. Cadernos de Saúde Pública [online].2020: 36 (5). Disponível em: .

Felipe, T. V. S., Bianchi, M. T. G. L., & Souza, G. S. (2021). A importância da implantação do projeto de tabagismo nas unidades de saúde, do município de Rio Claro. Brazilian Journal of Health Review, 4(1), 2555-2568.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-118

Refbacks

  • There are currently no refbacks.