A utilização de palmilha biomecanica no tratamento conservador da patologia de Hallux Valgus/ The use of biomechanical insulation in the conservative treatment of the Hallux Valgus pathology

Marcos Marcondes de Godoy, Filipa Carvalho, Danyelly Oliveira Silva

Abstract


A patologia ortopédica de hallux valgus é uma deformidade no antepé que se refere a uma angulação anormal do hálux que desvia lateralmente oposto ao primeiro metatarso que desalinha para região medial criando uma proeminência na parte interna anterior do pé. A utilização de calçados inadequados, fatores genéticos, índice de massa corpórea, entre outros são fatores de risco para a deformidade. O tratamento conservador com uso de palmilhas pode reposicionar e reduzir as áreas de atrito e compensatórias para suporte do arco e redistribuição das pressões. Objetivo: Analisar o resultado de um tratamento conservador com o uso de palmilha biomecânica para reduzir o desvio do primeiro dedo do pé na patologia de hallux valgus. Métodos: Realizamos o estudo de caso com uma voluntária, do sexo feminino, de 24 anos de idade, que apresenta a patologia hallux valgus. Foram registradas imagens e analisadas através de software específico por biofotogrametria computadorizada sendo demarcados pontos anatômicos na primeira falange do hálux, linha interarticular da articulação metatarsofalangica do primeiro dedo e base do primeiro metatarso. As avaliações das imagens foram realizadas antes da utilização da palmilha biomecânica proposta e após 3 meses de uso da palmilha por um período de 5 horas por dia. Os resultados das avaliações foram comparados e analisados. Resultados: Na utilização da palmilha foi considerado que a angulação do valgismo da paciente teve redução de 6,62 graus no pé direito e de 5,87 gruas no pé esquerdo. Conclusão: Conclui-se que com a utilização da palmilha biomecânica com elevação do primeiro raio do pé, proporcionou uma melhora no alinhamento do hálux na patologia ortopédica de hallux valgus.


Keywords


Palmilha biomecânica, Hallux valgus, Órtese

References


CostaI, M. T., Pinto, R. Z., Ferreira, R. C., Sakata, M. A., Frizzo, G. G., & Santin, R. A. (2009). Osteotomia da base do I metatarsal no tratamento do hálux valgo moderado e grave: resultados após seguimento médio de oito anos. Revista Brasileira de Ortopedia, 3-4.

Coughlin, M. J., & Jones, C. P. (2007). Hallux valgus demographics, etiology, and radiographic assessment. Foot and Ankle International, 759.

Coughlin, M. J., Saltzman, C. L., & Anderson, R. B. (2014). Surgery disorders of the foot and ankle. Rio de Janeiro: Elsevier.

Du, P. M., Morne, Z., Bernhard, B., James, W., Gregory, F., & Paul, G. G. (2011). Manual and manipulative therapy compared to night splint for symptomatic hallux abducto valgus: an exploratory randomised clinical trial. Foot, 71-78.

Edelstein, J. E., & Moroz, A. (2010). Lower-Limb Prosthetics and Orthotics - Clinical Concept. Danvers: SLACK Incorporated.

Eshraghia, S., Esata, I., & Mohagheghi, A. A. (2018). Characterization of gait using plantar force transfer trajectory in individuals with hallux valgus deformity. Gait & Posture , 186-190.

Ferrari, J., Higgins, J., & Prior, T. (2004). Interventions for treating hallux valgus (abductovalgus) and bunions. The Cochrane Database of Systematic Reviews, CD000964.

Garcia, D. S.,Yamashita, M. M., & Junior, P. R. B. (2016). Interação entre órtese de dedos e bandagem elástica funcional como proposta de tratamento ortopédico na correção de hálux valgo. Revista Conexão Eletrônica, 7-8.

Godoy, M. M., Costa, M. L. R., & Cruvinel, F. G. (2020). Análise cinemática da marcha em indivíduo com discrepância de membro inferior: um estudo de caso. Brazilian Journal of health Review, 802-811.

Guimarães, C., Teixeira, S. L., Rocha, I., Bicalho, L., & Sabino, G. (2006). Fatores associados à adesão ao uso de palmilhas biomecânicas. Brazilian Journal of Physical Therapy, 3-5.

Hsu, J. D., Michael, J., & Fisk, J. (2008). AAOS Atlas of Orthoses and Assistive Devices . Amsterdã: Elsevier Health Sciences.

Iida, I. (2005). Ergonomia: projeto e produção . São Paulo: Edgard Blucher.

Koski, K., Luukinen, H., Laippala, P., & Kivela, S. L. (1996). Physiological factors and medications as predictors of injurious falls by elderly people: a prospective population-based study. Age and Ageing, 29-38.

McCluney, J. G., & Tinley, P. (2006). Radiographic measurements of patients with juvenile hallux valgus compared with age-matched controls: a cohort investigation. Journal Ankle Surgery, 161-167.

Menz, H. B., & Lord, S. R. (2005). Gait instability in older people with hallux valgus. Foot & Ankle International, 483-489.

Menz, H. B., Roddy, E., Thomas, E., & Croft, P. R. (2011). Impact of hallux valgus severity on general and foot-specific health-related quality of life. Arthritis Care & Research, 396-404.

Milachowski, K. A., & Krauss, A. (2008). Comparing radiological examinations between hallux valgus night brace and a new dynamic orthosis for correction of the hallux valgus. Fuãÿ Sprunggelenk, 14-18.

Nix, S., Smith, M., & Vicenzino, B. (2010). Prevalence of hallux valgus in the general population: a systematic review and meta-analysis. Journal of Foot and Ankle Research, 1-9.

Pauk, J., Tolstoj, S. J., Ihnatouski, M., Kuzmierowski, T., & Chojnowski, E. (2015). Influence of insole materials on friction and ground reaction force during gait. Journal of friction and wear, pp. 319-23.

Piqué-Vidal, C., Solé, M. T., & Antich, J. (2007). Hallux valgus inheritance: pedigree research in 350 patients with bunion deformity. Journal Foot Ankle Surgery, 149-154.

Przysezny, W. L. (2015). Manual de Podoposturologia: Reorganização Neuro Músculo Articular Através da Estimulação dos Neurossensores Podais. Brusque: Centro de Pesquisa em Podoposturologia da Podaly do Brasil.

Tang, S. F., Chen, C. P., Pan, J. L., Chen, J. L., Leong, C. P., & Chu, N. K. (2002). The Effects of a New Foot-Toe Orthosis in Treating Painful Hallux Valgus. Archives of Physical Medicine and Rehabilitation, 1792-1795.

Tinetti, M. E., Speechley, M., & Ginter, S. F. (1988). Risk factors for falls among elderly persons living in the community. The News England journal of medicine, 1701-1707.

Torkki, M., Malmivaara, A., Seitsalo, S., Hoikka, V., Laippala, P., & Paavolainen, P. (2003). Hallux valgus: immediate operation versus 1 year of waiting with and without orthoses: a randomized controlled trial of 209 patients. Acta Orthop Scand, 209-215.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-102

Refbacks

  • There are currently no refbacks.