Atuação do enfermeiro no cuidado à criança vítima de violência / Nurse’s action in care of child victims of violence

Maria Amanda Lima Batista

Abstract


Objetivo: descrever, por meio da produção científica, a prestação do cuidado do Enfermeiro à criança que vivenciou a violência. Metodologia: trata-se de uma revisão integrativa da literatura, compreendendo artigos disponíveis nas bases de dados eletrônicas publicados nos últimos dez anos. A busca dos artigos foi na Lilacs  e SciELO. Resultados: foram selecionados 7 artigos. Os artigos destacam que a vivência da violência infantil vem normalmente dos seus parentes. Destacam a importância da interação da equipe multiprofissional em saúde, vislumbrando encontrar as melhores soluções e o manejo adequado, conforme os preceitos éticos, legais e humanizados. Conclusão: ficou nítida a importância da participação e qualificação do enfermeiro diante da prestação de cuidado à criança que vivenciou a violência. Os enfermeiros  devem estar aptos para identificar e atuar nos casos suspeitos de violência, dando seguimento a esse. Esse profissional tem papel relevante na atenção à criança vitimada por violência, a fim de prestar um atendimento integral e holístico. Faz-se necessário a realização de pesquisas na área de enfermagem que envolvam o cuidado à criança vítima de violência, visto sua grande relevância.

 

 


Keywords


Enfermagem, Maus-Tratos Infantis, Violência.

References


APOSTÓLICO, M.R.; EGRY, E.Y.; FORNARI, L.F.; GESSNER R. Acurácia de diagnósticos de enfermagem para o enfrentamento da violência doméstica infantil. Rev Esc Enferm USP;51:e03290, 2017.

APOSTÓLICO, M.A.; HINO, P.; EGRY, E.Y. As possibilidades de enfrentamento da violência infantil na consulta de enfermagem sistematizada. Rev. esc. enferm. USP, São Paulo , v. 47, n. 2, p. 320-327, Apr. 2013.

BORGES, J.P.A . Violência na Infância: perspectivas e desafios para a Enfermagem. Rev. Soc. Bras. Enferm. Ped. | v.14, n.2, p 154-8 | Dezembro 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: crescimento e desenvolvimento. Brasília: Ministério da Saúde, 2012.

_________. [Estatuto da criança e do adolescente (1990)]. Estatuto da criança e do adolescente: lei n. 8.069, de 13 de julho de 1990, e legislação correlata [recurso eletrônico]. – 9. ed. – Brasília : Câmara dos Deputados, Edições Câmara, 2010.

_________. Portaria nº 1.968/2001. Dispõe sobre a notificação, às autoridades-competentes, de casos de suspeita ou de confirmação de maus-tratos contra-crianças e adolescentes atendidos nas entidades do Sistema Único de Saúde. 2011.

_________. Ministério da saúde. Assistência integral à saúde da criança: ações básicas. Brasília: Centro de documentação do Ministério da Saúde; 1984.

CIUFFO, L.L.; RODRIGUES, BMRD.; CUNHA, JM. O enfermeiro na atenção à criança com suspeita de abuso sexual: uma abordagem fenomenológica. Online Brazilian Journal of Nursing, v. 8, n. 3 (2009).

GABATZ, R.I.B.; NEVES, E.T.; BEUTER, M.; PADOIN, S.M.M. O significado de cuidado para crianças vítimas de violência intrafamiliar. Esc. Anna Nery Rev. Enferm. Rio de Janeiro, v.14, n.1, p.135-142, jan-mar. 2010.

LISE, F.; MOTTA, M.G.C.Violência doméstica infantil: abordagem da enfermagem. Acta Scientiarum. Health Sciences, v. 34, n. 1, p. 53-58, 26 jul. 2011.

NUNES, A.J.; SALES, M.C.V. Violência contra crianças no cenário brasileiro. Ciênc. saúde colet. 21 (3) Mar 2016.

RAMALHO, N.J.M.; MARQUES, D.K.A; FERNANDES, M.G.M.; NÓBREGA, M.M.L. Meleis’ Nursing Theories Evaluation: integrative review. Rev Bras Enferm [Internet]. 2016 [cited 2016 Mar 20];69(1):162-8.

SILVA, L.M.O.; FERRIANI, M.G.C.; SILVA, M.A.I. Atuação da enfermagem frente à violência sexual contra crianças e adolescentes. Rev. bras. enferm. [online]. , vol.64, n.5. 2011.

SARAIVA, R.J.; ROSAS, A.M.T.F.; VALENTE, GSC.; VIANA, L.O. Qualificação do enfermeiro no cuidado a vítimas de violência doméstica infantil. Ciencia y enfermaria XVII (1): 17-27, 2012.

SOMMER, D.; FRANCISCATTO. ÇG.; GETELINA, C.O.; SALVADOR, K.S. Caracterização da violência contra crianças e adolescentes: indicativos para a prática do enfermeiro. Revista de Enfermagem. FW. v. 13. n. 13. p. 14-28. 2017.

SOUZA, R.G.; SANTOS, D.V. Enfrentando os maus-tratos infantis nas Unidades de Saúde da Família: atuação dos enfermeiros. Physis [online]. 2013, vol.23, n.3, pp.783-800.

SUTO, C.S.S.; LAURA, T.A.O.F.; COSTA, E.L. Puericultura: a consulta de enfermagem em Unidades Básicas de Saúde. Rev enferm UFPE on line., Recife, 8(9):3127-33, set., 2014.

WAISELFISZ, J.J. Mapa da violência: crianças e adolescentes do Brasil. 1a Ed. Rio de Janeiro; 2012.

WOISKI, R.O.S.; ROCHA, D.L.B. Cuidado de enfermagem à criança vítima de violência sexual atendida em unidade de emergência hospitalar. Esc Anna Nery Rev Enfermagem, 2010 jan-mar, v.14, n.1, p. 143-150.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-076

Refbacks

  • There are currently no refbacks.