Exercícios físicos em idosos com doença de alzheimer: uma revisão dos benefícios cognitivos e motores / Physical exercises in elderly with alzheimer's disease: a review of the cognitive and motor benefits

Vitor Emanuel Gonçalves Braga, Karine Cristine de Almeida, Natália de Fátima Gonçalves Amâncio

Abstract


O aumento da longevidade é expressivo no século hodierno, acompanhado paralelamente pelo alto índice de prevalência de patologias que surgem com a senescência e permanecem cronicamente, como a doença de Alzheimer, que é um distúrbio neurodegenerativo com complicações progressivas. Nesse contexto, o presente artigo tem como objetivo analisar os efeitos benéficos da prática de exercícios físicos em idosos com Alzheimer. Destarte, foi feita uma revisão de literatura dos artigos publicados entre os anos de 2010 e 2020, nas bases Google Scholar e Bireme, utilizando os descritores “exercício físico” e “idosos com Alzheimer”. Foram analisados estudos tanto na língua portuguesa, quanto inglesa, sendo selecionados sete na Biblioteca Virtual de Saúde (BVS) e oito no Google Acadêmico, os quais revelaram maior importância ao tema. A maioria dos artigos apresentaram consenso em relação aos resultados finais, os quais demonstraram que a prática de exercícios físicos por idosos com doença de Alzheimer influencia positivamente nos aspectos cognitivos e motores desses indivíduos, proporcionando-os suma qualidade de vida. No entanto, cabe ressaltar que o estilo de exercício, a intensidade e a frequência adequada não exprimiram concordância entre os diversos artigos revisados.

 


Keywords


Idosos, doença de Alzheimer, exercícios físicos, benefícios.

References


BARBOSA, W. B.; AGNER, V. F. C. Benefícios do treinamento resistido em idosos com alzheimer: revisão narrativa de literatura. Revista Pesquisa em Fisioterapia, v. 6, n. 4, p. 480-490, nov. 2016.

DIAS, C. Q. et al. Protocolo de exercícios terapêuticos em grupo para pessoas com doença de Alzheimer. Revista Pesquisa em Fisioterapia, v. 10, n. 3, p. 520-528, ago. 2020.

DIAS, R. G. et al. Diferenças nos aspectos cognitivos entre idosos praticantes e não praticantes de exercício físico. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v. 63, n. 4, p. 326-331, 2014.

GARUFFI, M. et al. Atividade física para promoção da saúde de idosos com doença de Alzheimer e seus cuidadores. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 16, n. 1, p. 80-83, 2011.

GLISOI, S. F.; SILVA, T. M.; SANTOS-GALDURÓZ, R. F. Efeito do exercício físico nas funções cognitivas e motoras de idosos com doença de Alzheimer: uma revisão. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, v. 16, n. 3, p. 184-189, abr./jun. 2018.

HERNANDEZ, S. S. S. et al. Efeitos de um programa de atividade física nas funções cognitivas, equilíbrio e risco de quedas em idosos com demência de Alzheimer. Revista Brasileira de Fisioterapia, v. 14, n. 1, p. 68-74, 2010.

KAMADA, M. et al. Correlação entre exercício físico e qualidade de vida em pacientes com doença de Alzheimer. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, v. 16, n. 2, p. 119-122, abr./jun. 2018.

MARTELLI, A. Alterações cerebrais e os efeitos do exercício físico no melhoramento cognitivo dos portadores da doença de Alzheimer. Revista Saúde e Desenvolvimento Humano, v. 1, n. 1, p. 49-60, mai. 2013.

MORENO, L. D.; CHAGAS, P. R. Exercício físico: um aliado para a qualidade de vida ao idoso com Alzheimer. Brazilian Journal of Development, v. 6, n. 9, p. 66139-66145, set. 2020.

PEDROSO, R. V. Relação entre nível de atividade física, cognição, processamento da informação e funcionalidade motora de idosos no estágio leve da doença de Alzheimer. 2012. 166 p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Motricidade) – Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, 2012.

PEREIRA-PAYO, D. et al. Seis semanas de ejercicio físico mejoran la capacidad funcional y la composición corporal en pacientes con Alzheimer. Journal of negative & no positive results, v. 5, n. 2, p. 156-166, fev. 2020.

SIQUEIRA, J. F. et al. Efeitos da prática de exercício de dupla tarefa em idosos com doença de Alzheimer: revisão sistemática. Saúde e Pesquisa, v. 12, n. 1, p. 197-202, jan./abr. 2019.

TAVARES, B. B. et al. Impact of physical exercise on quality of life of older adults with depression or Alzheimer’s disease: a systematic review. Trends Psychiatry Psychother, v. 36, n. 3, p. 134-139, 2014.

VITAL, T. M. et al. Effects of weight training on cognitive functions in elderly with Alzheimer’s disease. Dement Neuropsychol, v. 6, n. 4, p. 253-259, dez. 2012.

YANG, S. Y. et al. The effects of aerobic exercise on cognitive function of Alzheimer’s disease patients. CNS & Neurological Disorders – Drug Targets, v. 14, n. 10, p. 1292-1297, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-070

Refbacks

  • There are currently no refbacks.