Reprodução Assistida: transpondo os desafios da Infertilidade Feminina / Assisted Reproduction: overcoming the challenges of Female Infertility

Lanna Tarce Gonçalves de Morais, Júlia Rodrigues Moraes, Isabella Reis Ristov, Giovanna Garcia Manso, Camila Fortaleza Jurca, Danielle Brandão Nascimento

Abstract


Estima-se que a infertilidade conjugal atinja, na população mundial, cerca de 8 a 15% (OMS). Visando amenizar as frustrações vivenciadas por casais que enfrentam a infertilidade, vem-se criando distintos métodos de Reprodução Assistida. Este trabalho tem como objetivo descrever o perfil epidemiológico da Infertilidade Feminina no Estado de Goiás. É um estudo descritivo, observacional e de caráter retrospectivo, a partir da avaliação de dados disponibilizados pelo DATASUS. Entre Janeiro/2016 e Janeiro/2018, foram detectadas 7.132,39 internações por Infertilidade Feminina no Estado de Goiás. Das mulheres com faixa etária entre 20 e 49 anos, as mais acometidas são as que estão entre 30 e 39 anos, correspondendo a um total de 5.023,89 (70,43%). De acordo com os dados obtidos, conclui-se que os índices de Infertilidade Feminina em Goiás são elevados, evidenciando a necessidade de maior inclusão das Terapias de Reprodução Assistida no Sistema Único de Saúde, sugerindo haver maior investimento nas técnicas reprodutivas de alta complexidade.

 


Keywords


Infertilidade. Reprodução Assistida. Gestação

References


Schmidt L, Christensen U, Holstein BE. The social epidemiology of coping with infertility. Hum Reprod. 2005;20(4):1044-52.

Cunha Maria do Carmo Vieira da, Carvalho João Alberto, Albuquerque Rivaldo Mendes, Ludermir Ana Bernarda, Novaes Moacir. Infertilidade: associação com transtornos mentais comuns e a importância do apoio social. Rev. psiquiatr. Rio Gd. Sul [Internet]. 2008 Dec [cited 2021 Feb 18] ; 30( 3 ): 201-210. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-81082008000400009&lng=en.

PORTUGAL. Direcção Geral da Saúde Programa Nacional de Saúde Reprodutiva Saúde reprodutiva/Infertilidade/Direcção-Geral da Saúde Lisboa: DGS, 2008 – p.5.

FONSECA, Celia Maria Souto Maior de Souza. Da reprodução assistida às dificuldades de se tornar mãe de múltiplos bebês. Tese (Doutorado) – Universidade de Pernambuco . Pró-reitoria acadêmica. Coordenação geral de pós-graduação. Doutorado em psicologia clínica, 2015. P. 45

MARTINS, C. E. L. Fertilização in vitro, 2007. Disponível em: . Acesso em 24 de ago. 2008.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-069

Refbacks

  • There are currently no refbacks.