Efeitos do uso prolongado de Inibidores de Bomba de Prótons em idosos / Effects of prolonged use of Proton Pump Inhibitors in the elderly

Sophia de Araújo Libânio Costa, Larissa Ferreira Marques, André Gonçalves Aleixo, Lorenna Ferreira da Silva, Nathaly Vitória Portela Santos, Admilson Rezende de Caramalac Jr, Antero Taqueti Neto, Elisa Silva Castro, Bruno Felix Fernandes, André Marques da Nóbrega Ayres

Abstract


INTRODUÇÃO: A alteração no perfil demográfico da população mundial é notória, com destaque para o envelhecimento. Nesse sentido e, em decorrência disso, questões como a da ocorrência de polifarmácia nessa população causam grande impacto. A classe dos Inibidores de Bomba de Prótons (IBPs) é utilizada indiscriminadamente, podendo ocasionar potenciais efeitos adversos diante do seu uso prolongado. DISCUSSÃO: Há diferentes mecanismos dos IBPs que podem ocasionar efeitos adversos, com seu uso a longo prazo. As informações diferem conforme o ensaio clínico analisado. METODOLOGIA: Trata-se de um estudo de revisão narrativa, o qual objetiva transcorrer sobre os efeitos do uso prolongado dos IBP em idosos. As buscas foram realizadas nas bases de dados PubMed, EBSCOhost e SciELO, e foram aplicados os descritores: Inibidores das bombas de prótons, idoso, uso inadequado de medicamentos, osteoporose e fraturas ósseas. RESULTADOS: Foram contemplados 24 artigos com diversas perspectivas acerca dos prejuízos causados pelo uso prolongado de IBPs na população idosa, resultando na divergência de resultados. CONCLUSÃO: Não há consenso sobre os efeitos da abordagem terapêutica em questão, estudos evidenciam a relação entre o uso prolongado dos IBPs e efeitos adversos, todavia, são necessários estudos sistemáticos e ensaios clínicos randomizados. A classe deve ser prescrita com cautela, somente quando necessário.

 

 


Keywords


Inibidores da Bomba de Prótons, Idoso, Uso Inadequado de Medicamentos, Osteoporose, Fraturas Ósseas

References


ALERAIJ, S., et al. Effect of proton pump inhibitors on bone mineral density: A systematic review and meta-analysis of observational studies. Bone reports, v. 13 100732, 2020. Disponível em: . Acesso em 25 Jan. 2021.

ALMARIO, C. V.; CHEY, W. D.; SPIEGEL, B. M. R. Increased risk of COVID-19 among users of proton pump inhibitors. The American Journal of Gastroenterology, 2020.

BARBOSA, Y. V. et al. USO PROLONGADO E INADEQUADO DOS INIBIDORES DA BOMBA DE PRÓTONS E SEUS EFEITOS NA SAÚDE DOS IDOSOS, 2019. Disponível em: . Acesso em: 27 Jan. 2021.

ELIAS, E. ; TARGOWNIK, L. E. The Clinician 's Guide to Proton Pump Inhibitor Related Adverse Events. Drugs, v. 79,7 p. 715-731, 2019. Disponível em: . Acesso em: 25 Jan. 2021.

GHEBRE, Y. T. Proton Pump Inhibitors and Osteoporosis: Is Collagen a Direct Target?. Frontiers in endocrinology, v. 11 n. 473, 2020. Disponível em: . Acesso em 26 Jan. 2021.

GOMM, W. et al. Association of Proton Pump Inhibitors With Risk of Dementia: A Pharmacoepidemiological Claims Data Analysis. JAMA neurology, v. 73, 2016 410-6.

Disponível em: . Acesso em 26 Jan. 2021

HART, E/ et al. Proton Pump Inhibitors and Risk of Acute and Chronic Kidney Disease: A Retrospective Cohort Study. Pharmacotherapy, v. 39, 2019. Disponível em: . Acesso em 27 Jan. 2021.

HOJO, M. et al. Gut microbiota composition before and after use of proton pump inhibitors. Digestive diseases and sciences, v. 63, n. 11, p. 2940-2949, 2018.

HUSSAIN, S. et al. No association between proton pump inhibitor use and risk of dementia: Evidence from a meta-analysis. Journal of Gastroenterology and Hepatology, v. 35, n. 1, p. 19-28, 2019. Disponível em: . Acesso em: 27 Jan. 2021.

HUSSAIN, S. et al. Proton pump inhibitors' use and risk of hip fracture: a systematic review and meta-analysis. Rheumatology international, v. 38, p. 1999-2014, 2019. Disponível em: . Acesso em 26 Jan. 2021.

JUURLINK, D. N et al. Proton pump inhibitors and the risk of adverse cardiac events. PloS one v. 8, 2013. Disponível em: . Acesso em: 27 Jan. 2021.

KANNO, T. ; MOAYYEDI, P. Proton Pump Inhibitors in the Elderly, Balancing Risk and Benefit: an Age-Old Problem. Current Gastroenterology Reports, v. 21, n. 65, 2019. Disponível em: < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/31807948/ >. Acesso em 25 Jan. 2021.

KIM, J. J et al. Association between proton pump inhibitor use and risk of fracture: A population-based case-control study. PloS one, v. 15, 2020. Disponível em: . Acesso em: 26 Jan. 2021.

LAI, S. W et al. Proton pump inhibitors therapy and the risk of major osteoporotic nonhip fractures in older adults in Taiwan. European journal of gastroenterology & hepatology, v. 31, 2019. Disponível em: . Acesso em: 26 Jan. 2021.

LIU, J. et al. Proton pump inhibitors therapy and risk of bone diseases: An update meta-analysis. Life sciences, v. 218, p. 213-223, 2019. Disponível em: . Acesso em: 26 Jan. 2021.

LUKASZUK, J. M. Assessment of vitamin B12 tissue stores in elderly proton pump inhibitor users. Cogent Medicine, V. 4, 2017.Disponível em: . Acesso em: 27 Jan. 2021.

MIN, Y. W et al. Proton pump inhibitor use is associated with hip fracture development: a nationwide population-based cohort study. The Korean journal of internal medicine, v. 35,5, 2020. Disponível em: . Acesso em: 26 Jan. 2021.

MOAYYEDI, P. How to advise patients on the risk of chronic proton pump inhibitor therapy. Current opinion in gastroenterology, v. 36,4, p. 317-322, 2020. Disponível em: . Acesso em 26 Jan. 2021.

MORSCHEL, C. F ; MAFRA, D. ; EDUARDO, J. C. C. Inibidores da bomba de prótons e sua relação com a doença renal. J. Bras. Nefrol., São Paulo, v. 40, n. 3, p. 301-306, Sept. 2018. Disponível em: . Acesso em: 27 Jan. 2021. Epub July 10, 2018.

NASSAR, Y.; RICHTER, S. Proton-pump Inhibitor Use and Fracture Risk: An Updated Systematic Review and Meta-analysis. Journal of bone metabolism, v. 25,3, p. 141-151, 2018. Disponível em: . Acesso em 26 Jan. 2021.

ORTIZ-GUERRERO, G. et al. Proton Pump Inhibitors and Dementia: Physiopathological Mechanisms and Clinical Consequences. Neural plasticity, v. 2018, 2018. Disponível em: . Acesso em 26 Jan. 2021.

PEREIRA, K. G et al. Polifarmácia em idosos: um estudo de base populacional. Rev. bras. epidemiol., São Paulo, v. 20, n. 2, p. 335-344, June 2017. Disponível em: . Acesso em: 27 Jan. 2021.

SANTOS, S. L ; TURRA, C. M .; NORONHA, K.. Envelhecimento populacional e gastos com saúde: uma análise das transferências intergeracionais e intrageracionais na saúde suplementar brasileira. Rev. bras. estud. popul., São Paulo, v. 35, n. 2, e0062, 2018. Disponível em: . Acesso em: 27 Jan. 2021. Epub Feb 25, 2019.

ZHANG, Y, et al. Proton pump inhibitors use and dementia risk: a meta-analysis of cohort studies. European Journal of Clinical Pharmacology, v. 76, p. 139–147, 2019. Disponível em: . Acesso em: 25 Jan. 2021.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-023

Refbacks

  • There are currently no refbacks.