Amamentação: relato de experiência sobre projeto de extensão / Breastfeeding: experience report of extension project

Letícia Pimentel Andrade, Kiara Rodrigues Heringer, Miriam Estefany dos Santos Andrade, Helene Nara Henriques Blanc, Taís Fontoura de Almeida, Milena Batista Carneiro

Abstract


A amamentação é um processo fisiológico que promove benefícios para o binômio mãe-bebê. Apesar de fisiológico, não é um processo simples e a lactante pode enfrentar intercorrências durante o aleitamento, o que dificulta sua continuidade. A extensão universitária pode agir em prol da promoção do aleitamento materno e o desenvolvimento de rodas de conversas, eventos e palestras são importantes dispositivos de incentivo à amamentação. O objetivo deste relato é descrever e discutir as ações de promoção ao aleitamento materno do projeto de extensão "Vivências e apoio aos primeiros 1000 dias de vida”. Estas ações permitem grande troca entre profissionais em formação, sociedade e profissionais da saúde. A intenção primordial dos encontros é alcançar outros alunos e professores da Universidade, bem como toda a sociedade, esclarecendo e desmistificando conceitos que colocam a amamentação em risco de insucesso. As ações foram realizadas pelo Germinar (grupo de estudos em reprodução e nascimento) sempre com o auxílio de profissionais da área de aleitamento materno e saúde da mulher. Os temas propostos para as ações de extensão foram normalmente norteados pela Semana Mundial de Aleitamento Materno de cada ano. Concluímos que as mães que adquirem conhecimento por meio das discussões realizadas tornam-se munidas de conhecimento baseadas em evidências científicas, o que contribui para o sucesso da amamentação. Além disso, o envolvimento dos graduandos com os relatos reais, fornece aos mesmos uma experiência única. Nesse contexto, os pilares que sustentam a instituição são fortalecidos.


Keywords


aleitamento materno, lactante, palestra, roda de conversa.

References


BRANDÃO, Erlayne Camapum et al. Caracterização da comunicação no aconselhamento em amamentação. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 14, n. 2, p. 355- 365, 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: nutrição infantil - aleitamento materno e alimentação complementar. Brasília, 2009.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da criança: nutrição infantil - aleitamento materno e alimentação complementar. Brasília, 2015.

CARRASCOZA, Karina Camillo; COSTA JÚNIOR, Áderson Luiz; MORAES, Antônio Bento Alves de. Fatores que influenciam o desmame precoce e a extensão do aleitamento materno. Estudos de Psicologia (Campinas), v. 22, n. 4, p. 433-440, 2005.

DA SILVA, Lais Michele; TAVARES, Luis Alberto Mussa; GOMES, Cristiane Faccio. Dificuldades na amamentação de lactentes prematuros. Distúrbios da Comunicação, v. 26, n. 1, 2014.

DOS SANTOS, Marcos Pereira. Extensão universitária: espaço de aprendizagem profissional e suas relações com o ensino e a pesquisa na educação superior. Revista Conexão UEPG, v. 8, n. 2, p. 154-163, 2012.

ELSE-QUEST, N. M; HYDE, J. S; CLARK, R. Breastfeeding, Bonding, and the Mother-Infant Relationship. Merrill-Palmer Quarterly. V. 49, n. 4, p. 495–517. Outubro, 2003.

ERBERT, Ingrid. Percepção de profissionais de saúde quanto a recomendação da técnica de amamentação: oferta de uma ou duas mamas por mamada. 2015. 139p. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Escola Paulista de Enfermagem, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2015.

FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS (FORPROEX). Política Nacional de Extensão Universitária. Manaus, 2012(a).

FREITAS, Giselle Lima de et al. Avaliação do conhecimento de gestantes acerca da amamentação. Revista Mineira de Enfermagem, v. 12, n. 4, p. 461-468, 2008.

KALINOWSKI, Luísa Canestraro et al. A puérpera primípara no domicílio e a enfermagem: teoria fundamentada em dados. Online Brazilian Journal of Nursing, v. 11, n. 3, p.701-19, 2012.

KOLETZKO, B. et al. Can infant feeding choices modulate later obesity risk? The American Journal of Clinical Nutrition. . 89 (5): 1502S - 1508S. Maio, 2009.

LIMA, Janete Pereira; DE OLIVEIRA CAZOLA, Luiza Helena; PÍCOLI, Renata Palópoli. A participação do pai no processo de amamentação. Cogitare Enfermagem, v. 22, n. 1, 2017.

MARQUES, Emanuele Souza et al. A influência da rede social da nutriz no aleitamento materno: o papel estratégico dos familiares e dos profissionais de saúde. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, p. 1391-1400, 2010.

MELO NETO, José Francisco de. Extensão universitária e produção do conhecimento. Conceitos, v. 5, n. 9, p. 13-19, 2003.

NÓBREGA, Valeska Cahú Fonseca da et al. As redes sociais de apoio para o Aleitamento Materno: uma pesquisa-ação. Saúde em Debate, v. 43, p. 429-440, 2019.

PALMEIRA, Patricia; CARNEIRO-SAMPAIO, Magda. Immunology of breast milk. Revista da Associação Médica Brasileira. V. 62, n. 6, p. 584-593. 2016.

PARIZOTTO, Janaína; ZORZI, Nelci Terezinha. Aleitamento Materno: fatores que levam ao desmame precoce no município de Passo Fundo, RS. O mundo da Saúde, v. 32, n. 4, p. 466-74, 2008.

PONTES, Cleide M.; ALEXANDRINO, Aline C.; OSÓRIO, Mônica M. Participação do pai no processo da amamentação: vivências, conhecimentos, comportamentos e sentimentos. Jornal de Pediatria, v. 84, n. 4, p. 357-364, 2008.

ROCCI, Eliana; FERNANDES, Rosa Aurea Quintella. Dificuldades no aleitamento materno e influência no desmame precoce. Rev. bras. enferm. , Brasília, v. 67, n. 1, pág. 22-27, fevereiro de 2014.

SOUZA, Daniela Feu Rosa Kroeff de; VALLE, Marly Almeida Saleme do; PACHECO, Maria Christina Thomé. Relação clínica entre hábitos de sucção, má oclusão, aleitamento e grau de informação prévia das mães. Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial, v. 11, n. 6, p. 81-90, 2006.

SCHERBAUM, V; SROUR, L. M. The role of breastfeeding in the prevention of childhood malnutrition. World Review of Nutrition & Dietetics. 115: 82-97. Maio, 2016.

UFRJ. Universidade Federal do Rio de Janeiro. Estudo Nacional de Alimentação e Nutrição Infantil - ENANI-2019: Resultados preliminares - Indicadores de aleitamento materno no Brasil. 9p. UFRJ: Rio de Janeiro. 2020.

VICTORA, Cesar G. et al. Breastfeeding in the 21st century: epidemiology, mechanisms, and lifelong effect. The Lancet. 387, p. (475–90). Janeiro, 2016.

ZUTIN, Tereza Lais Menegucci. A posição do homem no processo de amamentação: um ensaio sobre a produção de sentidos. 2012. Tese (Doutorado em Enfermagem). Escola de Enfermagem da Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n2-002

Refbacks

  • There are currently no refbacks.