Dificuldades e fragilidades vivenciadas por alunos durante a graduação em universidade pública / Difficulties and weaknesses experienced by undergraduate students at a public university

Alex Costa Fernandez, Stefany Alencar de Oliveira, Tatiana Caroline Lima Lobato, Gabriel Garcia Siqueira, Firmina Hermelinda Saldanha Albuquerque, Vanderson de Souza Pereira

Abstract


A cada ano, a procura dos jovens para ingressar em uma universidade vem crescendo. E, com esta transição, alterações no cotidiano passam a acontecer, como na vida social, no comportamento, hábitos, alimentação e, até mesmo, nas relações interpessoais. Com o aumento de ingressantes, a inovação na prática de costumes acaba agravando a própria saúde, mudando a rotina e o estilo de vida.Objetivou-se relatar as necessidades e alterações que os graduandos vivenciam durante a trajetória acadêmica dentro da universidade, que somadas a diversos outros fatores existentes, dificultam ainda mais o processo de aprendizado. As tribulações decorrentes da vida acadêmica trazem consigo frustrações e consequências capazes de desencadear potenciais problemas emocionais e intelectuais, causando prejuízo ao bem-estar físico e mental de estudantes que, muitas vezes vem enfrentando problemas como dificuldades socioeconômicas, ausência de transporte público, distanciamento familiar, entre outros, prejudicando o processo de aprendizado enquanto aluno. Esta reflexão mostra que não é fácil ser discente de uma universidade pública, também apresenta obstáculos que são impostos aos alunos durante a graduação, sendo estes causadores de fatores estressantes, como estruturas inadequadas para pesquisa, carência de recursos humanos e materiais nas instituições.

 


Keywords


Enfermagem; Estudantes; Adaptação; Educação Superior; Aprendizagem.

References


ALVARENGA, C.F. et al. Desafios do ensino superior para estudantes de escola pública: um estudo na UFLA. RPCA, v.26, n.1, p.55-71, 2012. Disponível em: https://doi.org/10.12712/rpca.v6i1.110. Acesso em: 20 maio 2020.

ARIÑO; D.O.; BARDAGI, M.P. Relação entre Fatores Acadêmicos e a Saúde Mental de Estudantes Universitários. Psicol Pesq., v.12, n.3, 2018. Disponível em: http://dx.doi.org/10.24879/2018001200300544. Acesso em: 20 maio 2020.

BUDU, H.I. et al. A survey of the genesis of stress and its effect on the academic performance of midwifery students in a college in Ghana. Midwifery., v.73, n.6, 2019. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/abs/pii/S0266613819300440?via%3Dihub. Acesso em: 20 maio 2020.

CAMPOS, L.R.G.; RIBEIRO, M.R.R.; DEPES, V.B.S. Autonomia do graduando em enfermagem na (re) construção do conhecimento mediado pela aprendizagem baseada em problemas. Rev Bras Enferm., v.67, n.5, p.818-824, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0034-7167.2014670521. Acesso em: 20 maio 2020.

GAMA, A.S.M.; SECOLI, S.R. Automedicação em estudantes de enfermagem do Estado do Amazonas – Brasil. Rev Gaúcha Enferm., v.38, n.1, e65111, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1983-1447.2017.01.65111. Acesso em: 20 maio 2020.

GONÇALVES, M.P.G. et al. Influência do tempo de estudo no rendimento do aluno universitário. Rev Fundamentos, v.2, n.2, 2015. Disponível em: https://revistas.ufpi.br/index.php/fundamentos/article/view/4745/2727. Acesso em: 20 maio 2020.

LINARD, J.G. et al. Associação entre estilo de vida e percepção de saúde em estudantes. J Health Biol Sci., v.7, n.4, p.374-381, 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v7i4.2797.p374-381.2019. Acesso em: 20 maio 2020.

MATTA, C.M.B.; LEBRÃO, S.M.G.; HELENO, M.G.V. Adaptação, rendimento, evasão e vivências acadêmicas no ensino superior: revisão da literatura. Psicol Esc Educ., v.21, n.3, p. 583-591, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.1590/2175-353920170213111118. Acesso em: 20 maio 2020.

OLIVEIRA, F.L.B.; JÚNIOR ALMEIDA, J.J.; SILVA, M.L.P. Percepção dos acadêmicos em relação às dificuldades no desenvolvimento de projetos de extensão universitária. Rev Ciênc Ext., v.12, n.2, p.18-25, 2016. Disponível em: https://ojs.unesp.br/index.php/revista_proex/article/view/1234. Acesso em: 20 maio 2020.

PORTO, A.M.S.; SOARES, A.B. Expectativas e adaptação acadêmica em estudantes universitários. Psicol Teor Prat., v.19, n.1, p. 208-219, 2017. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5935/1980-6906/psicologia.v19n1p208-219. Acesso em: 20 maio 2020.

REIS, D.; XANTHOPOULOU, D.; TSAOUSIS, I.C. Measuring job and academic burnout with the Oldenburg Burnout Inventory (OLBI): Factorial invariance across samples and countries. Burnout Reseacher, v.2, n.1, p.8-18, 2015. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.burn.2014.11.001. Acesso em: 20 maio 2020.

ROSO-BAS, F.; JIMÉNEZ, A.P.; BUADES, EG. Emotional variables, dropout and academic performance in Spanish nursing students. Nurse Educ Today, v.37, n.2, p.53-58, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.nedt.2015.11.021. Acesso em: 20 maio 2020.

TEIXEIRA, M.A.P. et al. Adaptação à universidade em jovens calouros. Psicol Esc Educ., v.12, n.1, p.184-202, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S1413-85572008000100013. Acesso em: 20 maio 2020.

THARANI, A.; HUSAIN, Y.; WARWICK, I. Learning environment and emotional well-being: A qualitative study of undergraduate nursing students. Nurse Educ Today, v.59, n.12, p.82-87, 2017. Disponível: https://doi.org/10.1016/j.nedt.2017.09.008. Acesso em: 20 maio 2020.

URBANETTO, J.S. et al. Stress and overweight/ obesity among nursing students. Rev Latino-Am Enfermagem, v.27, n.10, e3177, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1518-8345.2966.3177. Acesso em: 20 maio 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-273

Refbacks

  • There are currently no refbacks.