Tentativa de suicídio: um estudo das publicações brasileiras/ Suicide attempt: a study of brazilian publications

Laura de Fatima Silva Coutinho, Lucia Cecilia da Silva

Abstract


O suicídio é um fenômeno que ocorre com grande frequência, cerca de um suicídio a cada 40 segundos, tendo seu percentual aumentando a cada ano. Entre os anos de 2011 e 2015 houve um aumento de 12% na taxa de suicídio em todo o país. Diante de taxas tão alarmantes, o objetivo desse estudo é analisar as publicações brasileiras acerca das tentativas de suicídio, a fim de pontuar o que já está sendo pesquisado sobre o assunto, e de verificar possíveis lacunas e de oferecer pistas para novos estudos. Como resultado encontrou-se cinco categorias que são: 1) Tentativa de suicídio como forma de alívio de sofrimento psíquico, 2) Tentativa de suicídio como consequência de transtornos mentais e/ou uso de álcool e drogas, 3) Tentativa de suicídio como solução e/ou remediação de problemas, 4) Tentativa de suicídio como pedido de ajuda e 5) Tentativas de suicídio por falta de perspectiva futura. A partir dos achados, concluiu-se que é necessário estudo e diálogo acerca do suícidio, mas estes realizados de maneira cautelosa por profissionais capacitados, de modo a evitar a disseminação dessa ideia.


Keywords


Comportamento suicida, Brasil, Revisão bibliográfica.

References


BOTEGA, N. J; MAURO, M. L. F; CAIS, C. F. S. Estudo multicêntrico de intervenção no comportamento suicida – Supre-Miss – Organização Mundial da Saúde, Comportamento suicida. Porto Alegre: Artmed Editora, p. 123-140, 2004.

BOTEGA, N. J. Mortalidade por suicídio: várias razões para prevenir. Jornal da Unicamp, 2018. Disponível em: Acesso em: 04 jan. 2020.

CRUZ, Claudia Weyne. As múltiplas mortes de si: suicídio de idosos no sul do Brasil. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Programa de Pós-graduação, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2014.

DANTAS, E. S. O. Suicídio de mulheres em um contexto psicossocial. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2018.

DANTAS, N. D. S. M. Ideação suicida e empatia: um estudo correlacional em estudantes de medicina de uma universidade pública. Dissertação (Mestrado em Neuropsicopatologia) - Pós-Graduação em Neuropsiquiatria e Ciências do Comportamento, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015.

GALLAGHER, I. M. Geração canguru: entre o conforto e o desamparo. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-graduação em Psicologia, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

GONÇALVES, R. E. M. Consumo de álcool por vítimas de suicídio na cidade de São Paulo. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

GUILLAND, R. Jovem em situação de desemprego: habilidades sociais e bem-estar psicológico. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Área de concentração em Psicologia Clínica, Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2010.

HESLER, L. Z. Suicídio em municípios do sul do Brasil: Um enfoque de gênero. Dissertação (Mestrado em enfermagem) - Faculdade de Enfermagem, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

HOCHDORN, A. Falando de gênero: a construção con-textual das identidades de gênero. Tese (Doutorado em psicologia) - Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

KOVÁCS, M. J. Morte e desenvolvimento humano. 5. ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2008. 253 p.

LYRA, R. L. A experiência do processo de envelhecimento a partir da Teoria Interpessoal-Psicológica do Suicídio. Dissertação (Mestrado em Psicologia Clínica) - Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, Brasília, 2018.

MENEGHEL, S. N; et al. Suicídio de idosos sob a perspectiva de gênero. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 17, n. 8, p. 1983-1992, Ago. 2012.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Agenda estratégica de prevenção do suicídio. Disponível

em:

-09.pdf.> Acesso em: 22 de nov. 2018.

MORAIS, D. X. Representações sociais de envelhecimento e redes sociais significativas de idosos. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Programa de Pós-graduação em Psicologia, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2017.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE; Organização Pan Americana de Saúde. Suicídio é grave problema de saúde pública e sua prevenção deve ser prioridade. Disponívelem: Acesso em: 22 de nov. 2018.

PEREIRA, A. S., et al. Fatores de risco e proteção para tentativa de suicídio na adultez emergente. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 23, n. 11, p. 3767-3777, nov. 2018 .Disponível em: Acesso em: 06 jan. 2020.

SALVIANO, E. O impacto do envelhecimento na velhice. Dissertação (Mestrado em Gerontologia), Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2008.

SILVA, R. M; et al . Influências dos problemas e conflitos familiares nas ideações e tentativas de suicídio de pessoas idosas. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 20, n. 6, p. 1703-1710, 2015 . Disponível em: Acesso em: 06 jan. 2020.

TREVISAN, E. P. T. Vulnerabilidade de mulheres que tentaram suicídio com medicamentos psicoativos. Dissertação (Mestrado em Enfermagem), Universidade Estadual de Maringá, Maringá, 2010.

VIDAL, C. E. L; GONTIJO, E. D. Tentativas de suicídio e o acolhimento nos serviços

de urgência: a percepção de quem tenta. Caderno de saúde coletiva, Rio de Janeiro, v.

, n. 2, p. 108-114, mai. 2013.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-266

Refbacks

  • There are currently no refbacks.