Atenção e cuidado integral à saúde da pessoa idosa / Cuidado y atención integral de la salud de las personas mayores

Márcya Cândida Casimiro de Oliveira, Kelton Dantas Pereira, João Marcos da Costa Lucena, Sara Paes Gaião Torreão, Lucas Barbosa Sousa de Lucena, Eduardo Pereira Rocha, Danilo Ventura Oliveira, Marcos Alexandre Casimiro de Oliveira

Abstract


O envelhecimento é um processo natural, irreversível e não patológico. Um dos maiores desafios nessa fase é proporcionar máxima qualidade de vida ao idoso, especialmente pelo predomínio das doenças causadoras de dependência. O presente estudo teve como objetivo descrever a experiência frente a atividades desenvolvidas para idosos por um projeto de extensão multidisciplinar. Trata-se de uma análise descritiva, qualitativa, com abordagem direta e observacional do tipo relato de experiência acerca das atividades práticas vinculadas ao Projeto de Extensão “Atenção à saúde da pessoa idosa”. As atividades foram desenvolvidas em um Centro de Convivência do Idoso na cidade de João Pessoa-PB, no ano de 2016. O registro de dados foi coletado por meio de fontes escritas, orais e imagéticas que culminaram com a construção de um prontuário. Através do planejamento e aproximação com o público alvo, foi possível realizar orientações que englobassem o cuidado integral dos idosos assistidos, sendo que as ações tiveram como pilar a Educação em Saúde. Assim, a interação entre a pessoa idosa e os discentes, no decorrer dos encontros semanais, contribuiu para a troca de saberes e construção do vínculo, aspectos fundamentais para a formação de um profissional humanizado. Foram desenvolvidas atividades semanais com temáticas nas diferentes áreas da saúde. Logo, A experiência da vivência semanal com idosos foi considerada enriquecedora pelos integrantes do projeto. No geral, os discentes cresceram enquanto desempenhavam as atividades. Recomendam-se novos estudos acerca da temática para novos direcionamentos de ações que envolvam a atenção e cuidado integral à saúde do idoso.


Keywords


Atenção à saúde, Cuidado, Envelhecimento, Idoso.

References


AMARAL, A. C. S. et al. Perfil de morbidade e de mortalidade de pacientes idosos hospitalizados. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 20, n. 6, p. 1617-1626, Dec. 2004.

ANDRADE, A. N. et al. Percepção de idosos sobre grupo de convivência: estudo na cidade de Cajazeiras-PB. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Rio de Janeiro, v. 17, n. 1, p. 39-48, Mar. 2014.

BERTAZONE, T. M. A. Ações multidisciplinares/interdisciplinares no cuidado ao idoso com Doença de Alzheimer. Revista Rene, São Paulo, v. 17, n. 1, p. 144-153, Jan./Fev. 2016.

BRASIL. Envelhecimento e saúde da pessoa idosa. Cadernos de Atenção Básica nº 19. Brasília, DF, 2006. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/evelhecimento_saude_pessoa_idosa.pdf. Acesso em: 20 dez. 2020.

BRASIL. Atenção à saúde da pessoa idosa e envelhecimento. Série Pactos pela Saúde, v. 12. Brasília, DF, 2010. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pacto_saude_volume12.pdf. Acesso em: 18 dez. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Biblioteca Virtual em Saúde. Queda de idosos. 2015. Disponível em:

http://bvsms.saude.gov.br/dicas-em-saude/2108-quedas-de-idosos. Acesso em: 22 dez. 2020.

CHAVES, E. C.; MARTINES, W. R. V. Humanização no programa de saúde da família. O Mundo da Saúde, São Paulo, v. 27, n. 2, p. 274-279, Abr./Jun. 2003.

CAMACHO, A. C. F.; COELHO, M. J. Políticas públicas para a saúde do idoso: revisão sistemática. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 63, n. 2, p. 279-284, Abr. 2010.

CLOSS, V. E.; SCHWANKE, C. H. A. A evolução do índice de envelhecimento no Brasil, nas suas regiões e unidades federativas no período de 1970 a 2010. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Rio de Janeiro, v. 15, n. 3, p. 443-458, Sept. 2012.

COSTA, M. F. B. N. A.; CIOSAK, S. I. Atenção integral na saúde do idoso no Programa Saúde da Família: visão dos profissionais de saúde. Revista da Escola de Enfermagem da USP, São Paulo, v. 44, n. 2, p. 437-444, Jun. 2010.

DIOGO, M. J. D.; CEOLIM, M. F.; CINTRA, F. A. Implantação do Grupo de Atenção à Saúde do Idoso (GRASI) no Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas (SP): relato de experiência. Revista Latino-Americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 8, n. 5, p. 85-90, Oct. 2000.

GUIMARAES, A. C. et al . Atividades grupais com idosos institucionalizados: exercícios físicos funcionais e lúdicos em ação transdisciplinar. Revista Pesquisas e Práticas Psicossociais, São João del-Rei , v. 11, n. 2, p. 443-452, Dez. 2016.

MELO, M. C. et al. A educação em saúde como agente promotor de qualidade de vida para o idoso. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 14, supl. 1, p. 1579-1586, Oct. 2009.

NEVES, R. G. et al. Atenção oferecida aos idosos portadores de hipertensão: Pesquisa Nacional de Saúde, 2013. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 33, n. 7, e00189915, 2017.

OLIVEIRA, M. C. C. et al. Importância da atenção e promoção à saúde frente ao processo de cuidado da pessoa idosa. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v. 4, n. 1, p. 1151-1163, jan./feb. 2021.

OLIVEIRA, M. C. C. et al. Processo de territorialização em saúde como instrumento de trabalho. Brazilian Journal of Health Review, Curitiba, v. 3, n. 5, p. 13578-13588 set./out. 2020.

ORGANIZACIÓN PANAMERICANA DE LA SALUD. Guia Clínica para Atención Primaria a las Personas Mayores. 3ª ed. Washington: OPAS, 2003.

RIGON, E. D. Experiências dos idosos e profissionais da saúde relacionadas ao cuidado pela estratégia saúde da família. Revista Enfermagem UERJ, Recife, v. 24, n. 5, e17030, Set./Out. 2016.

SILVA, R. S. et al. Condições de saúde de idosos institucionalizados: contribuições para ação interdisciplinar e promotora de saúde. Cadernos Brasileiros de Terapia Ocupacional, São Carlos, v. 27, n. 2, p. 345-356, Jun. 2019.

WIMMER, G. F.; FIGUEIREDO, G. O. Ação coletiva para qualidade de vida: autonomia, transdisciplinaridade e intersetorialidade. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 11, n. 1, p. 145-154, Mar. 2006.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-220

Refbacks

  • There are currently no refbacks.