Xeroderma Pigmentoso: detecção de mutação XPV/POLH em pacientes atendidos no agreste pernambucano / Xeroderma Pigmentosum: detection of XPV/POLH mutation in patients treated in the agreste pernambucano

José Pereira dos Santos Júnior, Maria Heloysa Alves Leal, Nathalia Joanne Bispo Cezar, Lidiane Gomes da Silva, Luiz Henrique Soares, Elysdoraht Jullyana Vital Ramos

Abstract


Este estudo teve por objetivo detectar a mutação XPV/POLH associada ao XP em pacientes atendidos no Instituto do Câncer Infantil do Agreste (ICIA). Os dados clínicos dos pacientes foram obtidos a partir da análise de prontuários. Em seguida, as amostras sanguíneas foram coletadas em tubos de EDTA (anticoagulante) para posterior extração do DNA. Foi realizado estudo de bioinformática empregando os softwares Staden® Pregap4, Mega® software, Primer3Plus e OligoAnalyzer da IDT® para delimitar as regiões de interesse que correspondem a mutação no gene XPV/POLH. A técnica de Reação em Cadeia da Polimerase (PCR) foi empregada para amplificar as regiões de interesse, a visualização dos produtos amplificados foi realizada a partir de migração em gel de agarose 1%. Nesta análise, após a realização da coleta de dados dos prontuários utilizando-se formulário padronizado, foram detectados achados clínicos semelhantes àqueles descritos na literatura. Em seguida, as amostras foram submetidas à extração e purificação do DNA, amplificação por PCR convencional, eletroforese em gel de agarose e, por fim, sequenciamento. De acordo com o estudo realizado foi possível compreender como o quadro clínico dos pacientes se estabeleceu, visto que não se tinha até então dados referentes na região. Além disso, este trabalho permitiu traçar parte do perfil genético dos pacientes com XP de forma específica.


Keywords


Xeroderma Pigmentoso, Doenças raras, Mutações, Genes.

References


BENSENOUCI, Salima et al. Diagnosis of xeroderma pigmentosum Groups A and C by detection of two prevalent mutations in West Algerian population: a rapid genotyping tool for the frequent XPC mutation c. 1643_1644delTG. BioMed research international, v. 2016, 2016. http://dx.doi.org/10.1155/2016/2180946

VIANA, Fernanda de Oliveira et al . Você conhece esta síndrome?. An. Bras. Dermatol., Rio de Janeiro , v. 86, n. 5, p. 1029, out. 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S0365-bbb05962011000500033

CHAIBUB, Sulamita Costa Wirth. Alta incidência de Xeroderma Pigmentosum em comunidade no interior de Goiás. Surgical & Cosmetic Dermatology, v. 3, n. 1, 2011.

PASQUALE, Giuliano et al. Avaliação clínica e genética de pacientes portadores de xeroderma pigmentoso na região de Jundiaí-SP. Perspectivas Médicas, v. 22, n. 1, p. 15-19, 2011.

MOURA, Livia Maria Silva. Busca de variantes em sequência de DNA proveniente de pacientes com deficiência em processos de reparo do genoma. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

ASSAN REMONDI, Felipe; ODA, Silas; CABRERA, Marcos Aparecido Sarria. Não adesão à terapia medicamentosa: da teoria a prática clínica. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v. 35, n. 2, p. 177-185, 2015.

BEN REKAYA, Mariem et al. A founder large deletion mutation in Xeroderma pigmentosum-Variant form in Tunisia: implication for molecular diagnosis and therapy. BioMed research international, v. 2014, 2014. BEN REKAYA, Mariem et al. A founder large deletion mutation in Xeroderma pigmentosum-Variant form in Tunisia: implication for molecular diagnosis and therapy. BioMed research international, v. 2014, 2014.

CAMPOS, Thaís de Oliveira. Espectrofotometria e análise de imagens: correlação entre métodos aplicados a quantificação de DNA. 2014.

COSTA, Rute Alves Pereira et al. Avaliação das funções mitocondriais de células deficientes na proteína XPC, envolvida na via de reparo por excisão de nucleotídeos (NER)= Evaluation of mitochondrial functions of XPC protein deficient cells, involved in nucleotide excision repair (NER) pathway. 2013. http://repositorio.unicamp.br/jspui/handle/REPOSIP/311361

DANTAS, Edcleverton Barros. Xeroderma pigmentoso: relato de caso. 2018. http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/9301

DE ALMEIDA VERISSIMO39, Mônica Pinheiro; RODRIGUES40, Carmen Cunha Mello. Adesão ao tratamento. ORIENTAÇÕ ES PARA O DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO DAS, p. 165.

DIGIOVANNA, John J.; KRAEMER, Kenneth H. Shining a light on xeroderma pigmentosum. Journal of investigative dermatology, v. 132, n. 3, p. 785-796, 2012. https://doi.org/10.1038/jid.2011.426

IYAMA, Teruaki; WILSON, David M. DNA repair mechanisms in dividing and non-dividing cells. DNA repair, v. 12, n. 8, p. 620-636, 2013. https://doi.org/10.1016/j.dnarep.2013.04.015

LEAL, Angélica Maria de Sousa. O papel da via de reparo por excisão de nucleotídeos na resposta celular ao estresse oxidativo e o estudo de alterações neuronais in vitro associadas a síndrome de Cockayne. 2016. https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/22713

LEHMANN, Alan R.; MCGIBBON, David; STEFANINI, Miria. Xeroderma pigmentosum. Orphanet journal of rare diseases, v. 6, n. 1, p. 70, 2011. https://doi.org/10.1186/1750-1172-6-70

PÉREZ-ELIZONDO, A. D.; DEL PINO-ROJAS, G. T.; GARCÍA-HERNÁNDEZ, J. F. Xeroderma pigmentoso. Breve revisión: de lo molecular a lo clínico. Rev Argent. Dermatol, v. 95, n. 1, p. 23-8, 2014.

POPP, Isabell et al. Fanconi anemia with sun-sensitivity caused by a Xeroderma pigmentosum-associated missense mutation in XPF. BMC medical genetics, v. 19, n. 1, p. 7, 2018. https://doi.org/10.1186/s12881-018-0520-1

POSSIK, Patrícia Abrão. A análise de DNA por eletroforese. 2016.

QU, W. et al. MFEprimer: multiple factor evaluation of the specificity of PCR primers. Bioinformatics (Oxford, England), v. 25, n. 2, p. 276, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-164

Refbacks

  • There are currently no refbacks.