Instrumentalização dos enfermeiros de uma unidade de internação para o uso da escala de braden / Instrumentalization nurses of a unit for hospital use of braden scale

Jeane Silvestri Farias Wechi, Lúcia Nazareth Amante, Nádia Chiodelli Salum, Luciara Fabiane Sebold, Juliana Balbinot Reis Girondi, Maria Carolina Espindola, Tatiana Martins, Maria Carolina Espindola

Abstract


Objetivo: analisar o conhecimento de enfermeiros assistenciais sobre o emprego da Escala de Braden como instrumento para prevenção lesões por pressão.

Método: pesquisa convergente assistencial realizada em uma unidade de internação de clínica médica de um hospital universitário do sul do Brasil, no período de maio a agosto de 2012, com a participação de oito enfermeiros, por meio de questionários com perguntas abertas e grupos de discussão. No tratamento dos dados foi utilizada a Análise de Conteúdo.

Resultados: Observou-se que os enfermeiros já possuíam conhecimento sobre a Escala de Braden, mas por meio da pesquisa tiveram a oportunidade de atualizar seu entendimento e observar a aplicação deste instrumento como medida preditiva para as lesões por pressão.

Conclusão: Os enfermeiros aprofundaram o conhecimento sobre a prevenção das lesões por pressão, facilitado pela instrumentalização com a aplicação do Arco de Maguerez e repercussões diretas para a prática profissional.


Keywords


Enfermagem, Lesão por pressão, Cuidados de enfermagem, Avaliação em Enfermagem.

References


ALBINO FILHO, Marcelo Alexandre; DA SILVA, Carlos Henrique Cirino. Correspondências entre o que é avaliado e o que se avalia: a Escala de Braden. Revista Eletrônica Acervo Saúde, n. 22, p. e679-e679, 2019.

ALELUIA, Márcia Mirian Rosendo et al. A Elaboração do Protocolo de Prevenção de Lesão por Pressão: Experiência em um Hospital Universitário. Gep News, v. 2, n. 2, p. 611-615, 2019.

ASSOCIATION FOR THE ADVANCEMENT OF WOUND CARE (AAWC). AAWC Guideline of Pressure Ulcer Guidelines. Malvern, PA: Association for the Advancement of Wound Care (AAWC); 2010; 14: 1 – 57.

Bardin, L. (2016). Análise de Conteúdo. (6. ed.). Lisboa: Edições.

CANDATEN, Angela Enderle; BOEIRA, Yasmine Bado; DE ALMEIDA BARCELLOS, Ruy. Incidência de Lesões Por Pressão em Pacientes Internados em Unidades de Terapia Intensiva. REVISTA UNINGÁ, v. 56, n. S2, p. 30-40, 2019.

DA COSTA SOUZA, Mercy; ROLAN LOUREIRO, Marisa Dias; PIRES BATISTON, Adriane. Cultura organizacional: prevenção, tratamento e gerenciamento de risco da lesão por pressão. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 73, n. 3, 2020.

DE ALMEIDA, Francinalva et al. Assistência de enfermagem na prevenção da lesão por pressão: uma revisão integrativa. Revista Eletrônica Acervo Saúde, n. 30, p. e1440-e1440, 2019.

DE FIGUEIREDO JÚNIOR, Adilson Mendes et al. Produção científica acerca dos fatores de risco para lesões por pressão em pacientes adultos internados em Unidade de Terapia Intensiva. Revista Eletrônica Acervo Científico, v. 8, p. e2968-e2968, 2020.

DE JESUS PEREIRA, Eriolene; NOGUEIRA, Marcia Silva. Atuação do enfermeiro na prevenção da lesão por pressão em pacientes acamados: revisão de literatura. Revista Eletrônica Acervo Saúde, n. 49, p. e3332-e3332, 2020.

DOS SANTOS, Alisson Junior. Incidência de Lesões por Pressão em Unidade de Terapia Intensiva. Revista Atenas Higeia, v. 2, n. 1, p. 36-41, 2020).

DOS SANTOS, Leandra Josefa et al. Assistência de enfermagem ao paciente com lesão por pressão/Nursing care for pressure injury patient. Brazilian Journal of Health Review, v. 3, n. 1, p. 250-255, 2020.

Falkenberg MB, Mendes TPL, Moraes EP, Souza EM. Educação em saúde e educação na saúde: conceitos e implicações para a saúde coletiva. Cienc Saude Colet. 2014; 19(3):847- 52.

FÉLIX, Francisca Graslânia et al. Análise histórica de diagnósticos de enfermagem relacionados a feridas e lesões de pele. Revista Enfermagem Atual In Derme, v. 90, n. 28, 2019.

Gerência de Vigilância e Monitoramento em Serviços de Saúde – GVIMS; Gerência Geral de Tecnologia em Serviços de Saúde – GGTES; Agência Nacional de Vigilância Sanitária –ANVISA. Boletim Segurança do Paciente e Qualidade em Serviços de Saúde n. 15: Incidentes Relacionados à Assistência à Saúde-2016. 2017. Disponível em http://portal.anvisa.gov.br/documents/33852/271855/Boletim+Seguran%C3%A7a+do+Paciente+e+Qualidade+em+Servi%C3%A7os+de+Sa%C3%BAde+n%C2%BA+15/bb637392-4973-4e7f-8907-a7b3af1e297b. Acesso em 21 de julho de 2020.

International NPUAP/EPUAP Pressure Ulcer Guideline. In press, 2014.

SANTOS, Cássia Teixeira dos, ALMEIDA, Miriam de Abreu, LUCENA, Amália de Fátima. Diagnóstico de Enfermagem risco de úlcera por pressão: validação de conteúdo. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 24, p. 2693, 2016. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692016000100335&lng=en&nrm=iso.

LAURIE MCNICHOL, CAROLYN WATTS, DIANNE MACKEY, JANICE M. BEITZ, MIKEL GRAY. Identifying the Right Surface for the Right Patient at the Right Time: Generation and Content Validation of an Algorithm for Support Surface Selection. J Wound Ostomy Continence Nurs. 2015;42(1):19-37.

Lemos GC, Azevedo C, Bernardes MFVG, et al. A Cultura de Segurança do Paciente no Âmbito da Enfermagem: Reflexão Teórica. Revista de Enfermagem do Centro-Oeste Mineiro.2018; 8:e2600. Acesso 29 de outubro de 2020. Disponível em http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/recom/article/view/2600 . Acesso 29 de outubro de 2020.

Lima MEP, Cortez EA, Fernandes FC, Xavier SCM & Almeida VLA. Permanent health education: vital strategy for safe practices.Research, Society and Development, 9 (7):1-12. 2020. Disponível em https://www.rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/4802/4124. Acesso 29 de outubro de 2020.

LIRA, Vanessa Leal et al . Clima de segurança do paciente na perspectiva da enfermagem. Rev. Bras. Enferm., Brasília , v. 73, n. 6, e20190606, 2020 . Available from . Epub Sep 07, 2020. Disponível em https://www.scielo.br/pdf/reben/v73n6/pt_0034-7167-reben-73-06-e20190606.pdf. Acesso 29 de outubro de 2020.

MACHADO, Lucas Correia Lima Rocha et al. Fatores de risco e prevenção de lesão por pressão: aplicabilidade da Escala de Braden. Revista Eletrônica Acervo Saúde, n. 21, p. e635-e635, 2019.

MACÊDO, Winnie Taise Pena; FIGUEIREDO, Brena Melo; DOS REIS, Danielle Saraiva Tuma. Ensinando a Escala de Braden como estratégia para melhoria da qualidade da assistência em enfermagem. IJHE-Interdisciplinary Journal of Health Education, v. 4, n. 1-2, 2019.).

MOORE, Zena; COWMAN, Seamus. Risk assessment tools for the prevention of pressure ulcers. Cochrane Data base of Systematic Reviews. v.5, n.2, fev 2014. Disponível em: doi: 10.1002/14651858.CD006471.pub3.

MORAES, Etiene Leticia Leone de et al. Nursing care for a newborn with Lamellar Ichthyosis: a case study in a neonatal unit. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v. 53, 2019.

NATIONAL PRESSURE ULCER ADVISORY PANEL. Announces a change in terminology from pressure ulcer to pressure injury and updates the stages of pressure injury. Washington, D.C.: National Pressure Ulcer Advisory Panel; 2016.

NATIONAL PRESSURE ULCER ADVISORY PANEL, EUROPEAN PRESSURE ULCER ADVISORY PANEL AND PAN PACIFIC PRESSURE INJURY ALLIANCE. In: Haesler E, ed. Prevention and Treatment of Pressure Ulcers: Clinical Practice Guideline. Osborne Park, Western Australia: Cambridge Media; 2014.

NOVATO, Débora Silveira; NUNES, Emanuelle Caires Dias Araújo. As relações interpessoais na enfermagem: influência da liderança na motivação da equipe técnica. V.13, n.1/2, 2019. Disponível em http://revistas.ung.br/index.php/saude/article/view/3686/2957. Acesso em Acesso em 21 de julho de 2020.

OTTO, Carolina et al. Fatores de risco para o desenvolvimento de lesão por pressão em pacientes críticos. Enfermagem em Foco, v. 10, n. 1, 2019.

SADE PMCS, PERES AM, BRUSAMARELO T, MERCÊS NNA, WOLFF LDG, LOWEN IMV. Demandas de educação permanente de enfermagem em hospital de ensino. Cogitare enferm. 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v24i0.57130.

SALES, Daniela Oliveira de; WATERS, Camila. O uso da Escala de Braden para prevenção de lesão por pressão em pacientes internados em Unidade de Terapia Intensiva. Brazilian Journal Of Health Review, Curitiba, v. 2, n. 4, p. 4900-4925, nov. 2019. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/4300/5555. Acesso em: 04 nov. 2020.

SOUZA, L. Antônio; MENDONÇA, Elisa G. Avaliação do estado nutricional e o risco de desenvolvimento de lesão por pressão em idosos institucionalizados. Revista de Ciências da Sade Básica e Aplicada, v. 2, n. 1, p. 48-56, 2019.

SIQUEIRA, Lillian Dias Castilho; SANTOS, Michel Coutinho dos; CALMON, Igor Tadeu de Siqueira; SIQUEIRA JUNIOR, Pedro Cubas. DIMENSIONAMENTO DE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM DA CLÍNICA MÉDICA DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO. Enferm. Foco 2019; 10 (4): 35-40. Disponível em: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/2179. Acesso em 21 de julho de 2020.

TAVARES JOMAR, Rafael et al. Incidência de lesão por pressão em unidade de terapia intensiva oncológica. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 72, n. 6, 2019.

WECHI, Jeane Silvestri; AMANTE, Lúcia Nazareth; SALUM, Nádia Chiodelli; MATOS, Eliane; MARTINS, Tatiana. Escala de Braden: instrumento norteador para a prevenção de úlceras por pressão. ESTIMA, v.15 n.3, p. 145-151. 2017. Disponível em https://pdfs.semanticscholar.org/dd02/3b10ef267553f48a1a27ccfeb1e43859d470.pdf. Acesso 29 de outubro de 2020.

WOUND, OSTOMY AND CONTINENCE NURSES SOCIETY (WOCN). Guideline for Prevention and Management of Pressure Ulcers. Mount Laurel, NJ: Wound, Ostomy and Continence Nurses Society (WOCN); 2010: 1 – 108.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-161

Refbacks

  • There are currently no refbacks.