Estado nutricional de pacientes críticos pediátricos: associação com o quadro clínico e desfecho terapêutico / Nutritional status of pediatric critical patients: association with the clinical picture and therapeutic outcome

Ingrid Gianny dos Santos Batista, Ana Cláudia Vieira Gomes, Edcleide Oliveira dos Santos Olinto, Giana Carla Lins de Albuquerque Meireles, Mirela Ribeiro Barreto

Abstract


Objetivo: Reconhece-se que crianças com desnutrição na admissão hospitalar são mais vulneráveis ao agravamento de morbidades, aumento do tempo de hospitalização, bem como, comprometimento do quadro clínico e desfecho terapêutico. Com isso, este estudo teve o objetivo de avaliar a associação do estado nutricional com o quadro clínico e desfecho terapêutico de pacientes internados em uma unidade de terapia intensiva pediátrica (UTIP).

Métodos: Estudo observacional, transversal (no que se remete a antropometria e desfecho terapêutico), e prospectivo (no que se remete as variáveis clínicas e tempo de adequação da cota calórica e proteica), do tipo descritivo e documental, utilizando abordagem quantitativa, baseando-se no uso de informações contidas em prontuários, no período de maio a setembro de 2017, mediante aprovação no comitê de ética. Para análise estatística foi utilizado o software Statistical Package for Social Science (SPSS) na versão 21.0 adotando o nível de significância de 5%.

Resultado: O estado nutricional admissional da amostra segundo o escore Z mostrou o percentual de 41,8% de déficit nutricional. Houve maior uso de drogas vasoativas, assim como houve uma maior frequência de óbito entre os desnutridos segundo os indicadores Peso/Idade. Verificou-se também que não houve diferença significativa de tempo de internação maior ou menor que 7 dias entre pacientes com déficit e sem déficit no momento da admissão na UTIP, segundo todos os indicadores utilizados. Foi constatado que as crianças que não apresentavam doenças respiratórias tiveram menor presença de déficit nutricional, pelo parâmetro IMC/idade.

Conclusão: Destacamos a importância de determinar o estado nutricional admissional em todas as crianças internadas na UTIP. Crianças malnutridas devem ser identificadas na admissão a fim de atingir melhores estratégias nutricionais individuais para melhor progressão do estado clinico e desfecho terapeutico.


Keywords


Desnutrição, Unidade de terapia intensiva pediátrica, Antropometria.

References


Cabral DD. Perfil nutricional e a relação com o estado de saúde em uma UTI pediátrica [Dissertação]. Porto Alegre: Fac. de Medicina, PUCRS; 2011.

Briassoulis G, Venkataraman S, Thompson A. Cytokines and Metabolic Patterns in Pediatric Patients with Critical Illness. Clinical and Developmental Immunology. 2010;2010:1-11.

Mehta NM, Corkins MR, Lyman B, Malone A, Goday PS, Carney L et al. Defining Pediatric Malnutrition. Journal of Parenteral and Enteral Nutrition. 2013;37(4):460-481.

Oliveira LML, Rocha APC, Silva JM. Avaliação nutricional em pacientes hospitalizados: uma responsabilidade interdisciplinar. Saber científico. 2008;1(1):240-252.

Silva EP, Tiengo A. Perfil nutricional de crianças hospitalizadas e sua relação com o período de internação em um hospital de ensino no sul de Minas Gerais. Rev Cienc Saúde. 2014;4(4):61-72.

Norman K, Pichard C, Lochs H, Pirlich M. Prognostic impact of disease-related malnutrition. Clinical Nutrition. 2008;27(1):5-15.

Joosten KFM, Hulst JM. Nutritional screening tools for hospitalized children: Methodological considerations. Clinical Nutrition. 2014;33(1):1-5.

Bechard LJ, Duggan C, Touger-Decker R, Parrott JS, Rothpletz-Puglia P, Byham-Gray L et al. Nutritional Status Based on Body Mass Index Is Associated With Morbidity and Mortality in Mechanically Ventilated Critically Ill Children in the PICU*. Critical Care Medicine. 2016;44(8):1530-1537.

CORULLÓN JL. Perfil epidemiológico de uma UTI pediátrica no sul do Brasil [dissertação]. Porto Alegre: Fac. de Medicina, PUCRS; 2007.

Miranda M, Bernardes OC, Mello TCV, Silva TA, Rinaldi AEM, Cirspim CA. Avaliação antropométrica na infância: uma revisão. Braz J Sports Nutr. 2012;1(1):37-45.

Santos JFM, Torquato SCR, Frota KMG, Nascimento LC, Freire JAP. Perfil nutricional e socioeconômico de crianças hospitalizadas em instituição pública de Picos – Piauí. Rev Interdisciplin. 2014;7(4):106-114.

Simões APB, Palchetti CZ, Patin RV, Mauri JF, Oliveira FLC. Estado nutricional de crianças e adolescentes hospitali¬zados em enfermaria de cirurgia pediátrica. Rev Paul Pediatr. 2010;28(1):41-47.

Hulst JM, Joosten KF, Tibboel D, van Goudoever JB. Causes and consequences of inadequate substrate supply to pediatric ICU patients. Current Opinion in Clinical Nutrition and Metabolic Care. 2006;9(3):297-303.

Mehta NM, Bechard LJ, Zurakowski D, Duggan CP, Heyland DK. Adequate enteral protein intake is inversely associated with 60-d mortality in critically ill children: a multicenter, prospective, cohort study1. The American Journal of Clinical Nutrition. 2015;102(1):199-206.

Mehta NM, Duggan CP. Nutritional Deficiencies During Critical Illness. Pediatric Clinics of North America. 2009;56(5):1143-1160.

Prieto MB, Cid JLH. Malnutrition in the Critically Ill Child: The Importance of Enteral Nutrition. International Journal of Environmental Research and Public Health. 2011;8(12):4353-4366.

Spolidoro JVN, Epifanio M, Orgaratto R, Costa CAD, Eloi JC, Hammermuller LM. Medicina Intensiva em Pediatria. 2nd ed. Revinter; 2014.

Sociedade brasileira de pediatria. Avaliação nutricional da crianças e do adolescente: Manual de Orientação. São Paulo: Departamento de Nutrologia; 2009.

Rossi L, Caruso L, Galante AP. Avaliação Nutricional Novas Perspectivas. São Paulo: Roca Ltda; 2009.

Stevenson RD. Use of Segmental Measures to Estimate Stature in Children With Cerebral Palsy. Archives of Pediatrics & Adolescent Medicine. 1995;149(6):658.

Lohman TG, Roache AF, Martorell R. Anthropometric Standardization Reference Manual. Medicine & Science in Sports & Exercise. 1992;24(8):952.

WHO (World Health Organization). Multicentre Growth Reference Study Group. WHO Child Growth Standards based on length/height, weight and age. Acta Pediatrc Suppl. 2006; 450: 76 – 85.

Onis M. Development of a WHO growth reference for school-aged children and adolescents. Bulletin of the World Health Organization. 2007;85(09):660-667.

WHO (World Health Organization). Child growth Standards. The WHO Child Growth Standards, Geneva: 2008.

Frisancho AR. Anthropometric standards of the assessment of growth and nutritional status. Ann Arbor, Michigan: University of Michigan Press: 1990.

Blackburn GL, Thornton PA. Nutrition assessment of the hospitalized patients. Medical Clinics of North America. 1979;63:115-1103.

Oliveira E, Nishimura L, Barbosa L. A importância da avaliação nutricional em crianças internadas na enfermaria pediátrica em hospitais municipais de São Paulo. Revista Brasileira de Nutrição Clínica. 2015;30(1):71-75.

Pichler J, Hill SM, Shaw V, Lucas A. Prevalence of undernutrition during hospitalisation in a children’s hospital: what happens during admission?. European Journal of Clinical Nutrition. 2014;68(6):730-735.

Silva CS, Cabral PC, Galvão SF, Diniz AS, Arruda IKG, Santos CM. Estado nutricional de crianças e adolescentes admitidos para internação em um hospital universitário. Rev Bras Pesq Saúde. 2015;2(17):36-44.

Tonial C, Garcia P, Schweitzer L, Costa C, Bruno F, Fiori H et al. Cardiac dysfunction and ferritin as early markers of severity in pediatric sepsis. Jornal de Pediatria (Versão em Português). 2017;93(3):301-307.

Mehta N, Bechard L, Cahill N, Wang M, Day A, Duggan C et al. Nutritional practices and their relationship to clinical outcomes in critically ill children—An international multicenter cohort study*. Critical Care Medicine. 2012;40(7):2204-2211.

Oliveira C, Pinto F, Vasconcelos T, Bastos V. Análise de indicadores assistenciais em uma Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica na cidade de Fortaleza/CE. caderno de saúde coletiva. 2017;.

Grippa RB, Silva PS, Barbosa E, Bresolin NL, Mehta NM, Moreno YMF. Nutritional status as a predictor of duration of mechanical ventilation in critically ill children. Nutrition. 2017;33:91-95.

Cabral DD. Barreiras para nutrição adequada em uti pediátrica [Tese]. Porto Alegre: Fac. de Medicina, PUCRS; 2014.

Campos-Miño S, Sasbón JS, von Dessauer B. Pediatric intensive care in Latin America. Medicina Intensiva (English Edition). 2012;36(1):3-10.

NettoL A, Muniz VM, Zandonade E, Maciel ELN, Bortolozzo RN, Costa NF et al. Performance of the Pediatric Index of Mortality 2 in a pediatric intensive care unit. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. 2014;26(1):44-50.

Costa GA, Delgado AF, Ferraro A, Okay TS. Application of the pediatric risk of mortality (PRISM) score and determination of mortality risk factors in a tertiary pediatric intensive care unit. Clinics. 2010;65(11):1087-1092.

Oliveira J, Soares M. Perfil epidemiológico da insuficiência respiratória aguda em crianças internadas na unidade de terapia intensiva de um Hospital Público da Paraíba. InterScientia. 2013;1(3):115-126.

Betue C, van Steenselen W, Hulst J, Olieman J, Augustus M, Mohd Din S et al. Achieving energy goals at day 4 after admission in critically ill children; predictive for outcome?. 2014.

Melo EM, Oliveira TMM, Marques AM, Ferreira AMM, Silveira FMM, Lima VF. Caracterização dos pacientes em uso de drogas vasoativas internados em unidade de terapia intensiva. Rev Fund Care Online. 2016;8(3):4898-4904.

Prince NJ, Brown KL, Mebrahtu TF, Parslow RC, Peters MJ. Weight-for-age distribution and case-mix adjusted outcomes of 14,307 paediatric intensive care admissions. Intensive Care Medicine. 2014;40(8):1132-1139.

Vermilyea S, Slicker J, El-chamas K, Sultan M, Dasqupta M, Hoffmann R et al. Subjective global assessment in criticallychildren. J Parenter Enter Nutr. 2013;(37):659-666.

Marques SBC, Medeiros AM. Sistema digestório e desnutrição. In: Duarte ACG, ed. Avaliação nutricional: aspectos clínicos e laboratoriais. São Paulo: Atheneu; 2007. 7-15.

Doley J, Mallampali A, Sanbdberg M. Nutrition management forthe patient requiring prolonged mechanical ventilation. NutrClin Pract. 2011;26:232-241

Ventura JC. Fatores associados ao comprometimento da circunferência do braço em pacientes pediátricos graves em ventilação mecânica [Dissertação]. Santa Catarina: Universidade Federal de Santa Catarina; 2016.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-138

Refbacks

  • There are currently no refbacks.