Identificação dos fatores que interferem na baixa cobertura do rastreio do câncer de colo uterino através das representações sociais de usuárias dos serviços públicos/ Identification of factors that interfere with low coverage of cervical cancer screening through social representations of public service users

Micheli Garcia, Greice Kelly Palmeira Campos, Jocássia Adam Lauvers Patrício, Luciano Antonio Rodrigues, Adriene de Freitas Moreno Rodrigues

Abstract


Com aproximadamente 530 mil casos novos por ano no mundo, o câncer do colo do útero é o quarto tipo de câncer mais comum entre as mulheres. Sendo a quarta causa mais frequente de morte por câncer em mulheres, ele é responsável por 265 mil óbitos por ano. A principal forma de detecção precoce do câncer de colo uterino é através da citopatologia oncótica, porém mesmo sendo um exame simples e de fácil realização parte das mulheres não aderem à realização e periodicidade do mesmo. O estudo tem como objetivo identificar os principais fatores que interferem na baixa cobertura do rastreio de câncer de colo de útero através das representações sociais das usuárias dos serviços públicos de atenção primária. Trata-se de um estudo descritivo e de abordagem qualitativa, realizado no segundo semestre de 2019 em uma Unidade Básica de Saúde no município de Colatina-ES através de um questionário semiestruturado, em seguida precedeu-se a análise de conteúdo temático e formação de wordcloud pelo software IRaMuTeQ versão 0.7 Alpha 2. O estudo identificou que os principais motivos da não realização e não adesão ao exame citopatológico estão relacionados ao medo, vergonha e tabu, desinformação e desinteresse. Concluiu-se que é essencial a implementação de ações de educação em saúde dentro da ESF para adequar os conhecimentos das usuárias dos serviços públicos.


Keywords


Colo do útero, neoplasias do colo uterino, cobertura de serviços de saúde, programas de rastreamento.

References


AGUILAR, Rebeca Pinheiro; SOARES, Daniela Arruda. Barreiras à realização do exame Papanicolau: perspectivas de usuárias e profissionais da Estratégia de Saúde da Família da cidade de Vitória da Conquista - BA. Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 25, n. 2, p. 359-379, 2015. Disponível em: . Acesso em: 12 Mai. 2019.

ANDRADE, AdrielKhetson Mendonça et al..Mortalidade por câncer de colo de útero:Avaliação dos óbitos em Sergipe.Congresso Nacional de Enfermagem,2018. Disponível em:. Acesso em 27 Abr. 2019.

AOYAMA, Elisângela de Andrade et al..Assistência de enfermagem na prevenção do câncer de colo do útero.BrazilianJournalofhealth Review, Curitiba, n. 1, v. 2, p. 162-170, Jan./Fev. 2019.Disponívelem: . Acesso em 27 Abr. 2019.

AZEVEDO, Aline Gomeset al.. Fatores que influenciam a não realização do exame de Papanicolau e o impacto de ações educativas.Revista Brasileira de Análises Clínicas, Patos, Fev. 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 Set. 2019.

BARBOSA, Lilian Christianne Rodrigues et al.. Percepção de mulheres sobre os fatores associados a não realização do exame papanicolau.Interfaces Científicas - Saúde e Ambiente, Aracaju, v. 5, n. 3 p. 87-96, Jun. 2017. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2019.

CARVALHO, Luane Regina da Silva; JURADO, Sonia Regina. Motivos que influenciam a não realização do exame de Papanicolaou. Revista Recien, São Paulo, v. 8, n. 23, p. 39-46, 2018.Disponível em: . Acesso em: 20 Out. 2019.

CASTRO, Letícia Ferreira. Exame Papanicolaou: O conhecimento das mulheres sobre o preventivo e a estratégia do PSF no combate ao câncer de colo de útero. 2010. 19f.Especialização em Atenção Básica em Saúde da Família (Trabalho de conclusão de curso) Universidade Federal de Minas Gerais, 2010.

CORRÊA, Camila Soares Limaet al..Rastreamento do câncer do colo do útero em Minas Gerais: avaliação a partir de dados do Sistema de Informação do Câncer do Colo do Útero (SISCOLO).Cad. Saúde Coletiva, Rio de Janeiro,v.25, n.3, p.315-323, 2017. Disponível em: . Acesso em: 10 Out. 2019

COSTA, Ruth Silva Lima da; SILVA,Marcela do Vale Rodrigues e; SOUZA,Tailana Nascimento de. Fatores que levam a não adesão ao exame preventivo do câncer do colo uterino em uma unidade de saúde do Acre em 2014. Dê Ciência em Foco,v. 2, n. 2, p. 5-18, 2018. Disponível em: . Acesso em 27 Abr. 2019.

DUAVY, Lucélia Mariaet al.. A percepção da mulher sobre o exame preventivo do câncer cérvico-uterino: estudo de caso. Ciência e saúde coletiva,v.12, n.3, p.733-742, 2007. Disponível em: . Acesso em: 10 Out. 2019.

FERREIRA, Maria de Lourdes da Silva Marques. Motivos que influenciam a

não realização do exame de Papanicolaou segundo a percepção de mulheres. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, v. 13, n. 2, p. 378-384, Abr./Jun. 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 Out. 2019.

GALVÃO,Jucimária Dantas. Câncer do colo do útero no estado do Tocantins: características do rastreamento das mulheres na rede pública de saúde. 2017. 112f. Tese (Mestrado em Saúde Coletiva) Universidade federal da Bahia, 2017.

GOMES, Lidiane Cristina De Sousa. Conhecimento de mulheres sobre a prevenção do câncer de colo do útero: uma revisão integrativa. Revista Uningá Review, v. 30, n. 2, p. 44-51, Abr./Jun. 2017. Disponível em:

. Acesso em: 12 Out. 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER (INCA) Câncer do colo de útero, 2018. Disponível em: . Acesso em: 09 Mar. 2019.

INSTITUTO NACIONAL DE CÂNCER (INCA) Controle do Câncer de Colo de Útero: Conceito e magnitude, 2019. Disponível em: . Acesso em: 20 Mar. 2019.

LIMA Mariana Brilhante et al.. Motivos que influenciam a não realização do exame de Papanicolaou segundo a percepção de mulheres. Temas em saúde, João Pessoa, v. 17, n. 1, p. 353-369, 2017. Disponível em:

. Acesso em: 04 Nov. 2019.

QUEIROZ,Jamerson Viegas; GONÇALVES,Leandro de Almeida; KRÜGER, Gabriel Nogueira. Análise do grau de escolaridade das mulheres no Brasil.Florianópolis, 2017. Disponível em:. Acesso em: 15 Out. 2019.

OLIVEIRA, Silvia Letícia; ALMEIDA, Ana Carla Hidalgo.A percepção das mulheres frente ao exame de papanicolaou: da observação ao entendimento. CogitareEnfermagem,v. 13, n. 3, Jul./Set. 2009. Disponível em:. Acesso em: 15 Out. 2019.

SILVA, Joyce Pereira et al.. Exame Papanicolau: fatores que influenciam a não realização do exame em mulheres de 40 a 65 anos. Arq. Ciênc. Saúde, v.25, n. 2, p. 15-19, Abr./Jun. 2018. Disponível em: . Acesso em: 05 Nov. 2019.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-123

Refbacks

  • There are currently no refbacks.