Traumatismo facial em pacientes geriátricos: Epidemiologia e complicações / Facial trauma in geriatric patients: Epidemiology and complications

Julianna Mendes Sales, Iasmim Lima Menezes, Ernani Canuto Figueirêdo Jr, Marcelo Gadelha Vasconcelos, Sandra Aparecida Marinho

Abstract


Pacientes idosos exigem atendimento diferenciado em casos de trauma maxilofacial, devido a presença de alterações anatômicas e fisiológicas específicas. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão bibliográfica referente aos fatores etiológicos dos traumas maxilofaciais na população geriátrica. Foi realizado um levantamento na base de dados online PubMED/Medline, de artigos publicados nos cinco anos, em julho do presente ano, utilizando os descritores: maxillofacial trauma AND "the elderly" AND treatment. selecionando os artigos que contemplaram os critérios estabelecidos. De um total de 11 artigos completos levantados, quatro (36,4%) foram excluídos por não condizerem com o assunto, restando sete (63,6%), que foram utilizados, sendo todos esses, estudos de coorte retrospectivos. A prevalência do trauma facial em pacientes idosos e a escassez de pesquisas relacionadas ao tema requerem maiores enfoque e atenção, tanto da comunidade científica, quanto dos gestores de sistemas de saúde. Isso não apenas pelas particularidades que essa população apresenta e que podem interferir grandemente no tratamento, mas também para enfatizar e reforçar os meios de prevenção de traumas, visto que os principais fatores etiológicos das fraturas faciais são situações evitáveis.


Keywords


Cirurgia Maxilofacial, Envelhecimento, Traumatologia.

References


ATISHA, D. M.; BURR, T. V.; ALLORI, A. C.; PUSCAS, L.; ERDMANN, D.; MARCUS, J. R. Facial Fractures in the Aging Population. Plast Reconstr Surg, v. 137, n.2, p.587-593, 2016.

BLUMER, M. et al. Retrospective analysis of 471 surgically treated zygomaticomaxillary complex fractures. J Craniomaxillofac Surg, p.46, n.2, p.269-273, 2018.

BRUCOLI, M. et al. Epidemiology of maxillofacial trauma in the elderly: A European multicenter study [published online ahead of print, 2019 Sep 15]. J Stomatol Oral Maxillofac Surg, v.2468-7855, n.19, p.30215-30220, 2019.

BRUCOLI, M. et al. Management of maxillofacial trauma in the elderly: A European multicenter study. Dent Traumatol, v.36, n.3, p.241-246, 2020.

CARVALHO FILHO, M. A., et al. Prevalence of Oral and Maxillofacial Trauma in Elders Admitted to a Reference Hospital in Northeastern Brazil. PLoS One, v.10, n.8, p.e0135813, 2015.

EMODI, O. et al. Trend and Demographic Characteristics of Maxillofacial Fractures in Level I Trauma Center. J Craniofac Surg, v.29, n.2, p.471-475, 2018.

MILORO, M. et al. Princípios de cirurgia bucomaxilofacial de Peterson. 3. ed. São Paulo: Santos Editora, 2016.

OLIVEIRA, S. L. F. et al. Fatores de risco para quedas em idosos no domicilio: um olhar para a prevenção Braz J Health Rev, v. 2, n. 3, p. 1568-1595, 2019.

TOIVARI, M. et al. Among Patients With Facial Fractures, Geriatric Patients Have an Increased Risk for Associated Injuries. J Oral Maxillofac Surg, v.74, n.7, p.1403-1409, 2016.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (Geneva). Resumo- Relatório de ENVELHECIMENTO E SAÙDE. World Health Organization, Geneva, 2015. Disponível em:https://sbgg.org.br/wp-content/uploads/2015/10/OMS-ENVELHECIMENTO-2015-port.pdf. Acesso em: 14. jul. 2020.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (Geneva). World health statistics 2016: monitoring health for the SDGs, sustainable development goals.. World Health Organization, Geneva, 2015. Disponível em: https://www.who.int/gho/publications/world_health_statistics/2016/en/. Acesso em: 14. jul. 2020.

VAZ, A. M. et al. Prevenção de quedas em idosos em uso de polifarmácia: uma abordagem educativa para idosos e equipes da estratégia saúde da família. Braz J Health Rev, v. 3, n. 3, p. 5517-5524, 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-118

Refbacks

  • There are currently no refbacks.