Importância da atenção e promoção à saúde frente ao processo de cuidado da pessoa idosa

Márcya Cândida Casimiro de Oliveira, Kelton Dantas Pereira, Marcos Alexandre Casimiro de Oliveira, Marcello Antônio Teodozio Costa Pinto, João Marcos da Costa Lucena, Matheus Fontes Leite, Lucas Barbosa Sousa de Lucena, Rachel Cavalcanti Fonseca

Abstract


O envelhecimento populacional é uma realidade mundial que tem ocorrido de modo diferenciado em diversos países. A saúde do idoso corresponde a uma das seis prioridades pactuadas pelas três esferas de governo, mas ainda existe um distanciamento entre os serviços de promoção da saúde e os idosos. O presente estudo teve como objetivo analisar a importância da atenção e promoção à saúde frente ao processo de cuidado da pessoa idosa. Trata-se de uma revisão integrativa realizada em seis etapas que utilizou a seguinte questão norteadora: “Qual a importância da atenção e promoção à saúde frente ao processo de cuidado do paciente idoso?”. A pesquisa foi realizada no mês de junho de 2020, nas bases de dados e bibliotecas eletrônicas: SciELO, LILACS, PubMed e BVS. Foram obtidos 211 artigos, mas pelos critérios de inclusão e exclusão estabelecidos, 11 estudos foram selecionados para compor a amostra final. Para o que o cuidado seja resolutivo, é preciso que exista um vínculo de confiança, sendo necessário investir na capacitação dos profissionais de saúde. A implementação da atenção e promoção à saúde no contexto do envelhecimento exige ações de fortalecimento na educação em saúde para aumentar a independência dos indivíduos, a fim de que eles consigam colocar em prática as informações passadas, visando maior prevenção de agravos por meio do plano de cuidados efetivo. Garantir o envelhecimento saudável é um desafio para a saúde pública. Portanto, é necessário assegurar a atenção integral para proporcionar adequado atendimento ao idoso, com ênfase na promoção à saúde para garantir a prevenção de agravos.


Keywords


Idoso, Envelhecimento, Promoção à saúde, Profissional de saúde.

References


ARKKUKANGAS, M. Older persons' experiences of a home-based exercise program with behavioral change support. Physiotherapy Theory and Practice, v. 33, n. 12, 905-913, Dec. 2017.

BALDONI, A. O; PEREIRA, L. R. L. O impacto do envelhecimento populacional brasileiro para o sistema de saúde sob a óptica da farmacoepidemiologia: uma revisão narrativa. Revista de ciências farmacêuticas básica e aplicada, São Paulo, v. 32, n.3, Dez. 2011.

BUDIB, M. B. et al. Integrated continuous care: collaborating with the elderly functionality. Bioscience Journal, Uberlândia, v. 36, n. 1, p. 266-275, Jan./Feb. 2020.

DAMACENO, M. J. C. F.; CHIRELLI, M. Q. Implementação da Saúde do Idoso na Estratégia Saúde da Família: visão dos profissionais e gestores. Ciência & Saúde Coletiva, v. 24, n. 5, p. 1637-1646, Mai. 2019.

GRAHAM, L. C. PATCH: posture and mobility training for care staff versus usual care in care homes: study protocol for a randomised controlled trial. Trials, v. 19, n. 1, p. 521, Sep. 2018.

MELNYK, B. M. Making the case for evidence-based practice. In: MELNYK B. M.; FINEOUT-OVERHOLT, E. Evidence based practice in nursing & healthcare: a guide to best practice. Philadelphia: Lippincot Williams & Wilkins, 2005.

MENDES, K. S. ; SILVEIRA, R. C. C. P.; GALVÃO, C. M. Revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto contexto – enfermagem, v. 17, n. 4, p. 758- 764, 2008.

PAIVA, K. M.; HILLESHEIM, D.; HAAS, P. Atenção ao idoso: percepções e práticas dos Agentes Comunitários de Saúde em uma capital do sul do Brasil. CoDAS, São Paulo, v. 31, n. 1, e20180069, 2019.

PUTS, M. T. E. Interventions to prevent or reduce the level of frailty in community-dwelling older adults: a protocol for a scoping review of the literature and international policies. BMJ Open, v. 6, n. 3, e010959, Mar. 2016.

RIGON, E. D. Experiências dos idosos e profissionais da saúde relacionadas ao cuidado pela estratégia saúde da família. Revista Enfermagem UERJ, Recife, v. 24, n. 5, e17030, Set./Out. 2016.

ROMERO, S. S.; SCORTEGAGNA, H. M.; DORING, M. Nível de letramento funcional em saúde e comportamento em saúde de idosos. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 27, n. 4, e5230017, 2018.

SALVI, R. S.; SCORTEGAGNA, H. M.; DORING, M. Nível de letramento funcional em saúde e comportamento em saúde de idosos. Texto & Contexto Enfermagem, Recife, v. 12, n. 8, p. 2247-2256, Ago. 2018.

SILVA, A. S. T. et al. Acolhimento ao idoso em unidades de saúde da família. Revista de Enfermagem UFPE, Recife, v. 12, n. 8, p. 2247-2256, Ago. 2018.

SRIVARATHAN, A.; JENSEN, A. N.; KRISTIANSEN, M. Community-based interventions to enhance healthy aging in disadvantaged areas: perceptions of older adults and health care professionals. BMC Health Services Research, v. 19, n.1, Jan. 2019.

VERAS, R. Caring Senior: um modelo brasileiro de saúde com ênfase nas instâncias leves de cuidado. Revista Brasileira de Geriatria e Gerontologia, Rio de Janeiro, v. 21, n. 3, p. 360-366, Jun 2018.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-102

Refbacks

  • There are currently no refbacks.