Trajetória do ressurgimento do sarampo na região nordeste do Brasil: uma revisão de literatura / Trajectory of measles resurgence in the northeastern region of Brazil: a literature review

Mirna Cavalcante Gurjão, Kledoaldo Lima

Abstract


O Brasil tem apresento a ressurgência do Sarampo, nos últimos anos, em vários estados brasileiros, a ponto de contabilizar mais de 50 mil casos em 2019. Assim, o presente estudo teve como objetivo avaliar a trajetória do ressurgimento do sarampo e as medidas adotadas para a interrupção da transmissibilidade e eliminação da circulação do vírus na região nordeste do Brasil. Trata-se de uma revisão de literatura, realizada durante os meses de maio e junho de 2020, a partir de um levantamento bibliográfico para reunir informações sobre o fenômeno estudado, através de trabalhos indexados em banco de dados eletrônicos como a Biblioteca Virtual em Saúde (BVS), PubMed e SciELO. Foram encontrados 760 artigos nas bases de dados. Após a filtragem baseada nos critérios: idioma e período de publicação, foram excluídos 589 artigos, sendo incluídos 171 para análise de título e resumo. Posteriormente, 23 foram selecionados para a leitura na íntegra. Destes apenas 10 artigos foram escolhidos após análise, juntamente com mais três manuais epidemiológicos utilizados para o embasamento teórico do referido estudo. A maioria dos artigos foram realizados com dados referidos ao surto epidêmico no estado do Ceará, enquanto outros trazem dados das macorregiões do Brasil e dados gerais para o país.  Foi possível constatar os principais determantes para o ressurgimento do vírus do Sarampo, as medidas adotadas de imunização para o controle e eliminação da doença. Concluiu-se que as campanhas periódicas de vacinação, captação dos não vacinados, as atividades de vigilância epidemiológica, setor de imunização, ações coordenadas de comunicação, vigilância laboratorial e atenção básica foram os fatores capazes de reduzir de forma efetiva as chances de propagação do vírus, minimizando os riscos da ocorrência de novas epidemias. Uma vez controlado o surto, recomendam-se que as políticas públicas de vacinação sejam especificamente direcionadas para alcançar maior cobertura vacinal nos grupos de maior vulnerabilidade.


Keywords


Vírus do sarampo, Surto, Epidemiologia, Brasil.

References


ANDRADE, N. D. C. M. D.; COSTA, R. D. A.; ALVES, M. E. F.; DURAN, I. O.; SIQUEIRA, J. M. D.; FARIAS, S. N. P. D. A enfermagem no enfrentamento do Sarampo e outras doenças imunopreveníveis. Nursing (Säo Paulo), p. 3716-3720, 2020.

BRASIL. Sarampo: Diagnóstico, notificação e prevenção. Nota técnica. Sociedade Brasileira de Imunização. Sociedade Brasileira de Infectologia. Sociedade Brasileira de Pediatria. p. 1-15, 2018a. Disponível em: https://sbim.org.br/images/files/nota-tecnica-conjunta-sarampo-sbimsbisbp20180716.pdf. Acesso em: 30 mai. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Situação do sarampo no Brasil – 2018. Secretária de Vigilância em Saúde. Informe, n. 34, 2018b. Disponível em: http://www.saude.gov.br/images/pdf/2018/novembro/28/Informe-Sarampo-n32.pdf. Acesso em: 30 mai. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Guia de vigilância em saúde. Volume único. 4ª ed. – Brasília 2019a. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_vigilancia_saude_3ed.pdf. Acesso em: 30 mai. 2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Situação do Sarampo no Brasil – 2018 - 2019. Informe, n. 37, 2019b. Disponível em: http://www.saude.gov.br/images/pdf/2019/marco/19/Informe-Sarampo-n37-19mar19aed.pdf. Acesso em: 30 mai. 2020.

CARVALHO, A. L.; DORABELA, A.; ANDRADE, J. G.; DINIZ, L. M. O.; ROMANELLI, R. M. C. Sarampo: atualizações e reemergência. Revista Med Minas Gerais, v. 29, n. Supl 13, p. S80-S85, 2019.

CÉSARE, N.; MOTA, T. F.; LOPES, F. F.; LIMA, A. C. M.; LUZARDO, R.; QUINTANILHA, L. F.; ANDRADE, B. B.; QUEIROZ, A. T. L.; FUKUTANI, K. F. Longitudinal profiling of the vaccination coverage in Brazil reveals a recent change in the patterns hallmarked by differential reduction across regions. International Journal of Infectious Diseases, 2020.

COSTA, N. R.; ONEDA, R. M.; ROHENKOHL, C. A.; SARAIVA, L.; TANNO, L. K.; BASSANI, C. Measles epidemiological profile in Brasil from 2013 to 2018. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 66, n. 5, p. 607-614, 2019.

ESTOFOLETE, C. F.; DE AGUIAR MILHIM, B. H. G.; DE FRANÇA, C. C. G.; DA SILVA, G. C. D.; AUGUSTO, M. T.; TERZIAN, A. C. B.; NOGUEIRA, M. L. prevalence

of Measles Antibodies in São José do Rio preto, São paulo, Brazil: A serological survey model. Scientific Reports, v. 10, n. 1, p. 1-8, 2020.

FARIA, S. C. R. B.; MOURA, A. D. A. Atuação de equipes da Estratégia Saúde da Família frente à epidemia de sarampo em Fortaleza, Ceará, Brasil. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 29, p. e2018208, 2020.

FIOCRUZ. FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ. Orientações para vacinação contra sarampo. 2018. Disponível em: . Acesso em: 30 jun. 2020.

KIRZNER, S. Sarampo. Rev. Cient. da Saúde, v. 4, n. 3, p. 04-06, 2019. LEITE, R. D.; BARRETO, J. L. T. M. S.; SOUSA, A. Q. Measles reemergence in Ceará, Northeast Brazil, 15 years after elimination. Emerging infectious diseases, v. 21, n. 9, p. 1681, 2015.

LEITE, R. D.; BEREZIN, E. B. Measles in Latin America: current situation. Journal of the Pediatric Infectious Diseases Society, v. 4, n. 3, p. 179-181, 2015.

LEMOS, D. R. Q. Epidemia de sarampo no Ceará em período pós-eliminação nas Américas: enfrentamento, resposta coordenada e avaliação de risco para reintrodução do vírus. Fortaleza: Universidade Estadual do Ceará, 2016.

LEMOS, D. R. Q.; FRANCO, A. R.; RORIZ, M. L. F. S.; CARNEIRO, A. K. B.; GARCIA, M. H. O.; SOUZA, F. L.; ANDINO, R. D.; CAVALCANTI, L. P. G. Measles epidemic in Brazil in the post-elimination period: Coordinated response and containment strategies. Vaccine, v. 35, n. 13, p. 1721-1728, 2017.

LEMOS, D. R. Q.; FRANCO, A. R.; GARCIA, M. H. O.; PASTOR, D.; BRAVO- ALCÂNTRA, P.; MORAES, J. C.; DOMINGOS, C.; CAVALCANTE, L. P. G. Risk analysis

for the reintroduction and transmission of measles in the post-elimination period in the Americas. Revista Panamericana de Salud Pública, v. 41, p. e157, 2018.

LIMA, G. T.; DE BRITO, A. G.; VARGAS, G. L. M.; FERREIRA, J. D.; DE OLIVEIRA SILVA, P. I.; SEGUNDO, J. T. M.; COUTO, B. C. The impacts of changing the epidemiologic profile of measles in Brazil. Brazilian Journal of Health Review, v. 3, n. 3, p. 5973-5981, 2020.

MOURA, A. D. A.; CARNEIRO, A. K. B.; BRAGA, A. V. L.; BASTOS, E. C. S. A.;

CANTO, S. V. E.; FIGUEIREDO, T. W. S.; GARCIA, M. H. O.; LEMOS, D. R. Q.;

ANDINO, R. D. Estratégias e resultados da vacinação no enfrentamento da epidemia de sarampo no estado do Ceará, 2013-2015. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 27, p. e201634310, 2018a.

MOURA, A. D. A.; BRAGA, A. V. L.; CARNEIRO, A. K. B.; ALVES, E. C. S.; BASTOS, C. M. M.; NUNES, I. H.; FIGUEREIDO, T. W. S.; CANTO, S. V. E.; GARCIA, M. H. O.; TEXEIRA, A. M. S. Monitoramento Rápido de Vacinação na prevenção do sarampo no estado do Ceará, em 2015. Epidemiologia e Serviços de Saúde, v. 27, p. e2016380, 2018b.

OPAS. ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DE SAÚDE. Folha informativa – Sarampo. 2019. Disponível em: . Acesso em: 30 jun. 2020.

PACHECO, F. C.; FRANÇA, G. V.; ELIDIO, G. A.; DOMINGUES, C. M. A. S.; OLIVEIRA, C.; GUILHEM, D. B. Trends and spatial distribution of MMR vaccine coverage in Brazil during 2007–2017. Vaccine, v. 37, n. 20, p. 2651-2655, 2019.

PACHECO, F. C.; FRANÇA, G. V.; ELIDIO, G. A.; LEAL, M. B., DE OLIVEIRA, C.; GUILHEM, D. B. Measles-containing vaccines in Brazil: Coverage, homogeneity of coverage and associations with contextual factors at municipal level. Vaccine, v. 38, n. 8, p. 1881-1887, 2020.

PEREIRA, J. P. C; BRAGA, G. M; COSTA, G. A. Negligência à vacinação: o retorno do sarampo ao Brasil. e-Scientia, v. 12, n. 1, p. 1-5, 2019.

ROCHA, H. A. L.; CORREIA, L. L.; CAMPOS, J. S.; ANAMARIA, C. SILVA.;

ANDRADE, F. O.; SILVEIRA, D. I.; MACHADO, M. M.; LEITE, Á. J.; CUNHA, A. J. L.

A. Factors associated with non-vaccination against measles in northeastern Brazil: Clues about causes of the 2015 outbreak. Vaccine, v. 33, n. 38, p. 4969-4974, 2015.

SATO, A. P. S. Qual a importância da hesitação vacinal na queda das coberturas vacinais no Brasil?. Revista de Saúde Pública, v. 52, p. 96, 2018.

SOUZA, L. G.; PEREIRA, M. C. Evolução do surto de sarampo no brasil e as ações de combate e de prevenção praticadas. Revista JRG de Estudos Acadêmicos, v. 3, n. 6, p. 230- 247, 2020.

TORTORA, G. J.; CASE, C. L.; FUNKE, B. R. Microbiologia. 12ª Ed. Artmed Editora, Porto Alegre, RS, 2017.

WALDMAN, E. D.; SATO, A. P. S. Trajetória das doenças infecciosas no Brasil nos últimos 50 anos: um contínuo desafio. Revista Saúde Pública, v. 50, p.50-68, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-095

Refbacks

  • There are currently no refbacks.