Planejamento estratégico em saúde e educação permanente em saúde: embasamentos para mudanças no perfil assistencial / Strategic planning in health and continuing education in health: grounds for changes in the assistance profile

Natália Müller, Mayara Paula da Silva Marques Hortelan, Danielly Ferri Gentil, Ingrith Raphaelle Rodrigues Calças, Cássia Barbosa Reis, Alessandra Aparecida Vieira Machado

Abstract


Introdução: O Planejamento Estratégico em Saúde é importantíssimo não apenas para organizar os serviços de Saúde como também para promover resolutividade dos problemas, pois ele visa atingir os nós críticos que estão presentes no momento e propor ações eficazes para a realidade. Objetivo: Descrever os momentos do planejamento estratégico em saúde, a partir de um caso fictício sobre a morte precoce de uma paciente com câncer de mama. Metodologia: Realizou-se a seleção de estudos que versassem sobre as ações referentes à prevenção desta neoplasia e a constituição do planejamento em saúde, sendo que os estudos incluídos neste, forneceram embasamento para a aplicação prática. Resultados: Observou-se que a falta de planejamento para a efetivação das ações em saúde é prejudicial para a resolutividade da assistência. Assim, a revisão demonstrou a importância da utilização deste para proporcionar redução dos casos de câncer de mama. A necessidade de um trabalho articulado em rede com atividades efetivas na saúde da mulher, recursos financeiros suficientes para subsidiar todo o processo e utilizados conscientemente, se encaixando nas reais necessidades e indicadores epidemiológicos e profissionais aptos para os atendimentos e diagnóstico precoce, reforçando aqui a necessidade de se realizar Educação Permanente nos serviços de Saúde.


Keywords


Neoplasias da mama, Planejamento em saúde, Serviços de saúde.

References


RIVERA, Francisco Javier Uribe; ARTMANN, Elizabeth. Planejamento e gestão em saúde: flexibilidade metológica e agir comunicativo. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 4, n. 2, p. 355-365, 1999 . Available from . access on 04 Dec. 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-81231999000200010.

Mendes, O, Raiser, G. Planejamento estratégico. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada. Blumenau (SC), v.3, n.4, p.230-240, 2008.

Florianópolis. Prefeitura Municipal. Secretaria Municipal de Saúde. Programa Saúde da Mulher. Protocolo de atenção integral a saúde da mulher./ Secretaria Municipal de Saúde. - Tubarão: Ed. Copiart, 2010.

Instituto Nacional de Câncer. Recomendações do INCA para reduzir a Mortalidade por câncer de Mama no Brasil, 2009. [Acesso em 2014 Out 14]. Disponível em:.

NETO, F. C. PEREIRA, K. S. Planejamento Estratégico para Municípios. Pesquisa apresentada à Escola Brasileira de Administração Pública e de Empresas, da Fundação Getúlio Vargas, para conclusão do Curso Intensivo de Pós-Graduação em Administração Pública – CIPAD III. Rio de Janeiro, 2008. [Acesso em 2014 Out 14] Disponível em:.

Guardini, DM, Pereira, J, Nunes, RS. Planejamento Estratégico Situacional: resultados da aplicação do plano operativo em uma farmácia de referência do município de Florianópolis / SC. IX Congresso Nacional de Excelência em Gestão, 2013. [Acesso em 2014 Out. 20]. Disponível em: http://gsp.cursoscad.ufsc.br/wp/wp-content/uploads/2013/02/Anais-GSP-Volume-3-Artigo-4.pdf.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão Participativa. Departamento de Informática do SUS- DataSus. Sistema Nacional de Regulação. Brasil, 2014. [Acesso em 2014 Out 28]. Disponível em: .

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Departamento de Gestão da Educação em Saúde. Política Nacional de Educação Permanente em Saúde / Ministério da Saúde, Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, Departamento de Gestão da Educação em Saúde. – Brasília : Ministério da Saúde, 2009. 64 p. – (Série B. Textos Básicos de Saúde) (Série Pactos pela Saúde 2006; v. 9).

Sardinha Peixoto, L. Cuzatis Gonçalves, L. Dutra da Costa, T. Tavares, CMM, dantas Cavalcanti, AC. Antunes Cortez, E. Educação permanente, continuada e em serviço: desvendando seus conceitos. Revista Electrónica Trimestral de Enfermería. Nº 29, Enero 2013. [Acesso em 2015 Ago 25]. Disponível em: http://revistas.um.es/eglobal/article/viewFile/141801/144121.

Cardozo, DD. Educação Permanente e Continuada em Saúde e Suas Influências no Processo de Trabalho de Equipes de Atenção Primária à Saúde. Trabalho de Conclusão de Curso (Especialização). Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação Especialização em Práticas Pedagógicas Para o Ensino em Saúde. Porto Alegre, 2010. [Acesso em 2015 Ago 25]. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/bitstream/handle/10183/32961/000760628.pdf?sequence=1.

Garcia, SD, Haddad, MCL, Dellaroza, MSG; Costa, DB; Miranda, JMM. Gestão de material médico-hospitalar e o processo de trabalho em um hospital público. Revista Brasileira de Enfermagem [online], v.65, n.2, p. 339-346, 2012.

Alves, AR O uso da epidemiologia no planejamento das ações de saúde: um estudo nos PSF’s de Formiga-MG. 2008

Kawata, LS, Mishima, SM, Chirelli, M. Q, Pereira, MJB. O trabalho cotidiano da enfermeira na saúde da família: utilização de ferramentas da gestão. Texto & Contexto Enfermagem. Florianópolis (SC) v. 18, n. 2, p. 313-20, 2009.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-038

Refbacks

  • There are currently no refbacks.