Abordagem sobre o autismo em disciplinas do curso de enfermagem / Approach on autism in nursing course disciplines

Ruth Ribeiro Cunha, Pâmela Nascimento Alves, Johnatan Gonçalves de Sousa, Emilly Silva Freire, Ana Carolina Ferreira Feitosa, Ana Luana Barros da Silva

Abstract


Transtorno do Espectro Autista (TEA), conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), caracteriza-se por desvios qualitativos no comportamento social, comunicação e linguagem, variando de um grau mais leve a severo no espectro. Relatórios do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos registram crescimento de casos entre 2004 e 2018, corroborando a necessidade de aprimorar conhecimentos para acolher as demandas desse público, pelos profissionais de saúde. Objetivo: Refletir a necessidade de uma abordagem humanizada na graduação de Enfermagem, visando particularidades do TEA. Método: Reflexão teórica, realizada a partir das vivências acadêmicas das autoras e da análise da grade curricular vigente nos anos de 2012.2 a 2018.1 do curso de Enfermagem de um Centro Universitário de Fortaleza-Ceará. Resultados: Não foram encontrados o uso das terminologias “autismo” e “TEA” nos planos de ensino-aprendizagem, contudo, há menção para o desenvolvimento da atenção humanizada, a reinvenção para o cuidado inclusivo e ético. Nas disciplinas de Saúde Mental e Saúde da Criança/Neonato há abordagem pontualmente em conteúdos transversais. Sabe-se que o TEA é uma condição vitalícia e o crescente público, proporcionalmente demanda acesso nas diversas especialidades clínicas, não apenas nos serviços de Saúde Mental. Conclusão: Apurou-se ausência de atribuição formal para a abordagem sobre TEA na formação acadêmica do enfermeiro, deixando a critério destes e seus docentes o maior aprofundamento. Todavia, é abordado com relevância a necessidade de uma atuação dinâmica, ética e humanizada, visto ser o enfermeiro quem mais oferta orientações diretamente aos diversos públicos.


Keywords


Autismo; Bacharelado em Enfermagem; Enfermagem.

References


BRASIL. ORGANIZAÇÃO PAN-AMERICANA DA SAÚDE. Folha informativa - Transtorno do espectro autista. 2018. Disponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?Itemid=1098. Acesso em: 01 maio 2019.

OLIVEIRA, Bruno Diniz Castro de et al. Políticas para o autismo no Brasil: entre a atenção psicossocial e a reabilitação. Physis: Revista de Saúde Coletiva, [S.L.], v. 27, n. 3, p.707-726, 2017.

SOUZA, Abraão Pantoja et al. Assistência de enfermagem ao portador de autismo infantil: uma revisão integrativa. Brazilian Journal Of Health Review, [S.L.], v. 3, n. 2, p. 2874-2886, 2020. Disponível em: https://www.brazilianjournals.com/index.php/BJHR/article/view/8552/7356. Acesso em: 08 dez. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv4n1-001

Refbacks

  • There are currently no refbacks.