Assistência do enfermeiro no pré-natal das gestantes com deficiências múltiplas na atenção primária à saúde/ Nursing care in prenatal care of pregnant women with multiple disabilities in primary health care

Natália Estéfani Guilherme Mendes, Rosana Maria Faria Vador, Fabíola Vieira Cunha, Andreara de Almeida e Silva

Abstract


Introdução: O acompanhamento do pré-natal é essencial na saúde materna e neonatal, sendo a gestação, um dos primeiros motivos de consulta na APS.  Caracteriza-se por um período de grandes transformações e de maior vulnerabilidade. A atuação do enfermeiro no atendimento às pessoas com deficiências é importante, pois permite a articulação entre a educação e saúde, na estimulação precoce, no desenvolvimento da autonomia da gestante. Objetivos: Logo, o objetivo deste estudo é evidenciar a atuação do enfermeiro no pré-natal das gestantes com deficiências múltiplas na Atenção Primária à Saúde, identificar as barreiras encontradas pelas gestantes com deficiências múltiplas e elaborar um Plano de Cuidados de Enfermagem na Atenção Primária à Saúde às gestantes com deficiências múltiplas. Resultados: Dos artigos analisados, foram identificadas as barreiras da gestante com deficiência, como, enfrentar o preconceito sociocultural e lacunas na comunicação, e, quanto a atuação do enfermeiro, identificamos que é limitada, muitas vezes por não capacitação destes profissionais nesta área. Conclusão: É perceptível no decorrer desse trabalho, a necessidade de investir na capacitação dos enfermeiros pois possuem um papel essencial para melhorar a qualidade de atenção. Assim, foi proposto um plano de cuidados de enfermagem a gestante com deficiência, de modo a instrumentalizar o enfermeiro nas práticas cotidianas.

 


Keywords


Gravidez,Cuidado Pré-Natal, Pessoas com Deficiência, Enfermagem.

References


Almeida JHH, Feitosa ANA, Araújo KA, Silva JB, Lourenço LC, Sousa MNA. Atenção primária à saúde: enfocando as redes de atenção à saúde. REUOL. 2015; 9(11): 9811-6.

Alves TJL, Pires MNA, Servo MLS. Um olhar sobre a atuação do enfermeiro na atenção às pessoas com deficiência: revisão integrativa. REUOL. 2013; 7(esp): 4892-8.

Amorim EG, Liberali R, Medeiro Neta OM. Atenção primária no Brasil: uma revisão integrativa. HOLOS. 2018; Vol (1): 224-36.

Brasil. Lei n. 9.610 de 19 de fevereiro de 1998. Altera, atualiza e consolida a legislação sobre direitos autorais e dá outras providências. Diário Oficial [da República Federativa do Brasil], Brasília [online], Fev., 1998.

Brasil. COREN. SAE – Sistematização da assistência de enfermagem: Guia Prático. Salvador: COREN-BA, 2016. 40 p.

Brasil. Cartilha Censo 2010. Pessoas com Deficiência. Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência. Coordenação-Geral do Sistema de Informações sobre a Pessoa com Deficiência. Brasília, 2012. 32 p.

Brasil. Ministério da Saúde. Atenção ao pré-natal de baixo risco. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde; 2012. 318 p.

Brasil. Ministério da Saúde. As Cartas da Promoção da Saúde. Secretaria de Políticas de Saúde, Projeto Promoção da Saúde. Brasília: Ministério da Saúde, 2002. 56 p.

Brasil. Ministério da Saúde. A pessoa com deficiência e o Sistema Único de Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Brasília: Ministério da Saúde, 2008. 16 p.

Brasil. Ministério da Saúde. Área Técnica de Saúde da Mulher. Pré-natal e Puerpério: atenção qualificada e humanizada – manual técnico. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Brasília: Ministério da Saúde, 2005. 163 p.

Brasil. Resolução 358/2009. Dispõe sobre a Sistematização da Assistência de Enfermagem e a implementação do Processo de Enfermagem. Brasília, DF: COFEN, 2009. 4 p.

Brasil. Resoluc?a?o n. 466/2012. Dispo?e sobre pesquisa envolvendo seres humanos. Brasília, DF: Ministe?rio da Sau?de, 2012a. 12p.

Carvalho CFS, Brito RS. Rede de apoio no ciclo gravídico-puerperal: concepções de mulheres com deficiência física. Texto Contexto Enferm. 2016; 25(2): 1-8.

Dias JC, Santos WS, Kian GC, Silva PYF, Rodrigues LB. Os desafios da maternidade e a importância de ser mãe para mulheres com deficiências. Revista Interfaces: Saúde, Humanas e Tecnologia; Vol (2): 1-5.

Gomes CBA, Dias RS, Silva WBG, Pacheco MAB, Sousa FGM, Loyola CMD. Consulta de enfermagem no pré-natal: narrativas de gestantes e enfermeiras. Texto Contexto Enferm. 2019; Vol (28): 1-15.

Gonçalves MF, Teixeira EMB, Silva MAS, Corsi NM, Ferrari RAP, Pelloso SM, Cardelli AAM. Pré-natal: preparo para o parto na atenção primária à saúde no sul do Brasil. Rev Gaúcha Enferm. 2017; 38(3): 2016-0063.

Horner-Johnson W, Biel FM, Caughey AB, Darney BG. Differences in Prental Care by Presence and Type of Maternal Disability. Am J Prev Med.. 2019; 56(3): 376-382.

Koerich MS, Machado RR, Costa E. E?tica e bioe?tica: Para dar ini?cio a? reflexa?o. Texto Contexto Enferm. Santa Catarina: 14(1), Jan/Mar., 2005. 107-110p.

Konig-Bachmann M, Zenzmaier C, Schildberger B. Health professional’s views on maternity care for women with physical disabilities: a qualitative study. BMC Health Services Research. 2019; 1-11.

Lim NG, Lee JY, Park JO, Lee JA, Oh J. Pregnancy, Prenatal Care, and Delivery of Mother with Disabilities in Korea. JKMS. 2015; 30:127-132.

Ministério da Saúde. Atenção Básica [Internet]. Brasília; 2017 [update 2017]. Disponível em: https://www.saude.gov.br

Ministério da Saúde. Importância do pré-natal [Internet]. Brasília; 2016 [reviewed 2016]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br

Ministério da Saúde. Política Nacional de saúde da Pessoa com Deficiência [Internet]. Brasília; 2017 [update 2017]. Disponível em: https://www.saude.gov.br

Mitra M, Akbirshoev I, Moring NS, Long-Bellil Linda, Smeltzer SC, Smith LD, Iezzoni LI. Access to and Satisfaction with Prenatal Care Among Pregnant wtih Physical Disabilities: Findings from a National Survey. Journal Of Woman’s Health. 2017; 26(12): 1356-63.

Moura SG, Melo MMM, César EDR, Silva CL, Dias MD, Filha MOF. Assistência pré-natal realizada pelo enfermeiro (a): um olhar da mulher gestante. Revista de Pesquisa Cuidado é Fundamental Online. 2015; 7(3): 2930-2938.

Nicolau SM, Schraiber LB, Ayres JRCM. Mulheres com deficiência e sua dupla vulnerabilidade: contribuições para a construção da integralidade em saúde. Ciência & Saúde Coletiva. 2013; 18(3): 863-872.

Nogueira FM. Aspectos éticos da inovação em saúde em Portugal. Rev. Bioét. [impr]. Brasília: 24(1), Jan/Abr., 2016. 84-89p.

Shimizu HE, Lima MG. As dimensões do cuidado pré-natal na consulta de enfermagem. REBEn. 2009; 62(3): 387-92.

Vargas SC, Dutra RR, Barcelos LFH, Possuelo LG, Krug SBF. Assistência à saúde da pessoa com deficiência nos serviços públicos de saúde: um estudo bibliográfico. 2016. 10 p.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n6-121

Refbacks

  • There are currently no refbacks.