Atuação do enfermeiro no pré-natal na atenção primária à saúde: relato de experiência / Nurses performance in prenatal care at primary health care: experience report

Kéuri Zamban Branchi, Matheus Felipe Morandi Anger, Clarissa Bohrer Silva

Abstract


A assistência de enfermagem à gestante, parturiente, puérpera e ao recém-nascido, é uma das competências do Enfermeiro, conforme regulamente a Lei nº 7.498 de 25 de junho de 1986 sobre o exercício da Enfermagem. Ainda, de acordo com o protocolo de atenção básica de saúde das mulheres do Ministério da Saúde o enfermeiro deve realizar consultas de pré-natal de baixo risco de maneira intercalada com o profissional médico. Objetivo: Relatar a percepção acadêmica referente a atuação do enfermeiro no pré-natal de baixo risco acompanhado na APS. Método: Trata-se de um relato de experiência acerca da vivência de acadêmicos de Enfermagem após acompanhar a atuação do enfermeiro na realização de consulta de pré-natal de baixo risco. Resultados: Os acadêmicos verificaram, que as consultas no pré-natal de baixo risco, não ocorrem de maneira intercalada entre os profissionais médico e enfermeiro no município analisado, conforme preconiza o Ministério da Saúde. O enfermeiro atua como protagonista somente da primeira consulta de pré-natal e segue gerenciando o acompanhamento de casos, grupo de gestantes e busca ativa destas, se necessário. Conclusão: O enfermeiro é um profissional fundamental para realizar orientações pertinentes ao período gestacional. Sugere-se, portanto, a busca e construção de instrumentos capazes de qualificar e empoderar os enfermeiros a realizarem as consultas de pré-natal de baixo risco, intercalando-as com o profissional médico, conforme é de sua competência de acordo os respaldos legais.


Keywords


Enfermagem, Cuidado Pré-natal, Atenção Primária à Saúde.

References


Conselho Federal de Enfermagem. Decreto nº 94.406/87. Regulamenta a Lei nº 7.498, de 25 de junho de 1986, que dispõe sobre o exercício da Enfermagem, e dá outras providências. [internet] Brasília, 1987. [acessado em 2020 maio 19]. Disponível em: http://www.cofen.gov.br/decreto-n-9440687_4173.html.

Brasil. Ministério da Saúde. Instituto Sírio-Libanês de Ensino e Pesquisa. Protocolos da Atenção Básica: Saúde das mulheres. Brasília: Ministério da Saúde, 2016. 230 p.

Dias EG, Anjos GB, Alves L, Pereira SN, Campos LM. Ações do enfermeiro no pré-natal e a importância atribuída pelas gestantes. Rev SUSTINERE, Rio de Janeiro, 2018 jan/jun; 6(1): 52-62.

Sehnem GD, Saldanha LS, Arboit J, Ribeiro AC, Paula FM. Consulta de pré-natal na atenção primária à saúde: fragilidades e potencialidades da intervenção de enfermeiros brasileiros. Revista de Enfermagem Referência, 2020; 5(1):e19050.

Rizzo ER, Santos ME, Basílio MD, Messias CM, Carvalho JB. O enfermeiro no pré-natal: expectativas de gestantes. Rev pesqui cuid fundam, 2019 abr/jun; 11(3):576-81.

Oliveira ADF, Campelo MJA. Pré-natal na zona rural, norte da Bahia - BA: Perfil de gestantes atendidas em consultas de enfermagem. Braz. J. Hea. Rev., Curitiba, 2020 set/out;3(5): 12439-51.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n6-094

Refbacks

  • There are currently no refbacks.