Prevalência do excesso de peso associado à utilização da Unidade Básica de Saúde nos feirantes da Central de Abastecimento do Norte de Minas/ Prevalence of overweight associated with the use of the Basic Health Unit in the markets of the North Minas Supply Center

Lizandra Reis Boa Sorte, Larissa Maria Almeida Ramos, Maria Cecília Drumond Cruz de Sales, Melanie Monteiro Rodrigues, Sophia de Medeiros Borém Tibo Rocha, Josiane Santos Brant Rocha

Abstract


Objetivo: Associar a prevalência do excesso de peso à utilização da Unidade Básica de Saúde nos feirantes. Métodos: trata-se de um estudo descritivo, transversal, desenvolvido no período de abril de 2018 com os feirantes da Central de Abastecimento do Norte de Minas. A amostra calculada compreendeu 154 feirantes. O excesso de peso foi avaliado por mio do cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) e a utilização da unidade basica de saúde (UBS) foi analisado por meio de um questionário. Resultados: A amostra foi considerada com excesso de peso (78,7%) e sem conhecimento sobre a unidade básica de saúde (UBS). Feirantes que conheciam e usavam a UBS, apresentaram menor excesso de peso. Conclusão: As preocupações voltadas aos feirantes a respeito de suas condições de trabalho precárias, os poucos momentos de lazer e a dificuldade de acesso aos serviços de saúde são imprescindíveis para a compreensão da associação entre excesso de peso e a utilização das unidades básicas de saúde pelos feirantes. A partir disso, políticas públicas que buscam alcançar essa parcela da população são de grande importância para prevenção e promoção da saúde.


Keywords


Índice de Massa Corporal, Unidade Básica de Saúde, Feirantes.

References


-Barbosa HL, Santos CLR, Alves RO, Silva ES. Vacinação de feirantes das feiras livres de Feira de Santana – Ba: um relato de experiência, Feira de Santana, 2015. RITEC.2015; 1(1): 197-201.

-Carvalho JJ, Aguiar MGG. Qualidade de vida e condições de trabalho de feirantes, Feira de Santana, 2017. scdauefs. 1943; 7(3): 60-65.

-FREITAS PP, ASSUNÇÃO AA, BASSI IB, LOPES ACS. Excesso de peso e ambiente de trabalho no setor público municipal, Campinas, 2016. Rev. Nutr. 2016; 29(4):519-527.

-Obesity: preventing and managing the global epidemic Report of a WHO Consultation (WHO Technical Report Series 894).

-Silva AM ,Andrade JHC, Lustosa RP , Neto JVG , Abreu ES, Amorim FTR, et al. Correlação do índice de adiposidade corporal com os indicadores antropométricos de risco à saúde em mulheres portadoras do diabetes mellitus tipo 2, São Paulo, 2018. RBONE. 2018; 12(70): 155-164.

-Silva GP, Paris JC, Samborski T, Door AC. Perfil e percepções dos feirantes em relação a feira livre dos municípios de São Pedro do Sul (RS) e Santo Augusto (RS), Santa Maria,2014. REMOA /CCNE. 2014; 14(2): 3206-3207.

-Soratto J, Pires DEP, Dornelles S, Lorenzetti J. Estratégia saúde da família: uma inovação tecnológica em saúde, Florianópolis,2015. Texto contexto – enferm.2014; 24(2): 584-92

-Tomasi E, Nunes BP, Thumé E, Silveira DS, Siqueira FV, Piccini RX, et al. Utilização de serviços de saúde no Brasil: associação com indicadores de excesso de peso e gordura abdominal, Rio de Janeiro,2014. Cad. Saúde Pública. 2014; 30(7):1515-1524.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n6-070

Refbacks

  • There are currently no refbacks.