Esquizofrenia associada aos níveis de vitamina D/Schizophrenia associated with vitamin D levels

Alba Almeida Rodrigues de Godoy, Catarina Matos da Costa

Abstract


Estudos demonstram que os níveis de vitamina D mostraram ser menores em pacientes esquizofrênicos em comparação com indivíduos saudáveis ou mesmo pacientes deprimidos. Há uma evidência crescente de que os neonatos com baixos níveis de vitamina D estão em maior risco de desenvolver distúrbios psicóticos. É indiscutível o papel da vitamina D no organismo. Sabe-se que é responsável por regular a fisiologia osteomineral, no que tange ao metabolismo do cálcio e participa também de diversos outros mecanismos de regulação. A partir da década de 80, houve a descoberta sobre seu papel fundamental no Sistema nervoso central (SNC), obtendo classificação de neuroesteroide. A partir dos estudos dos artigos e da revisão bibliográfica efetuada através do banco de dados PUBMED, observações epidemiológicas puderam ser feitas a respeito da associação dos baixos níveis de vitamina D com o desenvolvimento da esquizofrenia, como maior risco em indivíduos de pele negra e influência das estações do ano. É reconhecido que existe uma necessidade urgente de realizar mais pesquisas que se concentrem sobre os fatores de risco ambiental e o meio ambiente genético que estão associados com a esquizofrenia. Consciente dos problemas relacionados a esquizofrenia, observamos que a hipovitaminose D prevalece em muitas sociedades. O presente artigo tem como objetivo central efetuar uma revisão de literatura entre os artigos mais recentes publicados que tratem do tema, buscando informações que ratifiquem a afirmativa de que existe uma associação entre os baixos níveis de vitamina D e o desenvolvimento da esquizofrenia, visto que grande parte da população se encontra em hipovitaminose D.


Keywords


Esquizofrenia,Vitamina D, Transtorno neuropsiquiátrico.

References


Weinberger DR. Implications of normal brain development for the pathogenesis of schizophrenia. Arch Gen Psychiatry 1987;44: 660-9.

Zehnder D, Bland R, Williams MC, McNinch RW, Howie AJ, Stewart PM, et al. Extrarenal expression of 25- hydroxyvitamin d(3)-1 alpha-hydroxylase. J Clin Endocrinol Metab 2001; 86:888-94.

Cui X, Gooch H, Groves NJ, Sah P, Burne TH, Eyles DW, et al. Vitamin D and the brain: key questions for future research. J Steroid Biochem Mol Biol (2015) 148:305–9. doi:10.1016/j.jsbmb.2014.11.004

Groves NJ, McGrath JJ, Burne TH. Vitamin D as a neurosteroid affecting the developing and adult brain. Annu Rev Nutr (2014) 34:117–41. doi:10.1146/annurev-nutr-071813- 105557

Baeke F, Takiishi T, Korf H, Gysemans C, Mathieu C. Vitamin D: modulator of the immune system. Curr Opin Pharmacol (2010) 10(4):482–96. doi:10.1016/j.coph.2010.04.001

Eserian JK, Kalleian EA. Associação entre níveis de vitamina D e esquizofrenia: evidencias epidemiológicas e pré clinicas. doi: 10.4181/RNC.2013.21.868.7p. UNIFESP- SP. 2013.

McGrath JJ, Eyles DW, Pedersen CB, Anderson C, Ko P, Burne TH, et al. Neonatal vitamin D status and risk of schizophrenia: a population-based case- -control study. Arch Gen Psychiatry 2010;67: 889-94.

Kocoviska E, Gaughran F, Krivoy A, Meier UC. Vitamin-D Deficiency As a Potential Environmental Risk Factor in Multiple Sclerosis, Schizophrenia, and Autism. Front. Psychiatry, 27 March 2017.

Brown AS. The environment and susceptibility to schizophrenia. Prog Neurobiol. 2011;93:23–58.

Kesby JP, Cui X, Ko P, McGrath JJ, Burne TH, Eyles DW. Developmental vitamin D deficiency alters dopamine turnover in neonatal rat forebrain. Neurosci Lett 2009; 461:155-8.

Harms, L.R, et al. Vitamin D and the brain. Best Pract Res Clin Endocrinol Metab., Nova Iorque, v. 25, n. 4, p. 657-9, 2011.

Oliveira RM, Facina PCBR, Siqueira Júnior AC. A realidade do viver com esquizofrenia. Brasília , v. 65, n. 2, p. 309-316, Apr. 2012. Disponível em: .




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n6-051

Refbacks

  • There are currently no refbacks.