Apresentação de questionário para levantamento de conhecimentos, atitudes e práticas de médicos e enfermeiros da atenção primária à saúde em relação ao cuidado de mulheres com diabetes mellitus gestacional/ Presentation of a questionnaire to assess the knowledge, attitudes and practices of doctors and nurses towards primary healthcare for women with gestational diabetes mellitus

Anisia Aparecida Oliveira Rezende, Fernanda Vieira Rodovalho Callegari, Bernardino Geraldo Alves Souto, Pedro Ferreira Filho, Maristela Carbol

Abstract


Objetivo: Apresentar um questionário validado para avaliar conhecimentos, atitudes e práticas de médicos e enfermeiros da atenção primária à saúde sobre cuidado de mulheres com diabetes mellitus gestacional. Métodos: A partir de entrevistas com especialistas e consulta à literatura, elaborou-se um questionário fechado, o qual foi validado por seis médicos e seis enfermeiros com respectiva experiência assistencial; em seguida, esse questionário foi ajustado segundo esta validação e estruturado na forma do instrumento que se apresenta ao final deste artigo.Resultados: As entrevistas com especialistas e a consulta à literatura possibilitou criar um conjunto de 40 questões. Na validação pelos médicos e enfermeiros, identificaram-se problemas relacionados ao enunciado de algumas perguntas, a necessidade de ajustes nas questões relacionadas ao diagnóstico do diabetes mellitus e a necessidade de acréscimo de perguntas sobre aspectos insuficientemente contemplados no documento inicial. Após as correções indicadas pela validação, consolidou-se um instrumento contendo 50 questões sobre conhecimentos, atitudes e práticas de médicos e enfermeiros da atenção primária à saúde sobre o cuidado de gestantes com diabetes mellitus gestacional.Conclusões: Passou-se a dispor de um instrumento validado para avaliação da qualidade técnica assistencial prestada por médicos e enfermeiros da atenção primária à saúde as grávidas com diabetes mellitus gestacional, potencialmente útil a interesses de gestão e pesquisa.


Keywords


Conhecimentos, atitudes e práticas, questionário, diabetes mellitus gestacional, atenção primária à saúde, cuidado.

References


ACOG (American College of Obstetricians and Gynecologists). Pratice Bulletin n. 190: Gestational diabetes mellitus. ObstetGynecol. 2018; 131:e49-e64.DOI: 10.1097/AOG.0000000000002501

OPAS (Organização Pan-Americana da Saúde). Ministério da Saúde. Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia. Sociedade Brasileira de Diabetes. Rastreamento e diagnóstico de diabetes mellitus gestacional no Brasil. Brasília (DF): OPAS; 2017. 32p. Disponível em: Acesso em 18 jun. 2020.

Hod M, Kapur A, Sacks DA, Hadar E, Agarwal M, Di Renzo GC, Roura C, Mclntyre HD, Morris JL, Divakar H. The International Federation of Gynecology and Obstetrics (FIGO). Initiative on gestational diabetes mellitus: A pragmatic guide for diagnosis, management, and care. Int J Gynecol Obstet. 2015; 131:173-211.DOI: 10.1016/S0020-7292(15)30033-3

ACOG (American College of Obstetricians and Gynecologists). Committee on Practice Bulletins Obstetrics. PracticeBulletin n. 137: Gestational diabetes mellitus. ObstetGynecol. 2013; 122(2):406-16.DOI: 10.1097/01.AOG.0000433006.09219.f1

Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Gestação de alto risco: manual técnico. 5. ed. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2012. 302 p. Disponível em: Acesso 18 Jun. 2020.

Kaliyaperumal K. Guideline for conducting a knowledge, attitude and practice (KAP) study. AECS Illumination. 2004; 4; (1): 7-9. Disponível em: Acesso 18 Jun. 2020.

Ferreira Jr. S, Oliveira HB, Marin-Léon L. Conhecimento, atitudes e práticas sobre tuberculose em prisões e no serviço público de saúde. RevBrasEpidemiol. 2013;16(1): 100-13.DOI:http://dx.doi.org/10.1590/S1415-790X2013000100010

Case SM, Swanson DB. Constructing written test questions for the basic and clinical sciences. National Board of Medical Examiners(3rd ed.).Philadelphia, PA: 2002.Disponívelem: Acessoem 18 jun. 2020.

Alexandre JWC, Andrade DF, Vasconcelos AP, Araújo MAS, Batista MJ. Análise do número de categorias da escala de Likert aplicada à gestão pela qualidade total através da teoria da resposta ao item. XXIII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, Ouro Preto, MG, Brasil, 21 a 24 de out de 2003.Disponível em: Acesso em 18 Jun. 2020.

Miranda JrUJP,TatschJFS, BragaCS,Spengler JrSL, NovaesMRCG. Avaliação Critério-Referenciada em Medicina e Enfermagem: Diferentes Concepções de Docentes e Estudantes de uma Escola Pública de Saúde de Brasília, Brasil. Revista Brasileira de Educação Médica. [online]. 2018;42(3):67-77. ISSN 1981-5271. DOI: https://doi.org/10.1590/1981-52712015v42n3rb20170083.r1

Chirelli MQ, Nassif JV. Avaliação critério-referenciada: acompanhamento do estudante no currículo orientado por competência. Revista Pesquisa Qualitativa. São Paulo (SP). 2019;7(14): 169-192.DOI: http://dx.doi.org/10.33361/RPQ.2019.v.7.n.14.264

Fleury MTL, Fleury A. Construindo o Conceito de Competência. RAC, Edição Especial. 200;183-196. Disponível em Acesso em 17 jun. 2020.

FEBRASCO (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia). Manual de orientação de gestação de alto risco. Rio de Janeiro (RJ): FEBRASGO; 2011. Disponível em: https://www.febrasgo.org.br/images/arquivos/manuais/Manuais_Novos/gestacao_alto-risco_30-08.pdf> Acesso em 18 jun. 2020.

Negrato CA, Montenegro Júnior RM, Mattar R, Zajdenverg L, Francisco RPV, Pereira BG, Sancovski M, Torloni MR, Dib AS, Viggiano CE, Golbert A, Moisés ECD, Favaro MI, Calderon IMP, Fusaro S, Piliakas VDD, Dias JPL, Gomes MB, Jovanovic L. Dysglycemiasin pregnancy: from diagnosis to treatment. Brazilian consensus statement. Diabetology&MetabolicSyndrome. 2010; 2(27):1-14. Disponível em: Acesso em 18 Jun. 2020.

SBD (Sociedade Brasileira de Diabetes). Epidemiologia e impacto global do diabetes mellitus. In: Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2017-2018 / Organização José Egídio Paulo de Oliveira, Renan Magalhães Montenegro Junior, Sérgio Vencio. -- São Paulo : Editora Clannad, 2017. p. 12-18. Vários autores. Vários coordenadores. ISBN: 978-85-93746-02-4. Disponível em: Acesso 18 Jun. 2020.

ADA (American Diabetes Association). 2. Classification and Diagnosis of Diabetes: Standards of Medical Care in Diabetes 2018. Diabetes Care. 2018;41(Suppl. 1):S13–S27. DOI: https://doi.org/10.2337/dc18-S002

Metzger BE, Gabbe SG, Person B, Lowe LP, Dyer AR, Oats JJN, Buchanan TA. International association of diabetes and pregnancy study groups recommendations on the diagnosis and classification of hyperglycemia in pregnancy. International Association of Diabetes and Pregnancy Study Groups Consensus Panel. Diabetes Care. 2010; 33(3):676-82. DOI: https://doi.org/10.2337/dc09-1848

Dickens LT, Thomas CC. Updates in Gestational Diabetes Prevalence, Treatment, and Health Policy.CurrDiab Rep. 2019; 19(6):33. DOI: 10.1007/s11892-019-1147-0

Secretaria Estadual de Saúde Estado de São Paulo. Coordenadoria de Planejamento em Saúde. Assessoria Técnica em Saúde da Mulher. Calife K, Lago T, Lavras, C. (Orgs.). Atenção à gestante e à puérpera no SUS. SP: manual técnico do pré-natal e puerpério. São Paulo: 2010; 234. Disponível em: Acesso 18 Jun. 2020.

Carreiro MP, Nogueira AI, Ribeiro-Oliveira A. Controversies and Advances in Gestational Diabetes - An Update in the Era of Continuous Glucose Monitoring.J Clin Med. 2018; 7(2). DOI: 10.3390/jcm7020011

Ministério da Saúde. Portaria nº 1.020, de 29 de maio de 2013. Princípios e diretrizes para a organização da Atenção à Saúde na Gestação de Alto Risco. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2013. Disponível em: Acesso 18 Jun. 2020.

Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Primária à Saúde. Diretrizes do NASF: Núcleo de Apoio a Saúde da Família. Série A. Normas e Manuais Técnicos. Caderno de Atenção Primária à Saúde, n. 27. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2010. 152p. Disponível em: Acesso 18 Jun. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n6-011

Refbacks

  • There are currently no refbacks.