Sentimentos após cesárea não planejada: estudo de caso / Feelings after unplanned caesarean section: case report

Paula Aline Brelaz Tavares, Frandison Gean Souza Soares, Ewelyn dos Santos Oliveira, Rangele Nunes Valente, Ana Maria dos Santos Monteiro Neta, Izabel Tháinar Melo de Oliveira, Karen Cristina Pantoja Rezende, Munique Therense Costa Morais de Morais

Abstract


As taxas de cesarianas aumentaram significativamente nas últimas décadas e o Brasil e China lideram os rankings mundiais dessa via de parto. Esse evento está associado a vários desfechos negativos, incluindo sentimentos que podem interferir na aceitação da mulher no momento pós-parto. Esse estudo tem por objetivo compreender os sentimentos de uma mulher submetida à cesárea não planejada. Trata-se de um estudo de caso descritivo, exploratório e qualitativo com análise fenomenológica. A participante do estudo é uma mulher de 38 anos que relata ter sido submetida à uma cesárea baseada em falsas evidências. A entrevista foi realizada no trabalho da participante, em um único dia, sendo este local escolhido pela entrevistada. O instrumento utilizado foi um questionário semiestruturado com perguntas abertas, com auxílio de gravador de voz. A paciente relata estar “tranquila” em relação ao seu corpo, mesmo após ter passado por uma situação conturbadora. Em relação aos profissionais de saúde, os sentimentos relatados foram de medo, frustração e impotência. Os sentimentos relatados como medo, frustração, desânimo, insegurança e impotência podem estar presentes em muitas puérperas que vivenciaram uma cirurgia realizada sem planejamento prévio juntamente com a equipe multiprofissional. A frustração, desânimo e impotência em relação aos profissionais de saúde denotam falta de humanização e demonstram a necessidade de melhoria na relação entre a equipe multiprofissional presente no parto e nascimento e a paciente.

 


Keywords


Violência contra a mulher; Cesárea; Parto Normal.

References


COPELLI, Fernanda Hannah da Silva et al. Fatores determinantes para a preferência da mulher pela cesariana. Texto Contexto Enferm v. 24, n. 2, p. 336–43 , 2015.

GIORGI, Amadeo; SOUSA, Daniel. Método Fenomenológico de Investigação em Psicologia. Lisboa, 2010. .

IORRA, Maria Rosa Krämer et al. Aspectos relacionados à preferência pela via de parto em um hospital universitário. Revista da AMRIGS, Porto Alegre v. 55, n. 3, p. 260–8 , 2011.

MASCARELLO, Keila Cristina; HORTA, Bernardo Lessa; SILVEIRA, Mariângela Freitas. Maternal complications and cesarean section without indication: systematic review and meta-analysis. Revista de saude publica v. 51, p. 105 , 2017.

MIRANDA, Denismar Borges De et al. Parto normal e cesária: representações de mulheres que vivenciaram as duas experiências. Revista Eletrônica de Enfermagem v. 10, n. 2, p. 337–46, 2008.

NASCIMENTO, Raquel Ramos Pinto Do et al. Escolha do tipo de parto: fatores relatados por puérperas. Revista gaucha de enfermagem v. 36, n. esp, p. 119–26 , 2015.

SILVA, Lorena Sabbadini Da et al. Os saberes das mulheres acerca das diferenres posições de parir: uma contribuição para o cuidar. Rev enferm UFPE v. 10, n. Supl. 4, p. 3531–6 , 2016.

SILVA, Michelle Gonçalves Da et al. Violência obstétrica na visão de enfermeiras obstetras. Revista da Rede de Enfermagem v. 15, n. 4, p. 720–8 , 2014.

VELHO, Manuela Beatriz et al. Vivência do parto normal ou cesáreo: Revisão integrativa sobre a percepção de mulheres. Texto e Contexto Enfermagem, Florianópolis v. 21, n. 2, p. 458–66 , 2012.

VELHO, Manuela Beatriz; SANTOS, Evanguelia Kotzias Atherino Dos; COLLAÇO, Vânia Sorgatto. Parto normal e cesárea: representações sociais de mulheres que os vivenciaram. Rev Bras Enferm v. 67, n. 2, p. 282–9 , 2014.

WEIDLE, Welder Geison et al. Escolha da via de parto pela mulher: autonomia ou indução? Cadernos Saúde Coletiva, Rio de Janeiro v. 22, n. 1, p. 46–53 , 2014.

WOLFF, Leila Regina; WALDOW, Vera Regina. Violência consentida: mulheres em trabalho de parto e parto. Saude e Sociedade, São Paulo v. 17, n. 3, p. 138–151 , 2008.

XU, Hui et al. Cesarean section and risk of postpartum depression: A meta-analysis. Journal of Psychosomatic Research v. 97, p. 118–126 , 2017.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-308

Refbacks

  • There are currently no refbacks.