Empoderamento e promoção à saúde: uma reflexão emergente / Empowerment and health promotion: an emerging reflection

Francyele Alves da Paixão Nobre, Maria Karolina de Souza Rodrigues, Rafaella Montenegro do Amaral Costa, Ericássia Vanessa da Silva Albuquerque, Cyndi Myrelle da Silva Barros Romão, Chrisllayne Carla Cavalcante Nascimento, Maria Odete Queiroz Lima Tavares, Luana Patrícia Barros Collaço

Abstract


A complexidade dos elementos envolvidos na área da saúde deixa evidente a importância da promoção à saúde, que é um processo de educação da pessoa/comunidade para participar ativamente no controle da qualidade de saúde. O objetivo é analisar, na literatura científica, o empoderamento do paciente no seguimento saúde. Trata-se de uma revisão de literatura descritiva através de pesquisas na Biblioteca Virtual em Saúde, tendo como bases de dados Lilacs, Medline e BDENF (Base de dados em Enfermagem). O empoderamento é um processo essencialmente educativo, visa desenvolver a autonomia do paciente para que ele assuma efetivamente a sua responsabilidade na questão saúde, através de conhecimentos, atitudes e habilidades. Aparece como fundamental na promoção da saúde desde a Carta de Ottawa (1986), definido como processo de capacitação de indivíduos/comunidade para assumirem controle sobre fatores socioeconômicos, pessoais, ambientais que atingem a saúde. Nessa perspectiva é possível instruir pessoas para que elas aprendam o processo de saúde-doença, pois pacientes mais empoderados, envolvidos e informados interagem e contribuem com os resultados positivos. A equipe de enfermagem no seu dia a dia vivencia situações onde a ação de enfermagem é voltada para a educação no âmbito da saúde e dada à natureza da sua função, profissionais agenciadores de conhecimentos, podem propor opções que dão suporte para intervir junto às pessoas e comunidades, com vistas a favorecer a saúde, promover a cidadania e inclusão social.


Keywords


Empoderamento, Pacientes, Promoção da saúde.

References


BERARDINELLI, L.M.M., et al. Tecnologia educacional como estratégia de empoderamento de pessoas com enfermidades crônicas. Revista de enfermagem UERJ, Rio de Janeiro, 2014.

LOPES, A.A.F. Cuidado e Empoderamento: a construção do sujeito responsável por sua saúde na experiência do diabetes. Saúde Soc. São Paulo, v.24, 2015.

Organização Panamericana de Saúde (OPAS). Carta de Otawa. Primeira conferência Internacional sobre promoção de saúde. OPAS; 1986. [site na Internet]. Acesso em: 09 Jun-2017. Disponível em:

PEREIRA, F.G.F., et al. SEGURANÇA DO PACIENTE E PROMOÇÃO DA SAÚDE: UMA REFLEXÃO EMERGENTE. Revista Baiana de Enfermagem, v. 29, n. 3, 2015.

TADDEO, P.S., et al. Acesso, prática educativa e empoderamento de pacientes com doenças crônicas. Ciência & Saúde Coletiva,Fortaleza/CE, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-253

Refbacks

  • There are currently no refbacks.