A qualidade de vida após o infarto agudo do miocárdio e a contribuição da fisioterapia

Neiva Beatriz Casseb Negrão Santos, Luciana Furtado Gonçalves, Darcianne Andrade Cavalcante, Fernando Mendonça Cardoso, Isabella Fontes Milhomem Bueno, Laura Maia Ribeiro Mangueira, Silvia Teixeira Damasceno

Abstract


O infarto agudo do miocárdio é uma afecção isquêmica do miocárdio que ocasiona a necrose das fibras musculares do coração pela diminuição do fluxo sanguíneo coronário por determinado tempo. O trabalho teve por objetivo verificar a qualidade de vida após o infarto agudo do miocárdio e a contribuição da Fisioterapia. O método procedeu-se de uma pesquisa teórica conceitual, onde foram pesquisados artigos sobre os temas qualidade de vida, infarto agudo do miocárdio e fisioterapia. A maioria dos artigos demonstra os bons efeitos da fisioterapia na saúde de pacientes que tiveram infarto agudo do miocárdio, mas são necessárias mais pesquisas que pontuem os domínios da qualidade de vida que tiveram resultados mais significativos e outros que indiquem a interferência nos índices de internação por reinfarto ou mortalidade.


Keywords


Qualidade de vida, fisioterapia, infarto do miocárdio.

References


ALCÂNTRA, Erikson Custódio et al. Avaliação da qualidade de vida após infarto agudo

do miocárdio e sua correlação com o fator de riscohipertensão arterial.RevBrasFisioter, v. 14, n.1, p. 163 – 2010, 2017.

DA CRUZ NEVES, Mary Silvia; DE OLIVEIRA, Mayron Faria. Reabilitação cardíaca precoce em pacientes pós-infarto agudo do miocárdio. Revista da Faculdade de Ciências Médicas de Sorocaba, v. 19, n. 3, p. 105-110, 2017.

GOVERNO DO BRASIL. Saúde. 2017. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/editoria/saude/2017/09/doencas-cardiovasculares-sao-principal-causa-de-morte-no-mundo. Acesso em: 4 set.2018.

GADÉA, Suzana Ferreira Magalhães et al. REABILITAÇÃO CARDÍACA APÓS INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO (IAM): UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. Ciência (In) Cena Bahia, v. 1, n. 5, p. 1-12, 2017.

GARCIA, Raquel Potter. FAMILY CARE AFTER ACUTE MYOCARDIAL INFARCTION. 2013. 106 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.

HISS, Michele Daniela Borges Santos et al. Segurança da intervenção fisioterápica precoce após o infarto agudo do miocárdio. Fisioterapia em Movimento, v. 25, n. 1, p. 153-163, 2012.

LEITE, E. M. et al. Intervenção fisioterapeutica na reabilitação cardíaca após infarto agudo do miocárdio. 2012.

NIEHUES, Janaina Rocha; GONZÁLES, Ana Inês; VIEIRA, Danielle Soares Rocha. Orientação para a atividade sexual após infarto agudo do miocárdio: estamos negligenciando?. Int. j. cardiovasc. sci.(Impr.), v. 29, n. 2, p. 152-154, 2016.

PEREIRA, Ana Cláudia Rosa; DIAS, Bruno Vilas Boas; SANTOS, Francilaine Theodoro. Protocolo assistencial no pós infarto agudo do miocárdio baseado nos diagnósticos de enfermagem e intervenções da North American Nursing Diagnosis Association-NANDA. CuidArte, Enferm, v. 7, n. 2, p. 113-118, 2013.

PIMENTEL, Júlia Ferreira et al. Qualidade de vida em pacientes pós-operatórios de cirurgia cardíaca. Revista da SBPH, v. 16, n. 2, p. 120-136, 2013.

PINHEIRO, Denise Gonçalves Moura. Práticas de promoção da saúde no atendimento fisioterapêutico em uma instituição hospitalar de referência em Cardiologia. 2009. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

SCHERER, Cristiane et al. O que mudou em minha vida? Considerações de indivíduos que sofreram infarto agudo do miocárdio. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 13, n. 2, p. 296-305, 2011.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-241

Refbacks

  • There are currently no refbacks.