Estenose traqueal como consequência de intubação orotraqueal prolongada / Tracheal stenosis as a consequence of prolonged orotracheal intubation

Bruna Bonamigo Thomé, Jéssica Maldaner Lui, Laura Vilela Pazzini, Michelle Zanon Bock, Nathalia Regina Pavan, Waleska Candaten Furini, Vinícius Buaes Dal Maso

Abstract


A Intubação Orotraqueal (IOT) é um procedimento realizado com a finalidade de auxiliar na ventilação pulmonar e evitar obstrução das vias aéreas em pacientes em estado crítico. São diversas as complicações que tal recurso pode causar, dentre elas encontra-se a Estenose de Traqueia (ET) 1. A Estenose Traqueal causa isquemia e erosão da mucosa, e tem a sua origem através da alta pressão no balonete, que excede a pressão capilar média na mucosa traqueal. A incidência dessa complicação é desconhecida, variando de 1 a 21% dos casos2. O principal fator de risco associado ao seu desenvolvimento é a duração prolongada da intubação orotraqueal. O objetivo do trabalho é relatar caso de estenose traqueal em um paciente de 77 anos, que apresentou Tromboembolismo Pulmonar, evoluindo com necessidade de suporte ventilatório invasivo.


Keywords


Intubação Orotraqueal, Estenose de traquéia, Medicina Intensiva.

References


Hyzy, R.C., Manaker, S., Finlay, G. Complications of the endotracheal tube following initial placement: Prevention and management in adult intensive care unit patients. Dezembro, 2017.

Herth,F., King, T.E., Finlay, G. Clinical presentation, diagnostic evaluation, and management of central airway obstruction in adults. Junho, 2018.

Orebaugh, S., Snyder, J. Direct laryngoscopy and endotracheal intubation in adults. Dezembro, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-229

Refbacks

  • There are currently no refbacks.