Desafios do enfermeiro na assistência de enfermagem aos usuários com diagnóstico de sífilis: revisão integrativa / Challenges of nurses in nursing care for users diagnosed with syphilis: an integrative review

Mariana dos Santos Silva Solino, Nayane de Sousa Silva Santos, Mirian Cristina dos Santos Almeida, Leidiene Ferreira Santos, Jactainy das Graças Gonçalves, Renan Sallazar Ferreira Pereira, Guiomar Virginia Vilela Assunção de Toledo Batello, Marcelo Aguiar de Assunção

Abstract


O enfermeiro exerce um importante papel no enfrentamento da sífilis no contexto da atenção primária em saúde.  Dentro da equipe multidisciplinar o enfermeiro é responsável por promover ações de educação em saúde, focado na prevenção, diagnóstico e no tratamento da sífilis. O objetivo deste trabalho foi identificar os desafios encontrados pelo enfermeiro na assistência de enfermagem aos usuários com diagnóstico de sífilis. Trata-se de revisão integrativa da literatura, método que permite identificar a melhor evidência científica e fazer conclusões a respeito da problemática em análise. O processo de busca dos estudos foi realizado por meio das seguintes bases de dados da área da saúde: Literatura Latino-americana e do Caribe em Ciências da Saúde, Base de dados de Enfermagem e a Biblioteca Scientific Eletronic Library Online. Optou-se por usar três descritores: Sífilis, Enfermagem, Assistência de enfermagem. Foram incluídos no estudo os artigos científicos completos, disponíveis gratuitamente por meio eletrônico, que abordam a atuação do enfermeiro no tratamento da Sífilis, com recorte temporal entre 2000 a 2017. Obteve-se 6 artigos, dos quais foram agregados em duas categorias: Desafios intrínsecos ao enfermeiro na assistência a sífilis relacionados ao déficit de conhecimento sobre a doença e Desafios extrínsecos ao enfermeiro na assistência a sífilis relacionados a usuários e gestores. Dentre os principais desafios encontrados pelos enfermeiros, foi possível identificar a falta de capacitação profissional, estrutura inadequada da unidade de atendimento, sobrecarga de trabalho e a baixa adesão ao tratamento da sífilis.


Keywords


Sífilis, Enfermagem, Cuidados de Enfermagem.

References


Avelleira JCR, Bottino G. Sífilis: diagnóstico, tratamento e controle. An. bras. dermatol. 2006 [acesso em 2017 Nov 04]; 81(2): 111-26. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/abd/v81n2/v81n02a02.pdf.

BRASIL. Ministério da Saúde. Coordenação de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids. Sífilis: Estratégias para Diagnóstico no Brasil. Brasília: Ministério da Saúde, Coordenação de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids. 2010 [acesso em 2017 Oct 27]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/sifilis_estrategia_diagnostico_brasil.pdf.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Prevenção da Transmissão Vertical de HIV, Sífilis e Hepatites Virais. Brasília: 2017 [acesso em 2017 Nov 13]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/system/tdf/pub/2015/57801/pcdt_transmissao_vertical_270917.pdf?file=1&type=node&id=57801 &force=1.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Sífilis 2016, Boletim epidemiológico, 2016 [acesso em 2017 Nov 06], v. 47, n.35. Disponível em: http://www.aids.gov.br/system/tdf/pub/2016/59222/2016_030_sifilis_publicao2_pdf_51905.pdf?file=1&type=node&id=59222&forc e=1.

ALEXANDER Fleming e a descoberta da penicilina. J. bras. patol. med. lab. 2009 Oct [acesso em 2017 Oct 27]; 45(5). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbpml/v45n5/v45n5a01.pdf.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais. Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para Atenção Integral às Pessoas com Infecções Sexualmente Transmissíveis. Brasília: 2015 [acesso em 2017 Nov 05]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/protocolo_clinico_diretrizes_terapeutica_ate ncao_integral_pessoas_infeccoes_sexualmente_transmissiveis.pdf.

Acosta LMW, Gonçalves TR, Barcellos NTB. Coinfecção HIV/sífilis na gestação e transmissão vertical do HIV: um estudo a partir de dados da vigilância epidemiológica. Rev. panam. salud pública. 2016 [acesso em 2017 Oct 27]; 40(6). Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/rpsp/v40n6/1020-4989-RPSP-40-06-435.pdf.

Domingues RMS, Leal MC. Incidência de sífilis congênita e fatores associados à transmissão vertical da sífilis: dados do estudo Nascer no Brasil. Cad. Saúde Pública (online). 2016 Jun [acesso em 2017 Oct 27]; 32(6). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v32n6/1 678-4464-csp-32-06-e00082415.pdf.

Cunha ARC, Merchan-Hamann E. Sífilis em parturientes no Brasil: prevalência e fatores associados, 2010 a 2011. Rev. panam. salud pública. 2015 [acesso em 2017 Nov 06]; 38(6): 479-486. Disponível em: http://www.scielosp.org/pdf/rpsp/v38n6/v38n6a07.pdf.

Czeresnia, D. O conceito de saúde e a diferença entre prevenção e promoção. In: Czeresnia D, Freitas CM, organizadores. Promoção da saúde: conceitos, reflexões e tendências. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz; 2008. p. 39-53.

Freitas GM, Santos NSS. Atuação do enfermeiro na atenção básica de saúde: Revisão integrativa de literatura. Rev. enferm. Cent.-Oeste Min. 2014 May/Aug [acesso em 2017 Nov 14]; 4(2): 1194-1203. Disponível em: http://www.seer.ufsj.edu.br/index.php/rec om/article/view/443/754.

Sousa WB, Souza DAL, Dantas JF, Dantas MLS, Lima EAR. Cuidados de enfermagem diante do controle da sífilis adquirida e congênita: uma revisão de literatura. In: Congresso brasileiro de ciência da saúde – CONBRACIS, Anais... Campina Grande. 2017 [acesso em 2017 Nov 05]. Disponível em: https://editorarealize.com.br/revistas/conbracis/trabalhos/TRABALHO_EV071_MD1_SA4_ID1417_01052017111741.pdf .

Mendes KDS, Silveira RCCP, Galvão CM. Revisão Integrativa: Método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto & contexto

enferm. 2008 Oct/Dec [2017 Sep 15]; 17(4): 758-64. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v17n4/18.pdf.

Cassia, Luiza, Marina, Carine, Tatiana, Deborah, et al. Revisão integrativa: conceitos e métodos utilizados na enfermagem. Rev. Esc. Enferm. USP. 2014 [2017 Sep 15]; 48(2): 335-45. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/reeusp/article/view/84097/86950.

Andrade RFV, Lima NBG, Araujo MAL, Silva DMA, Melo SP. Conhecimento dos enfermeiros acerca do manejo da gestante com exame de VDRL reagente. DST j. bras. doenças sex. transm. 2011 [acesso em 2017 Nov 04]; 23(4): 188-193. Disponível em: http://www.dst.uff.br/revista23-4-

/8.Conhecimento%20dos%20Enfermeiros%20acerca%20do%20Manejo.pdf.

Suto CSS, Silva DL, Almeida ES, Costa LEL, Evangelista TJ. Assistência pré-natal a gestante com diagnóstico de sífilis. Rev. enferm. atenção saúde. 2016 Aug/Dec [acesso em 2017 Sep 15]; 5(2): 18-33. Disponível em: seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/download/1544/pdf.

Ana, Maria, Lea, Fabiana, Helen, Janete, et al. Implantação dos testes rápidos para sífilis e HIV na rotina do pré- natal em Fortaleza – Ceará. Rev. bras. Enferm. 2016 Jan/Feb [acesso em 2017 Sep 15]; 69(1): 62-6. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v69n1/0034-7167-reben- 69-01-0062.pdf.

Antonia, Maria, Ana, Andrea, José, Natalia, et al. Practice of nurses in the monitoring of syphilis in primary care. Rev. enferm. UFPE on line. 2016 Apr [acesso em 2017 Nov 15]; 10(4): 1247-55. Disponível em: http://www.revista.ufpe.br/revistaenfermagem/index.php/revista/article/ view/8085/pdf_9964.

Figueiredo MSN, Cavalcante EGR, Oliveira CJ, Monteiro MFV, Quirino GS, Oliveira DR. Percepção de enfermeiros sobre a adesão ao tratamento dos parceiros de gestantes com sífilis. Rev. RENE. 2015 May/Jun; 16(3): 345-54.

Araújo TME, Araujo Filho ACA, Feitosa KVA. Prevalência de sífilis em mulheres do sistema prisional de uma capital do nordeste brasileiro. Rev. eletrônica enferm. 2015 Oct/Dec [acesso em 2017 Nov 30]; 17(4). Disponível em: http://dx.doi.org/10.5216/ree.v17i4.28898.

Silva MG, Fernandes JD, Teixeira GAS, Silva RMO. Processo de formação da(o) enfermeira(o) na contemporaneidade: desafios e perspectivas. Texto & contexto enferm. 2010 Jan/Mar [acesso em 2017 Dec 11]; 19(1): 176-84. Disponível em: http://www.index-f.com/textocontexto/2010pdf/19- 176.pdf.

Tereza, Ana, Hélida, Laís, Danieli, Mariângela, et al. Prevenção da sífilis congênita pelo enfermeiro na Estratégia Saúde da Família. Revista Interdiciplinar. 2015 Jan/Feb/Mar [acesso em 2017 Nov 13]; 8(1): 174-182. Disponível em: http://biblioteca.cofen.gov.br/wp-content/uploads/2015/10/Prevencao-da-sifilis-congenita-pelo-enfermeiro-na-Estrategia-Saude-da-Familia.pdf.

Lazarini FM, Barbosa DA. Intervenção educacional na Atenção Básica para prevenção da sífilis congênita. Rev. latinoam. enferm. 2017 [acesso 2017 Nov 13]; 25(2845). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v25/pt_0104-1169-rlae-25-02845.pdf.

Silva ITS, Valença CN, Silva RAR. Cartografia da implementação do teste rápido anti-HIV na Estratégia Saúde da Família: perspectiva de enfermeiros. Esc. Anna Nery Rev. Enferm. 2017 [acesso em 2018 Apr 19]; 21(4):e20170019. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v21n4/pt_1414-8145-ean-2177-9465-EAN-2017-0019.pdf.

Wisniewski D, Gróss G, Bittencourt R. A influência da sobrecarga de trabalho do enfermeiro na qualidade da assistência pré-natal. Rev. bras. promoç. saúde. 2014 Apr/Jun; 27(2): 177-182.

Greice, Sofia, Maria, Patricia, Maira, Daiane, et al . Trabalho na Unidade Básica de Saúde: implicações para a qualidade de vida dos enfermeiros. Rev. bras. enferm. 2012 Mar/Apr; 65(2): 222-8.

Maristela, Kilvia, Ana, Raquel, Maria, Maria, Izabelle, et al. SÍFILIS NA GESTAÇÃO: ESTRATÉGIAS E DESAFIOS DOS ENFERMEIROS DA ATENÇÃO BÁSICA PARA O TRATAMENTO SIMULTÂNEO DO CASAL. Rev. bras. promoç. saúde. 2016 Dec; 29(Supl): 85-92.

Oliveira DR, Figueiredo MSN. Abordagem conceitual sobre a sífilis na gestação e o tratamento de parceiros sexuais. Enferm. foco (Brasília). 2011; 2(2):108-111.

BRASILa. Ministério da Saúde. Atenção Básica. HIV/Aids, hepatites e outras DST. Brasília: 2006 [acesso em 2017 Oct 25]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/abcad18.pdf.

Marchezini RMR, Oliveira DAM, Fagundes LJ, Ciosak SI. As infecções sexuais transmissíveis em serviço especializado: quais são e quem as tem? Rev. enferm. UFPE on line. 2018 Jan [2018 Mar 28]; 12(1): 137-49. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/viewFile/25088/25914




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-203

Refbacks

  • There are currently no refbacks.