Desenvolvimento das capacidades físicas de força de membros superiores e aeróbia, por meio de circuito de treinamento e práticas esportivas em escolares na faixa de 13 a 14 anos de idade / Development of upper limb and aerobic physical strength capabilities, through training circuit and sports practices in school children between 13 and 14 years of age

Tamires Campos Prado, Thais Cury Pellegrinotti, Paulo Henrique Barbosa, Rozangela Verlengia, Idico Luiz Pellegrinotti

Abstract


O objetivo do estudo foi analisar a aptidão física relacionada à saúde de alunos de uma escola de tempo integral (ETI) da cidade de Piracicaba -SP. Foram convidados 31 escolares da ETI e alocados intencionalmente em dois grupos: grupo treinamento em circuitos e práticas esportivas (GE) e um grupo controle (GC), que realizaram aulas somente da disciplina de educação física, orientadas pelo professor da instituição Grupo experimental (GE) foi constituído por 18 escolares com média de idade 13,4±0,51 anos, estatura de 1,62±0,08 metros,  massa corporal 54,62±12,82 Kg e IMC 20,67±3,62kg/m2. Grupo (GC) foi formado por 13 alunos com média de idade 13,69±0,48 anos, estatura 1,65±0,09 metros, massa corporal 59,76±14,63 e IMC 21,76±3,23Kg/m2. Os escolares foram submetidos aos protocolos de avaliações aplicados no estudo. Os resultados do GE no teste de medicineball do pré para pós-teste foi Δ 8,24±5,39% e da corrida de seis minutos Δ 5,57±3,29%. No GC no teste de medicinaball no pré para o pós-teste Δ -1,33±12,41% e na corrida de seis minutos Δ -3,11±3,16%. Os dados apontaram que no GE houve melhora significativa nos dois testes, por outro lado no GC não houve melhora nos dois testes. A indicação mais evidente é de que o aumento do volume e da intensidade das atividades físicas podem ter sido o fator que influenciou a melhora no GE.


Keywords


Treinamento esportivo, Circuito de treinamento, Escolares.

References


AOYAMA, E.A., PEREIRA, F.J.R., LIMA, T.S., LEMOS, L.R., SOUZA, R.S.G. Treinamento de força para promover a qualidade de vida. Brazilian Journal of health Review, v. 2, n. 1, p. 488-494, jan./feb. 2019.

BRAGA, F. C. C. Desenvolvimento de força em crianças e jovens nas aulas de educação física. 2007. 131 f. Dissertação (Mestrado em Ciências do Movimento Humano) – Escola de Educação Física, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

BRANDOLIN, F.; KOSLINSKI, M.; SOARES, A. J. G. A percepção dos alunos sobre a educação física no ensino médio. Revista da Educação Física/UEM, v. 26, n. 4, p. 601, 23 nov. 2015.

ELIAS, R. G. M.; FARIA, W. F.; FARIAS, J. P. de. Efeito das aulas de educação física na aptidão física relacionada à saúde de escolares de santa mariana, PR. Rev. Acta Brasileira do Movimento Humano, V. 4, n. 1, p. 61-73, Jan/Mar. 2014.

FAIGENBAUM, A. D.; KRAEMER, W. J.; BLIMKIE, C. J. R.; JEFFREYS, I.; MICHELI, L. J.; NITKA, M.; ROWLAND, T. W. Youth Resistance Training: Updated Position Statement Paper From the National Strength and Conditioning Association. Journal of Strength and Conditioning Research, v. 23, n. 5, p. S60–S79, ago. 2009.

FAIGENBAUM, A. D.; LLOYD, R. S.; MACDONALD, J.; MYER, G. D. Citius, Altius, Fortius : beneficial effects of resistance training for young athletes: Narrative review. British Journal of Sports Medicine, v. 50, n. 1, p. 3–7, jan. 2016.

GAYA, A.; LEMOS, A.; GAYA, A.; TEIXEIRA, D.; PINHEIRO, E.; MOREIRA, R. PROESP-Br Manual de testes e avaliação, 2012.

GUEDES, J. E. R. P.; GUEDES, D. P. Características dos programas de educação física escolar. Revista Paulista de Educação Física, v. 11, n. 1, p. 49-62, 1997.

HOPKINS, W. G.; MARSHALL, S. W.; BATTERHAM, A. M.; HANIN, J. Progressive statistics for studies in sports medicine and exercise science. Medicine and science in sports and exercise, v. 41, n. 1, p. 3–13, jan. 2009.

JALOWITZH, D. T.; PINHEIRO, E. dos S.; FARIAS, V. M.; BERGMANN, G. G. Indicadores antropométricos e de aptidão física: estudo comparativo entre escolares atletas e escolares não praticantes de atividades esportivas. Revista Brasileira de Prescrição e Fisiologia do Exercício, v. 11. n. 65. p. 219-227, Mar/Abril. 2017.

JANSSEN, I.; LEBLANC, A. G. Systematic review of the health benefits of physical activity and fitness in school-aged children and youth. The international journal of behavioral nutrition and physical activity, v. 7, p. 40, 2010.

JÜRIMÄE, T.; HURBO, T.; JÜRIMÄE, J. Relationship of handgrip strength with anthropometric and body composition variables in prepubertal children. HOMO- Journal of Comparative Human Biology, v. 60, n. 3, p. 225–238, 2009.

LAZZOLI, J. K. et al. ATIVIDADE FÍSICA E SAÚDE NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 4, n. 4, p. 107–109, 1998.

MACHADO, R.; PELLEGRINOTTI, I. L.; GONELLI, P. R. G. Crescimento E Desenvolvimento Das Capacidades Motoras De Meninos Escolares Praticantes De Atividade Física Geral. Ulbra e movimento, v. 2, n. 1, p. 45–59, 2011.

MACHADO FILHO, R. Comparação dos níveis de crescimento e desenvolvimento das capacidades motoras de escolares praticantes de futsal e atividade física geral da cidade de guarulhos/sp. Rev Bras de Futsal e Futebol, v. 5, n. 17, p. 241-247. Set/Out/Nov/Dez. 2013.

MALINA, R. M. Weight Training in Youth-Growth, Maturation, and Safety: An Evidence-Based Review. Clinical Journal of Sport Medicine, v. 16, n. 6, p. 478–487, nov. 2006.

MAYORGA-VEJA, D.; VICIANA, J.; COCCA, A. Effects of a circuit training program on muscular and cardiovascular endurance and their maintenance in schoolchildren. Journal of Human Kinetics, v. 37, p. 153-160, 2013,

MEI, H.; XIONG, Y.; XIE, S.; GUO, S.; LI, Y.; GUO, B.; ZHANG, J. The impact of long-term school-based physical activity interventions on body mass index of primary school children – a meta-analysis of randomized controlled trials. BMC Public Health, v. 16, n. 1, p. 205, 1 dez. 2016.

MIYATAKE, N.; MIYACHI, M.; TABATA, I.; SAKANO, N.; HIRAO, T. Relationship between muscle strength and anthropometric , body composition parameters in Japanese adolescents. Health, v. 4, n. 1, p. 1–5, 2012.

ORTEGA, F. B.; RUIZ, J. R.; CASTILLO, M. J.; SJÖSTRÖM, M. Physical fitness in childhood and adolescence: a powerful marker of health. International Journal of Obesity, v. 32, n. 1, p. 1–11, 2008.

ORTEGA, F. B.; SILVENTOINEN, K.; TYNELIUS, P.; RASMUSSEN, F. Muscular strength in male adolescents and premature death: cohort study of one million participants. BMJ, v. 345, n. nov20 3, p. e7279–e7279, 20 nov. 2012.

PARÂMETROS CURRICULARES NACIONAIS: Educação Física/Secretária de Educação Fundamental. Brasília: MEC/SEF, 1998.

PELLEGRINOTTI, I.L.; CESAR M.C. Educação física e saúde no século XXI: conhecimento e crompromisso social. In: MOREIRA, W.W., NISTA-PICCOLO, V.L. (Orgs: Educação física e esportes no século XXI). Campinas SP: Papirus, p.363-380, 2016.

RAMOS, W.T.S, QUIULO, L.D., ANDEADE,L.D.F. Educação permanente no âmbito da atenção primária à saúde: uma revisão integrativa. Brazilian Journal of health Review, v. 1, n. 1, p. 35-45, jul./set. 2018

SMITH, J. J.; EATHER, N.; MORGAN, P. J.; PLOTNIKOFF, R. C.; FAIGENBAUM, A. D.; LUBANS, D. R. The Health Benefits of Muscular Fitness for Children and Adolescents: A Systematic Review and Meta-Analysis. Sports Medicine, v. 44, n. 9, p. 1209–1223, 1 set. 2014.

STRONG, W. B. et al. Evidence Based Physical Activity for School-age Youth. The Journal of Pediatrics, v. 146, n. 6, p. 732–737, 2005.

TOLGO, A. M. Níveis de atividade física na Educação Física escolar e durante o tempo livre em crianças e adolencentes. Revista Mackenzie de Educação Física e Esportes, v. 6, n. 1, p. 45-56, 2007.

ULBRICH A.Z, MACHADO H.S, MICHELIN A, VASCONCELOS I.Q.A, STABELINI A.N, MASCARENHAS L.P.G., CAMPOS W. Aptidão física em crianças e adolescentes de diferentes estágios maturacionais. Fit Perf J.;6(5):277-82, 2007.

VARGAS, T. A. N. A importância do treino de força nas aulas de educação física. 2011. 65 f. Dissertação (Mestrado em Ensino da Educação Física no Ensino Básico e Secundário) – Faculdade de Educação Física e Desporto, Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, Lisboa.

VILLAGE, G. Strength Training by Children and Adolescents. PEDIATRICS, v. 107, n. 6, p. 1470–1472, 1 jun. 2001.

WEINECK, J. Biologia do esporte, Editora Manole, São Paulo, 1991.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-192

Refbacks

  • There are currently no refbacks.