Prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes de escolas públicas Municipais em Campina Grande-PB / Prevalence of overweight and obesity in adolescents from Municipal public schools in Campina Grande-PB

Cinthia Sonaly Santos Rodrigues, Andresa da Silva Costa, Maria Gabriely Queiroz, Selma Aires Monteiro Galdino, Mônica Oliveira da Silva Simões, Alessandra Teixeira, Danielle Franklin de Carvalho, Carla Campos Muniz Medeiros

Abstract


Atualmente, sobrepeso e obesidade são caracterizados como epidemias de caráter mundial que acarretam comorbidades de curto à longo prazo. Em crianças e adolescentes, os valores crescem rapidamente e as intervenções devem ser feitas de forma precoce. O estudo busca avaliar a prevalência de sobrepeso e obesidade em alunos do 5° ao 9° ano do Ensino Fundamental, com idade entre 10 a 16 anos de escolas públicas municipais da cidade de Campina Grande - PB. O estudo transversal e descritivo, foi composto por 574 alunos, sendo 294 do sexo feminino e 280 do sexo masculino. Os indicadores utilizados para avaliação do estado nutricional foram IMC/Idade e Estatura/Idade. De acordo com o IMC/Idade, os alunos foram classificados com magreza, eutrofia, sobrepeso e obesidade. Também foram classificados com muito baixa estatura para a idade, baixa estatura para a idade, estatura adequada para a idade e alta estatura, considerando o indicador Estatura/Idade. Os resultados obtidos mostram a prevalência de sobrepeso em maior número no sexo feminino (16%), já na obesidade, a prevalência foi mais acentuada no sexo masculino (9,6%). Juntos, sobrepeso e obesidade classificam (21,6%) dos alunos avaliados. Os valores observados são condizentes com estudos feitos em demais localidades no país, sendo de caráter relevante a adoção de intervenções para redução dessa estatística crescente. O apoio de equipes multiprofissionais de saúde, juntamente com o auxílio das escolas que mostram um papel fundamental no processo contínuo de educação, são de extrema relevância.


Keywords


Sobrepeso, Obesidade, Prevalência, Estado Nutricional.

References


ABRANTES, M. M.; LAMOUNIER, J. A.; COLOSIMO, E. A. Prevalência de sobrepeso e obesidade nas regiões Nordeste e Sudeste do Brasil. Revista da Associação Médica Brasileira, v. 49, n. 2, p. 162-166, 2003.

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Orientações para a coleta e análise de dados antropométricos em serviços de saúde: Norma Técnica do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN. Brasília: Ministério da Saúde, 2011. 76 p. : il.

CABRERA, T. F. C. et al. Análise da prevalência de sobrepeso e obesidade e do nível de atividade física em crianças e adolescentes de uma cidade do sudoeste de São Paulo. Revista Brasileira de Crescimento e Desenvolvimento Humano, v. 24, n. 1, p. 67-72, 2014.

CAMPOS, L. A.; LEITE, A. J. M.; ALMEIDA, P. C. Prevalência de sobrepeso e obesidade em adolescentes escolares do município de Fortaleza. Revista Brasileira de Saúde Materno Infantil, v. 7, n. 2, p. 183-190, 2007.

DIAS, P. C. et al. Obesidade e políticas públicas: concepções e estratégias adotadas pelo governo brasileiro. Cadernos de Saúde Pública, v. 33, n. 7, [S.p.], 2017.

ENES, C. C.; SLATER, B. Obesidade na adolescência e seus principais fatores determinantes. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 13, n. 1, p. 163-171, 2010.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Pesquisa nacional de saúde do escolar. Rio de Janeiro. 132p. IBGE, 2016.

KELISHADI, R. et al. Desigualdade socioeconômica na obesidade infantil e seus determinantes: decomposição de Oaxaca-Blinder. Revista do Jornal de Pediatria, v. 94, n. 2, p. 131-139, 2018.

MALTA, D. C. et al. Evolução anual da prevalência de excesso de peso e obesidade em adultos nas capitais dos 26 estados brasileiros e no Distrito Federal entre 2006 e 2012. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 17, [S.n.], p. 267-276, 2014.

MASCARENHAS, L. P. G. et al. Cutoff for body mass index in adolescents: comparison with national and international reference standards. Journal of Human Growth and Development, v. 21, n. 3, p. 798-807, 2011.

MENDONÇA, C. P.; ANJOS, L. A. Aspectos das práticas alimentares e da atividade física como determinantes do crescimento do sobrepeso/obesidade no Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v. 20, n. 3, p. 698-709, 2004.

PAZIN, D. C. et al. Circunferência da Cintura está associada à Pressão Arterial em Crianças com Índice de Massa Corpórea Normal: Avaliação Transversal de 3417 Crianças Escolares. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 109, n. 6, p. 509-515, 2017.

PONTES, A. M. O.; ROLIM, H. J. P.; TAMASIA, G. A. A importância da Educação Alimentar e Nutricional na prevenção da obesidade em escolares [artigo]. Registro: Faculdades Integradas do Vale do Ribeira, 2016.

RODRIGUES, L. G.; POMBO, N.; KOIFMAN, S. Prevalência de alterações metabólicas em crianças e adolescentes com sobrepeso e obesidade: uma revisão sistemática. Revista Paulista de Pediatria, v. 29. n. 2. p. 277-288, 2011.

SILVA, G. L. et al. Idade de introdução de alimentos ultraprocessados entre pré-escolares frequentadores de centros de educação infantil. Jornal de Pediatria, v. 93. n. 5. p. 508-516, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-191

Refbacks

  • There are currently no refbacks.