Revisão integrativa sobre Estudos de Avaliabilidade na área da saúde no Brasil / Integrative review on Health Evaluability Studies in Brazil

Taise Rocha Macedo, Luciane Possoli, Sônia Natal, Maria Cristina Marino Calvo

Abstract


Objetivo: explorar os Estudo de Avaliabilidade na área da saúde brasileira quanto ao seu processo de construção, produtos, limitações e prosseguimento no campo avaliativo. Método: revisão integrativa de literatura realizada em maio de 2020, na Biblioteca Virtual em Saúde, Scopus e Web of Science, buscando pesquisas avaliativas com aplicação de Estudo de Avaliabilidade. Resultados: o levantamento documental, o envolvimento dos interessados na avaliação, a modelização e o processo de validação são etapas fundamentais do processo de elaboração do Estudo de Avaliabilidade, sendo o modelo lógico seu principal produto. As limitações convergem para o processo metodológico e a participação dos interessados. Estudo de Caso foi o prosseguimento ao Estudo de Avaliabilidade mais executado. Conclusão: O uso do Estudo de Avaliabilidade tem aumentado nos últimos anos, mas permanece escasso no cenário de saúde brasileiro. Sugere-se que novos estudos sejam realizados, buscando qualificar e fortalecer a pesquisa avaliativa.


Keywords


Avaliação em saúde, Estudos de Avaliabilidade, Estudos de Avaliação, Avaliação de programas e projetos de saúde, Mecanismos de avaliação da assistência a saúde.

References


Leviton LC et al. Evaluability assessment to improve public health policies, programs, and pactices. Annual Review of Public Health. 2010; 31:213-33.

Baratieri T, Natal S, Hartz ZMA. Cuidado pós-parto às mulheres na atenção primária: construção de um modelo avaliativo. Cad Saúde Pública. 2020;36(7):1-14. doi: 10.1590/0102-311X00087319. Disponível em . Acesso em 05 set. 2020.

Wholey JS. Evaluation: promise and performance. Washington (DC): The Urban Institute, 1979.

Trevisan MS, Wasler TM. Evaluability Assesssment Improving Evaluation Quality and Use. Washington: SAGE; 2015:181p.

Thurston WE, Potvin LE. Evaluability assessment: A Tool for Incorporanting Evaluation in Social Change Programmes. Evaluation. 2003;9 (4): 453-69.

Baratieri T et al. Aplicação do Estudo de Avaliabilidade na área da saúde: uma revisão integrativa. Saúde debate. 2019; 43(120):240-255.Disponível < >. Acesso em 05 set. 2020.

Souza EC, Guimarães JMX, Silva MRF. Estudos de avaliabilidade de políticas e programas de saúde no Brasil: revisão integrativa. SANARE.2017;16(2):85-92. Disponível https://sanare.emnuvens.com.br/sanare/article/viewFile/1182/643. Acesso em 05 set. 2020.

Ganong, LH. Integrative reviews of nursing. Rev. Nurs Health. 1987;10(1):1-11.

Disponível em < https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/3644366/>. Acesso em 05 set. 2020.

Araujo RF, Costa JMBS, Cruz MM, França JRM. Avaliabilidade da compatibilização de indicadores e metas dos instrumentos de planejamento do Ministério da Saúde. SAÚDE DEBATE.2018; 42 (118):566-78. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-11042018000300566>. Acesso em 05 set. 2020.

Prado, NMBL, Medina, MG, Aquino, R. Intervenção intersetorial para promoção da saúde em sistemas locais: um estudo de avaliabilidade. Saúde debate.2017; 41 (spe3): 214-227. Disponível em: < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-11042017000700214&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em 05 set. 2020.

Chaves, SCL, Silva, GAP, Rossi, TRA. Avaliabilidade do Projeto de Mobilização Social para Prevenção e Controle da Dengue no Estado da Bahia. Saúde debate. 2017;41 (spe):138-55. https://doi.org/10.1590/0103-11042017s11. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-11042017000500138&lng=en&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em 05 set. 2020.

Correia, PCJ, Goulart, PM, Furtado JP. A avaliabilidade dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (Nasf). Saúde debate.2017;41(spe):345-59. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-11042017000500345&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em 05 set. 2020.

Pereira NC, Luiza VL, Cruz MM. Serviços farmacêuticos na atenção primária no município do Rio de Janeiro: um estudo de avaliabilidade. Saúde debate. 2015;39 (105):451-68. Disponível em< https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-11042015000200451&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em 05 set. 2020.

Padilha MA, Oliveira CM, Figueiro AC. Estudo de avaliabilidade do Programa Academia Carioca da Saúde: desafios para a promoção da saúde. Saúde debate. 2015;39 (105):375-86. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-11042015000200375&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em 05 set. 2020.

Dias MAS et al. Política Nacional de Promoção da Saúde: um estudo de avaliabilidade em uma região de saúde no Brasil. Cien Saude Colet. 2018; 23(1):103-114. doi:10.1590/1413-81232018231.24682015. Disponível em < https://www.scielo.br/pdf/csc/v23n1/1413-8123-csc-23-01-0103.pdf>. Acesso em 05 set. 2020.

Oliveira CM et al. Avaliabilidade do Programa de Valorização do Profissional da Atenção Básica (PROVAB): desafios para gestão do trabalho. Ciênc. saúde coletiva. 2015;20(10):2999-3010. Disponível em . Acesso em 05 set. 2020.

Bezerra LCA et al. Identificação e caracterização dos elementos constituintes de uma intervenção: pré-avaliação da política ParticipaSUS. Ciênc. saúde coletiva. 2012; 17(4): 883-900. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232012000400011&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em 05 set. 2020.

Esher A et al. Logic Models from an Evaluability Assessment of Pharmaceutical Services for People Living with HIV/AIDS. Ciênc. saúde coletiva. 2011;16(12):4833-44. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232011001300032>. Acesso em 05 set. 2020.

Natal S, Samico I, Oliveira LGD, Assis AMJ. Estudo de avaliabilidade da rede de formação de Recursos Humanos da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde. Cad. Saúde Colet. 2010;18 (4): 560-71. Disponível em < http://www.pea.ufba.br/eventos/gestores/biblioteca/docs/Estudo-Avaliabilidade.pdf>. Acesso em 05 set. 2020.

Lima LRF, Silva LMV. Ampliação do acesso à atenção oftalmológica: um estudo sobre a avaliabilidade da campanha "De Olho na Visão", Goiás, 2004. Ciênc. saúde coletiva. 2008;13 (supl. 2): 2059-64. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232008000900010&lng=en&nrm=iso&tlng=pt>. Acesso em 05 set. 2020.

Nilson LG et al. Telehealth Centers: A Proposal of a Theoretical Model for Evaluation. Telemed J E Health. 2017;23(11):905-12. doi:10.1089/tmj.2017.0007 Disponível em < https://www.liebertpub.com/doi/abs/10.1089/tmj.2017.0007>. Acesso em 05 set. 2020.

Silva GO, Elia SFTS. Parcerias para o desenvolvimento produtivo: um estudo de avaliabilidade. Com. Ciências Saúde. 2017; 28(2):125-39. Disponível em < http://www.escs.edu.br/revistaccs/index.php/comunicacaoemcienciasdasaude/article/view/273/285>. Acesso em 05 set. 2020.

Souza TT, Calvo MCM. Avaliação dos Centros de Apoio à Saúde da Família com foco na integração às equipes apoiadas. Rev. Saúde Pública. 2018; 52(41). Disponível em . acesso em 20 de junho de 2020. Acesso em 05 set. 2020.

Silva BS et al. Evaluation study of the National Immunization Program Information System. Rev. Bras. Enferm. 2018;71 (supl. 1): 615-24. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-71672018000700615>. Acesso em 05 set. 2020.

Miranda WD et al. Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A no Brasil: um estudo de avaliabilidade. Rev Panam Salud Publica. 2018; 42 (e):182. Disponível em < https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC6385853/>. Acesso em 05 set. 2020.

Dolny LL, Lacerda JT, Natal S, Calvo MCM. Serviços de Telessaúde como apoio à Educação Permanente na Atenção Básica à Saúde: uma proposta de modelo avaliativo. Interface (Botucatu). 2019: 23 (e): 180-184. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1414-32832019000100248&script=sci_arttext>. Acesso em 05 set. 2020.

Coelho AA et al. Atenção à tuberculose: estudo de avaliabilidade. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2014; 22 (5): 792-800. Disponível em . Acesso em 05 set. 2020.

Oliveira LGD, Natal S, Camacho LAB. O programa de controle da tuberculose em unidades prisionais de dois estados brasileiros. Cad. Saúde Colet.; 2012: 20 (2): 250-7. Disponível em < http://www.cadernos.iesc.ufrj.br/cadernos/images/csc/2012_2/artigos/csc_v20n2_250-257.pdf>. Acesso em 05 set. 2020.

Oliveira JTC et al. Government-Subsidized Restaurants as promoters of the realization of the Human Right to Adequate Food: Proposal of an evaluation model. Rev. Nutr. 2019; 32(e):180-93. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1415-52732019000100521&lng=pt&nrm=iso&tlng=en>. Acesso em 05 set. 2020.

Nascimento LV, Machado WD, Gomes, DF, Vasconcelos, MIO. Estudo de avaliabilidade da política nacional de atenção integral à saúde do homem no município de Sobral, Ceará. Rev. baiana saúde pública. 2014;38(1): 95-114. Disponível em < http://files.bvs.br/upload/S/0100-0233/2014/v38n1/a4433.pdf>. Acesso em 05 set. 2020.

Rocha BNGA, Uchoa SAC. Avaliação da atenção humanizada ao abortamento: um estudo de avaliabilidade. Physis. 2013; 23(1):109-27. Disponível em < https://www.scielo.br/pdf/physis/v23n1/07.pdf>. Acesso em 05 set. 2020.

Medeiros PFP et al. Um estudo sobre a avaliabilidade do Programa + Vida: política de redução de danos em álcool, fumo e outras drogas do município de Recife, Brasil. Rev. Bras. Saude Mater. Infant.2010; 10 (supl. 1):209-17. Disponível em < https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1519-38292010000500018&script=sci_abstract&tlng=pt>. Acesso em 05 set. 2020.

Walser TM, Trevisan MS. Evaluability Assessment Thesis and Dissertation Studies in Graduate Professional Degree Programs: Review and Recommendat. Am J Eval. 2016; 37(1):118-38. Disponível em < https://journals.sagepub.com/doi/full/10.1177/1098214015583693>. Acesso em 05 set. 2020.

Abildso CG et al. An Evaluability Assessment of the West Virginia Physical Activity Plan, 2015: Lessons Learned for Other State Physical Activity Plans. Prev Chronic Dis. 2016; 13:160-307. Disponível em < https://www.cdc.gov/pcd/issues/2016/16_0307.htm>. Acesso em 05 set. 2020.

Salvatierra da SD et al. Using evaluability assessment to improve program evaluation for the Blue-throated Macaw Environmental Education Project in Bolivia. Appl Environ Educ Commun. 2016; 15(4):312-24.

Minayo MCSO. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. São Paulo: Hucitec. 2014. Disponível em < https://www.scielo.br/pdf/csc/v12n4/27.pdf>. Acesso em 05 set. 2020.

Teixeira C, Silveira P. Glossário de análise política em Saúde. Salvador: Edufba, 2016. Disponível em:

. Acesso em 05 set. 2020

PAIM J. Modelos de atenção à saúde no Brasil. In: Giovanella L et al (Org.). Políticas e sistemas de saúde no Brasil. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2008.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-183

Refbacks

  • There are currently no refbacks.