Revisão de literatura acerca dos tratamentos de hiperbilirrubinemia neonatal / Literature review about neonatal hyperbilirubinemia treatments

Suzana Alves Mundim Carneiro, Lilian Cassia Gomes Cintra, Millena Justino Santos, Giovana Rosa Campos, Adryane Santos Araújo, Erasmo Eustáquio Cozac

Abstract


A hiperbilirrubinemia é uma condição comum no período neonatal, esta pode refletir em icterícia que, quando classificada como fisiológica, desaparece geralmente sem comorbidades associadas, todavia, quando classificada como patológica, progride, em geral, para kernicterus que provoca importantes agravos neurológicos. Diante desse pressuposto, o objetivo do presente trabalho foi investigar a eficácia dos métodos de tratamento para a hiperbilirrubinemia para evitar possíveis danos neurológicos.  Trata-se de uma revisão integrativa com coleta de dados realizada a partir de fontes secundárias em idioma português, inglês e espanhol pesquisadas em bases de dados na íntegra, que retratassem a temática referente aos métodos de tratamento da icterícia neonatal nos últimos cinco anos. Os resultados obtidos apontam para uma superioridade técnica da fototerapia com luz de LED e da exsanguineotransfusão em casos complicados; complementação eficaz à fototerapia por parte dos probióticos, prebióticos, massagem, lavagem da medicina tradicional chinesa e método canguru; uma eficácia ainda a ser confirmada a respeito das drogas adjuvantes. Conclui-se, então, que há a disposição uma vasta gama de terapias para o tratamento de hiperbilirrubinemia com capacidade e eficácia para inviabilizar a progressão patológica da icterícia neonatal.


Keywords


Hiperbilirrubinemia, Icterícia neonatal, Fototerapia, Exsanguineotransfusão.

References


ALTUNHAN H., et al. Fully automated simultaneous umbilical arteriovenous exchange transfusion in term and late preterm infants with neonatal hyperbilirubinemia. The Journal of Maternal-Fetal & Neonatal Medicine, v.29, n.8, p. 1274-1278, 2016.

ARMANIAN, A.M. et al. Prebiotics for the Management of Hyperbilirubinemia in Preterm Neonates. The Journal of Maternal-Fetal & Neonatal Medicine, v. 29, p. 3009-3013, 2016.

BORDEN, A. R. et al. Variation in the Phototherapy Practices and Irradiance of Devices in a Major Metropolitan Area. Neonatology, v. 113, p. 269-274, 2018.

BRANDÃO D., et al. Led Versus Daylight Phototherapy At Low Irradiance In Newborns ≥ 35 Weeks Of Gestation: Randomized Controlled Trial. The Journal of Maternal-Fetal & Neonatal Medicine, v. 28, n.14, p. 1725-1730, 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Manual de Atenção à Saúde do Recém-Nascido. volume 2. Brasília, Centro de Documentação. 2011.

CARVALHO, M. Tratamento da icterícia neonatal. Jornal de Pediatria, v.77 , p.1 , 2001.

CHEN, Z., et al. Probiotics Supplementation Therapy for Pathological Neonatal Jaundice: A Systematic Review and Meta-Analysis. Frontiers in Pharmacology, v. 8, 2017.

CLOHERTY, J. P., et al. Manual de Neonatologia. 7. ed. Brasília. Editora Guanabara, 2015.

DURÁN, M.; GARCÍA, J. A.; SÁNCHEZ, A. Efectividad de la fototerapia en la hiperbilirrubinemia neonatal. Enfermaria universitária, v. 12, n. 1, 2015.

EBBESEN, F., et al. Bilirubin isomer distribution in jaundiced neonates during phototherapy with LED light centered at 497 nm (turquoise) vs. 459 nm (blue). Pedriatric research, v. 80, n. 4, 2016.

EGHBALIAN, F.; RAFIENEZHAD, H.; FARMAL, J. The lowering of bilirubin levels in patients with neonatal jaundice using massage therapy: A randomized, double-blind clinical trial. Infant Behavior and Development, v. 49, p. 31-36, 2017.

FILGUEIRAS, S., et al. Atenção à evolução da icterícia fisiológica para prevenção de kernicterus. Revista Interdisciplinar Ciências Médicas, v. 1, n. 2, p. 36-45, 2017.

FINOCCHIO, M. A. F.; TEMPESTA, J. S.; FERREIRA, J. G. Proposta de um protótipo de iluminação fototerápica para o tratamento de icterícia. Revista Técnico-Científica do CREA-PR, v. 6, p. 1-19, 2017.

GOUDARZVAND, L. et al. Comparison of conventional phototherapy and phototherapy along with Kangaroo mother care on cutaneous bilirubin of neonates with physiological jaundice. The Journal of Maternal-Fetal & Neonatal Medicine, 2017.

HAKAN N., et al. Exchange transfusion for neonatal hyperbilirubinemia: an 8-year single center experience at a tertiary neonatal intensive care unit in Turkey. The Journal of Maternal-Fetal & Neonatal Medicine, v.28, n.13, p. 1537-1541, 2015.

KHALIQ, A. Comparison of continuous with intermittent phototherapy in the treatment of neonatal jaundice. J Postgrad Med, v. 30, n. 2, p. 173-176, 2016.

LAMOLA, A. A.; RUSSO, M. Fluorescence Excitation Spectrum of Bilirubin in Blood: A Model for the Action Spectrum for Phototherapy of Neonatal Jaundice. Photochemistry and photobiology, v. 90, n. 2, p. 294-296, 2014.

MATHEW, J.; Kumar, A.; Khan A. Filtered sunlight for treatment of neonatal hyperbilirubinemia. Indian Pediatrics, v.52, n.12, p.1075-1079, 2015.

MREIHIL, K., et al. Early formation of bilirubin isomers during phototherapy for neonatal jaundice: effects of single vs. double fluorescent lamps vs. photodiodes. Pediatric research, v. 78, n. 1, 2015.

PAIVA, E. I., LIEBERENZ, L. V. A. O cuidado ao recém-nascido em uso de fototerapia e o conhecimento da equipe de enfermagem para manuseio do equipamento. Revista Brasileira de Ciências da Vida, v.5 , n.2 , 2017.

RAPOSO, F., et al. Síndrome de Crigler-Najjar tipo 2 - um caso atípico, v. 24, n. 2, p. 168172, 2014.

RODRIGUES, F. et al. Síndrome de Crigler Najjar tipo I. Cálcio como adjuvante terapêutico. Ata pediátrica, v. 31, n. 5, p. 385-587, 2000.

ROMANO, D. R. Icterícia neonatal no recém-nascido de termo. 2017, 23 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Integrada), Instituto de ciências biomédica de Abel Salazar Centro Hospitalar do Porto Universidade do Porto, Porto, 2017.

SACRAMENTO, L. C. A. et al. Icterícia neonatal: o enfrentamento frente ao diagnóstico e à fototerapia como tratamento. In: International nursing congress, Theme: Good practices of nursing representations in the construction of society, 2017, Sergipe, Anais, Sergipe, 2017, p. 1-4.

SOUZA, V. S. S., ALEXANDRE, P. CB. perfil da fototerapia farmacológica em crianças que fazem parte do programa Municipal de atenção integral às pessoas com doença Falciforme e outras Hemoglobinopatias do município de Campos dos Goytacazes - RJ. Revista científica da da FMC, v. 10, n. 1, 2015.

SHERBINY, H. S. et al. High-intensity light-emitting diode vs fluorescent tubes for intensive phototherapy in neonates. Paediatrics and International Child Health, v. 36, p. 127-133, 2016.

WANG, L., et al. The effect of traditional Chinese medicine washing combined with massage for neonatal jaundice: a meta-analysis. TMR Integr Nurs, v. 1, n. 2, p.36-44, 2017.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-182

Refbacks

  • There are currently no refbacks.