Prevenir é o melhor remédio: Experiência da Avaliação Clínica dos Pés em Idosos Diabéticos / Prevention is the best remedy: Experience of clinical evaluation of feet in diabetic elderly

Teodoro Marcelino da Silva, Rosely Leyliane dos Santos

Abstract


Objetivou-se relatar experiência da avaliação clínica dos pés em idosos diabéticos. Trata-se de relato de experiência acerca da avaliação clínica dos pés em idosos diabéticos. Participaram da avaliação 22 idosos com diabetes mellitus do tipo 1 e 2. A avaliação clínica aconteceu em abril de 2019, em espaço comunitário de um município do centro sul, estado do Ceará, com duração de três horas. Evidenciou-se que, mediante a avaliação clínica dos pés, foi possível identificar lesões iniciais nos pés de alguns idosos e, encaminhá-los ao serviço de referência do município. Com isso, avaliação clínica dos pés foi importante pois proporcionou, aos facilitadores, potencialização dos conhecimentos, sensibilização da importância do exame e visibilidade pela assistência gerontológica ao focalizar o cuidado nas necessidades reais dos idosos. Dessa forma, as experiências adquiridas durante avaliação clínica dos pés foram exitosas e gratificantes pois contribuíram com o aprimoramento de habilidade e competências. A avaliação clínica dos pés aliada à prática educativa além de propiciar vínculo entre profissionais e idosos, potencializam a autonomia do indivíduo e, contribuem para a promoção da saúde e prevenção da doença. Aponta-se a necessidade dos profissionais de saúde, especialmente enfermeiros e médicos, incorporarem em sua prática clínico-assistencial, protocolos com exame periódico dos pés e componente educativo com vista à integralidade da atenção em saúde.


Keywords


Diabetes Mellitus, Pé Diabético, Educação em Saúde.

References


BOULTON, A. J. M. et al. The global burden of diabetic foot disease. Review, v.366, n.12, p.1719-172, 2005.

COÊLHO, M. C. V. S. et al. Formação em educação em diabetes: significados atribuídos

por enfermeiros da atenção primária. Rev Bras Enferm [Internet], v.71(suppl 4), p.1707-1714, 2018.

CORTEZ, D. N. et al. Complicações e o tempo de diagnóstico do diabetes mellitus na atenção primária. Acta Paul Enferm, v.28, n.3, p.250-255, 2015.

DIAS, E. S. M. et al. Roda de conversa como estratégia de educação em saúde para

a enfermagem. J. res.: fundam. care. Online, v.10, n.2, p.379-384, abr./jun, 2018.

DUARTE, E. N. C. et al. Idosos diabéticos Autopercepção do estado geral de saúde. Investigação Qualitativa em Saúde, v.1, p.288-290, 2015.

FERREIRA, P. B.; SURIANO, M. L. F.; DOMENICO, E. B. L. Contribuição da extensão universitária na formação de graduandos em enfermagem. Rev. Ciênc. Ext. v.14, n.3, p.31-49, 2018.

FORMIGA, N. P. F. et al. Estratificação de risco para pé diabético numa população de idosos acompanhados na atenção primária. Rev baiana enferm, v.34(e34097), p.1-10, 2020.

GOMES, L. C.; JÚNIOR, A. J. S. Fatores favoráveis ao pé diabético em usuários de uma unidade de atenção primária à saúde. Rev. Aten. Saúde, São Caetano do Sul, v. 16, n. 57, p. 5 -12, jul./set, 2018.

LIMA, I. G. et al. Educar para prevenir: a importância da informação no cuidado do pé diabético. Revista Conexao UEPG, Ponta Grossa, v.13, n.1, p.186-195, jan./abril, 2017.

MARASCHIN, J. F. et al. Classificação do Diabete Melito. Arq Bras Cardiol, v.95, n.2, p. 40-47, 2010.

MENDES, T. A. B. et al. Diabetes mellitus: fatores associados à prevalência em idosos, medidas e práticas de controle e uso dos serviços de saúde em São Paulo, Brasil. Cad. Saúde Pública, Rio de Janeiro, v.27, n.6, p. 1233-1243, jun, 2011.

NETO, M. O. Avaliação do autocuidado para prevenção do pé diabético e exame clínico dos pés em um centro de referência em diabetes mellitus. J. Health Biol Sci, v.5, n.3, p. 265-271, 2017.

OLIVEIRA, F. L. B.; JÚNIOR, J. J. A. Extensão universitária: contribuições na formação de discentes de Enfermagem. Rev. Bras. Pesq. Saúde, Vitória, v.17, n.1, p19-24, jan./mar, 2015.

PERDOMO, C. R.; ROMERO, A. P.; VÉLEZ, M. R. Conocimientos y prácticas para la prevención del pie diabético. Rev Gaúcha Enferm, v.40(e20180161), p.1-8, 2019.

PIZA, L. F. et al. Avaliação dos pés de idosos com diabetes mellitus: estudo descritivo. Enfermagem Brasil, v.17, n.3, p.245-252, 2018.

SANTOS, I. C. R. V. et al. Fatores associados a amputações por pé diabético. J Vasc Bras, v.14, n.1, p.37-45, jan./mar, 2015.

SILVA, L. W. S. Promoção da saúde de pessoas com diabetes mellitus no cuidado educativo preventivo do pé-diabético. Ciencia y Enfermería, v.2, p.103-116, 2016.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE DIABETES. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes (2017-2018) / Adolfo Milech...[et. al.]; organização José Egidio Paulo de Oliveira, Sérgio Vencio - São Paulo: A.C. Farmacêutica, 2019.

SOUSA, L. S. N. et al. Conhecimento do enfermeiro sobre a prevenção do pé diabético: revisão integrativa da literatura. Rev Bras Promoç Saúde, Fortaleza, v.30, n.3, p. 1-10, jul./set, 2017.

TEIXEIRA, R. C.; REIS, V. C.; MUNIZ, J. W. C. Educação em saúde para idosos com pé diabético hospitalizado em um hospita universitário de Belém: relato de experiência. Interdisciplinary Journal of Health Education, v.1, n.2, p.132-137, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-170

Refbacks

  • There are currently no refbacks.