Missões de teledermatologia em Palmares Do Sul / Teledermatology missions in Palmares Do Sul

Karine Inês Scheidt, Ana Luíza Fonseca Siqueira, Flávio Vinícius Costa Ferreira, Luísa Nakashima Pereira, Vitória D’Ávila, Antônio Furlanetto Corte, Michele dos Santos Gomes da Rosa, Thais Russomano

Abstract


Introdução: A Telemedicina abrange o uso de telecomunicações e informática na área da saúde; dessa forma, permite assistência médica remota a pacientes, leva agilidade à consulta com especialistas, reduz gastos no cuidado terapêutico e traz benefício e conforto à população. A Teledermatologia, ramo da telemedicina, insere-se, nesse contexto, como adjuvante no cuidado à população, por facilitar o contato com médicos especialistas e por possibilitar o diagnóstico e tratamento precoce de afecções de pele. O presente trabalho tem como objetivo apresentar a experiência de atendimentos de teledermatologia, realizados por meio de Missões promovidas pela Liga Acadêmica de Telessaúde da PUCRS (LITESA), no Hospital São José, localizado na cidade de Palmares do Sul, Rio Grande do Sul.

Metodologia: Os teleatendimentos de dermatologia ocorreram no Hospital São José de Palmares do Sul, onde as consultas foram realizadas por estudantes de medicina da PUCRS, integrantes da LITESA - após treinamento prévio realizado pela liga - que identificaram, examinaram, descreveram e fotografaram as lesões de pele, às quais foram armazenadas na eHealth Platform - Online. Os dados clínicos e fotografias das alterações cutâneas ficaram  disponíveis para posterior avaliação diagnóstica e parecer de orientação terapêutica por dermatologistas do Hospital São Lucas (HSL) da PUCRS.

Resultados: Foram avaliados 33 pacientes (24% homens, 76% mulheres; média 37 anos de idade). As queixas dermatológicas mais frequentes foram de prurido, secreção, descamação e dor. Já as características das lesões de pele fotografadas foram, em sua maioria, do tipo mácula, seguido por lesões papulosas, pustulosas e eritemato-descamativas.

Conclusão: As teleconsultas dermatológicas se tornaram uma possibilidade para auxiliar locais com falta de profissionais especializados e podem ser uma ferramenta legítima para reduzir o tempo de espera dos pacientes por atendimento dermatológico. Assim, a teledermatologia tem o potencial de levar o acesso, para uma determinada população, a atendimentos especializados, reduzir custos de saúde pública e melhorar a qualidade dos atendimentos clínicos gerais.


Keywords


Telemedicina, Dermatologia, Teledermatologia, Assistência à Saúde, Área Carente de Assistência Médica.

References


Lee, JJ., English, J.C. Teledermatology: A Review and Update. Am J Clin Dermatol 19, 253–260 (2018). doi:10.1007/s40257-017-0317-6

Schmitt JV, Miot HA. Distribuição dos dermatologistas no Brasil segundo a região geográfica, população e IDH dos municípios: um estudo ecológico. An Bras Dermatol. 2014;89(6):1017-9.

Katz Natan, Roman Rudi, Rados Dimitris Varvaki, Oliveira Elise Botteselle de, Schmitz Carlos André Aita, Gonçalves Marcelo Rodrigues et al . Acesso e regulação ao cuidado especializado no Rio Grande do Sul: a estratégia RegulaSUS do TelessaúdeRS-UFRGS. Ciênc. saúde coletiva [Internet]. 2020 Apr; 25(4): 1389-1400. doi:10.1590/1413-81232020254.28942019.

IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1o de julho de 2019. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/cidades-e-estados/rs/palmares-do-sul.html.

Mota, FRL, Wanderley AF, Lima Filho AR, Rocha JVS, Costa VD. Produção científica sobre teledermatologia nas bases de dados Lilacs, Medline, Scielo e Dynamed. Ci. Inf. Rev ; 2(3)set.-dez. 2015.

Ferreira IG, Godoi DF, Perugini ER, Lancini AB, Zonta R. Teledermatologia: uma interface entre a atenção primária e atenção especializada em Florianópolis. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade. 14, 41 (maio 2019), 2003. doi:10.5712/rbmfc14(41)2003.

Samira, Yarak & Ruiz, Evandro & Pisa, Ivan. A Teledermatologia na Prática Médica. Revista Brasileira de Educação Médica. 2017 vol 41. 346-355. doi:10.1590/1981-52712015v41n2rb20160042.

Grünig E, Schmidt-Weitmann S, Brockes-Bracht C, Hofbauer GFL. The Accuracy of Diagnosis of an Online Consultation Service Compared With Physical Consultation With a Dermatologist. JAMA Dermatol. 2015;151(12):1375–1376. doi:10.1001/jamadermatol.2015.2537

Snoswell C, Finnane A, Janda M, Soyer HP, Whitty JA. Cost-effectiveness of Store-and-Forward Teledermatology: A Systematic Review. JAMA Dermatol. 2016;152(6):702–708. doi:10.1001/jamadermatol.2016.0525

Finnane A, Dallest K, Janda M, Soyer HP. Teledermatology for the Diagnosis and Management of Skin Cancer: A Systematic Review . JAMA Dermatol. 2017;153(3):319–327. doi:10.1001/jamadermatol.2016.4361




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-130

Refbacks

  • There are currently no refbacks.