Efeito da gameterapia sobre a capacidade cognitiva de indivíduos portadores de doença de parkinson / Effect of gametherapy on cognitive ability of individuals with parkinson's disease

Maíra Lopes da Costa Nogueira, Ana Carolina Daher Ribas Galvão, Filipe Emanuel Oliveira de Almeida, Thaís de Sousa Andrade Calado, Marcela Monteiro Pimentel, Mayara da Costa Ferreira Avelino, João Paulo Nogueira de Queiroga, Carlúcia Ithamar Fernandes Franco

Abstract


Dentre  as  Doenças  Neurodegenatrivas,  destaca-se  a  Doença  de  Parkinson  (DP),  doença progressiva  que  afeta  mais  de  1%  da  população  mundial  acima  dos  60  anos.  Objetivo:  analisar  o efeito  da  Gameterapia  sobre  a  capacidade  cognitiva  de  indivíduos  portadores  da  Doença  de Parkinson.   Metodologia:   estudo  do  tipo  longitudinal,   experimental,   duplo-cego,   randomizado, descritivo  e  analítico,  com  abordagem  quantitativa.  A  amostra  foi  composta  por  6   indivíduos assistidos   pelo   Sistema   Único   de   Saúde   (SUS).  Instrumentos  de  avaliação:  Ficha  de Avaliação Sociodemográfica/Clínica; Escala  de  Estágios  de  Incapacidade  de  Hoehn  e  Yahr  –  EIHY;  Scales for  Outcomes  of  Parkinson’s  Disease  -  Cognition  –  SCOPA-Cog. Este trabalho  foi submetido  ao Comitê de Ética em Pesquisa da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e aprovado com o número de CAAE: 76725017.2.0000.5188. Resultados e Discussão: a amostra apresentou média de idade de 64,33±8,98  anos,  com  predomínio  do  gênero  masculino  representando  66,6%  (n=4)  da  amostra. Através  da  Escala  de  Estágios  de  Incapacidade  de  Hoehn  e  Yahr  –  EIHY,  observou-se  que  na avaliação  inicial  66,6%  (n=4)  dos  indivíduos  apresentaram-se  no  estágio  2,  e  33,3%  (n=2)  dos indivíduos  no  estágio  2,5. Através  da  escala  SCOPA,  entre  o  período  de  pré  e  pós-intervenção  os indivíduos   não  apresentaram  diferença  estatisticamente  significante,  com  exceção   do  domínio atenção, o item “contar”, no qual foi apresentado nível de significância p<0,05 com uma média de 0,80± 0,83 no pré e uma média de 1,6±0,54 na pós-intervenção, indicando um melhor desempenho cognitivo  dos  indivíduos  nesse  domínio  após  intervenção.  Conclusão:  a  partir  dos  resultados obtidos, é possível inferir que a gameterapia tem efeito sobre o domínio cognitivo da atenção

em indivíduos com DP.

 

 


Keywords


Cognição, Doença de Parkinson, Terapia de Exposição a Realidade Virtual.

References


ALMEIDA, Isabela Andrelino et. al. Fisioterapia baseada no treinamento de dupla tarefa no equilíbrio de indivíduos com Doença de Parkinson. Revista Saúde Santa Maria, Vol. 41, n. 2, Jul./Dez, p.71-80, 2015.

ABBRUZZESE, Giovanni et. al. Rehabilitation for Parkinson’s disease: current outlook and future challenges. Parkinsonism Related Disorders, v. 22, sup., p. S60-S64,.

BUENO, Maria. Eduarda. Brandão et. al. Efetividade da Fisioterapia com treinamento de dupla tarefa no sistema motor e cognitivo em indivíduos com Doença de Parkinson. Saúde e pesquisa, 2014.

DEANE, Khaterine S. et, al. Systematic review of paramedical therapies for Parkinson’s disease. Movement Disorders, v. 17, p. 984-991, 2002.

GONÇALVES, Giovana. Barros; LEITE, Marco. Antônio. Araújo.; PEREIRA, João Santos. Influência das distintas modalidades de reabilitação sobre as disfunções motoras decorrentes da Doença de Parkinson. Revista Brasileira de Neurologia, v. 47, n. 2, p. 22-30, 2011.

HOEHN, Margaret M; YAHR, Melvin .D. Parkinsonism: onset, progression and mortality.Neurology;17:427– 442, 1967.

HUNG, Chia Wei et. al. Ageing and neurodegenerative diseases. Ageing Research Reviews, v. 9, sup., p. s36-s46, 2010.

IBGE. (2012). Síntese de Indicadores Sociais. Rio de Janeiro

JANKOVIC, J.. Parkinson’s disease: clinical features and diagnosis. Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry, v. 79, n. 4, p. 368-376, 2008.

KANDIAH, Nagaendran et. al. Montreal Cognitive Assessment for the screening and prediction of cognitive decline in early Parkinson’s disease. Parkinsonism Related Disorders, v. 20, n. 11, p. 1145-8, 2014.

KULISEVSKY, Jaime, PAGONABARRA, Javier. Cognitive impairment in Parkinson's disease: tools for diagnosis and assessment. Movement Disorders, v. 24, n. 8, p. 1103-10,

PINTO, Juliana Martins; NERI, Anita Liberalesso. Doenças crônicas, capacidade funcional, envolvimento social e satisfação em idosos comunitários: estudo fibra. Ciência & Saúde Coletiva, São Paulo, v. 18, n. 12, p. 3449-344, 2013.

REEVE, Amy.; SIMCOX, Eve.; TURNBULL, Doug. Ageing and Parkinson’s disease: why is advancing age the biggest risk factor? Ageing Research Reviews, v. 14, p. 19-30, 2014

RODRIGUES DE PAULA GOULART, F. et al. O impacto de um programa de atividade física na qualidade de vida de pacientes com doença de Parkinson. Revista Brasileira de Fisioterapia, v. 9, n. 1, p. 49- 55, 2005.

SALAWU, Fk; A DANBURAM,; OLOKOBA, Ab. Non-Motor Symptoms of Parkinson's Disease: Diagnosis and Management. Nigerian Journal Of Medicine, [s.l.], v. 19, n. 2, p.1-10, 13 jul. 2010.

TEIXEIRA NB, ALOUCHE Sandra Regina. O DESEMPENHO DA DUPLA TAREFA NA DOENÇA DE PARKINSON. Rev. bras. fisioter. São Carlos, v. 11, n. 2, p. 127-132, mar./abr. 2007.

VIEIRA, Gisele de Paula et al. Realidade virtual na reabilitação física de pacientes com doença de Parkinson. Journal of Human Growth and Development. v. 24, n. 1, p. 31-41, 2014.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-128

Refbacks

  • There are currently no refbacks.