Estratégias de educação em saúde e adesão ao tratamento nutricional anti-hipertensivo: relato de experiência baseado no arco de maguerez / Strategies of health education and adhesion to anti-hypertensive nutritional treatment: experience report based on the maguerez arc

Walber da Silva Nogueira, Gabriela Éleres Casseb, Thaís Lopes Pastana, Gabriela Rocha Reis, Sarah Valéria Amarijo Corrêa, Marussa Gabriela Vulcão Machado, Milena da Silva Monteiro, Breno Pereira Martins

Abstract


INTRODUÇÃO: Hipertensão Arterial é a elevação constante dos níveis pressóricos acima de 140/90mmHg.Seu desenvolvimento é consequência de diversos agentes etiológicos, principalmente a dieta com alto teor de sódio (MALACHIAS,2016). Optou-se por abordar a temática da importância da terapia nutricional para eficácia do tratamento anti-hipertensivo, prevenindo quadros de insuficiência cardíaca e acidente vascular cerebral (CAVALCANTE; MAGALHÃES, 2016) . Desse modo, o artigo objetiva relatar o desenvolvimento de ações educacionais em saúde e de ferramentas auxiliadoras para a sensibilização de pacientes hipertensos atendidos na Atenção Primária. METODOLOGIA: A ação transcorreu seguindo os estágios do Arco de Maguerez, ou seja, a observação da realidade, o levantamento dos pontos-chave, teorização e planejamento da proposta de intervenção, que culminou na distribuição de lanches com baixo teor de sódio, folders e roda de conversa. RESULTADOS: Notou-se a ingestão excessiva de sódio e dúvidas relacionadas ao tratamento nutricional em geral. Optou pela realização de educação em saúde, sente este o retorno dado a comunidade. DISCUSSÕES: Em pesquisas complementares, constatou-se os fatores relacionados a não adesão a terapêutica anti-hipertensiva e métodos de sensibilização da população. A roda de conversa e a distribuição dos lanches mostraram-se eficientes quanto ao seu objetivo. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A educação em saúde obteve retorno positivo dos pacientes. Por envolver indivíduos hipertensos ou não, o trabalho contribuiu para a promoção de saúde e sensibilização. Assim, destaca-se a necessidade de atividades futuras para que soluções sejam efetivadas, visto que o empoderamento informacional da população modifica a sua realidade.

 

 


Keywords


Hipertensão Arterial; Educação em Saúde; Nutrição.

References


BERBEL, N. A. N. As metodologias ativas e a promoção da autonomia de estudantes. Semina: Ciências Sociais e Humanas, Londrina, v. 32, n. 1, p. 25-40, 20 nov. 2011. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/10326. Acesso em: 18 mar. 2020.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. (org.). Hipertensão é diagnosticada em 24,7% da população, segundo a pesquisa Vigitel. 2019. Disponível em: https://www.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/45446-no-brasil-388-pessoas-morrem-por-dia-por-hipertensao. Acesso em: 18 mar. 2020.

CESARINO, E. J.et al. Fatores influentes na adesão ao tratamento anti-hipertensivo em pacientes hipertensos. Arq. Ciênc. Saúde, São José do Rio Preto, p. 110-115, mar. 2017. Disponível em: http://www.cienciasdasaude.famerp.br/index.php/racs/article/view/497. Acesso em: 20 mar. 2020.

CLARK, M.A. et al. Farmacologia ilustrada. 5. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2013.

GONSALEZ, S. R. et al.: Atividade inadequada do sistema renina-angiotensina-aldosterona local durante período de alta ingestão de sal: impacto sobre o eixo cardiorrenal. Jornal Brasileiro de Nefrologia, [s.l.], v. 40, n. 2, p.170-178, 18 jun. 2018. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0101-28002018000200170&lng=en&nrm=iso&tlng=pt . Acesso em: 25 mar. 2020.

MAGALHÃES, Q. V. B.; CAVALCANTE, J. L. P. Dificuldades na adesão ao tratamento nutricional por idosos hipertensos. Revista Kairós Gerontologia, São Paulo, v. 3, n. 19, p.309-320, set. 2016. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/318659298_Dificuldades_na_adesao_ao_tratamento_nutricional_por_idosos_hipertensos . Acesso em: 22 mar. 2020.

MALACHIAS, MVB. Associação Brasileira de Cardiologia. Diretriz Brasileira de Hipertensão Arterial: SBC - Tecnologia da Informação e Comunicação. 7. ed. Rio de Janeiro: Sbc - Tecnologia da Informação e Comunicação, 2016. 103 p. Disponível em: http://publicacoes.cardiol.br/2014/diretrizes/2016/05_HIPERTENSAO_ARTERIAL.pdf. Acesso em: 18 mar. 2020

MACHADO, J. C. et al. Análise de três estratégias de educação em saúde para portadores de hipertensão arterial. Ciência & Saúde Coletiva, [S.L.], v. 21, n. 2, p. 611-620, fev. 2016. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/1413-81232015212.20112014. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232016000200611&script=sci_abstract&tlng=pt. Acesso em: 20 mar. 2020.

Ministério da Saúde (Org.). Glossário temático: Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. 2. ed. Brasília-DF: Ministério da Saúde, 2012. 45 p. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/glossario_gestao_trabalho_2ed.pdf . Acesso em: 10 mar. 2020.

OLIVEIRA, T. L. et al. Eficácia da educação em saúde no tratamento não medicamentoso da hipertensão arterial. Acta Paul Enferm, São Paulo, v. 2, n. 26, p.179-184, 1 abr. 2013. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v26n2/v26n2a12.pdf. Acesso em: 20 mar. 2020.

PADILHA, B. M. SÓDIO E SUA ASSOCIAÇÃO COM ALTERAÇÕES NA PRESSÃO ARTERIAL, NO ESTADO NUTRICIONAL E NO PERFIL LIPÍDICO DE MULHERES HIPERTENSAS. 2018. 132 f. Tese (Doutorado) - Curso de Nutrição, Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2018. Disponível em: https://repositorio.ufpe.br/handle/123456789/30671. Acesso em: 20 mar. 2020.

RUST, P.; EKMEKCIOGLU, C. Impact of salt intake on the pathogenesis and treatment of hypertension. Advamces in experimental medicine and biology, v.956, p. 61-84, 2017. Disponível em: https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/27757935/. Acesso em: 20 mar. 2020.

SARNO, F. et al. Estimativa de consumo de sódio pela população brasileira, 2008-2009. Revista de Saúde Pública, [s.l.], v. 47, n. 3, p.571-578, jun. 2013. FapUNIFESP (SciELO). DOI:10.1590/s0034-8910.2013047004418. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0034-89102013000300571&script=sci_abstract&tlng=pt . Acesso em: 20 mar. 2020.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-103

Refbacks

  • There are currently no refbacks.