Migrânea hemiplégica: diagnóstico diferencial pouco conhecido em emergência / Hemiplegic migraine: differential diagnosis not known in emergency

Guiomar Nascimento de Oliveira, Thomaz Almeida Vargas, Débora Cavalcante Alves Onibene, Hadassa Anjos de Almeida Lemes, Wesley Blanco Mota

Abstract


A migrânea hemiplégica é uma forma rara de migrânea com aura que inclui fraqueza motora plenamente reversível. Objetivo: descrever um caso de paciente portador de migrânea hemiplégica ressaltando sua importância como diagnóstico diferencial no departamento de emergência. Relato de caso: Paciente feminina, 55 anos, admitida no pronto socorro com cefaléia holocraniana associada à afasia, sem déficit motor. Histórico de episódios recorrentes de cefaléia na infância e adolescência. Sinais vitais estáveis, exame clínico foi normal. Solicitada TC de crânio, sem alterações. Internada para investigação com retorno espontâneo da fala e melhora da cefaléia no quinto dia. Retornou uma semana após com quadro semelhante agora associado à hemiplegia à esquerda, sem alterações na nova TC de crânio e demais exames complementares, com melhora espontânea ao terceiro dia. Repetiu mesmo quadro 2 meses do último episódio quando foi aventada hipótese diagnóstica de migrânea hemiplégica. Recebeu alta com topiramato e amitriptilina e encaminhada ao ambulatório de neurologia. Discussão: a cefaleia é um dos sintomas mais frequentes nos atendimentos de pronto socorro, representando 1-4 % em unidades de emergência. Ter em mente diagnósticos diferenciais pode ser um fator crucial para o prognóstico do paciente.

Keywords


Migrânea hemiplégica, aura, cefaleia, emergência.

References


SILVA JÚNIOR, A. A. et al. Migrânea com aura hemiplégica. Migrâneas cefaleias, Belo Horizonte, v. 11, n. 4, p. 265-2267, 2008.

RUSSELL, M. B; DUCROS, A. Sporadic and familial hemiplegic migraine: pathophysiological mechanisms, clinical characteristics, diagnosis, and management. Lancet Neurol, Oslo, v.10, n. 1, p. 457-470, 2011.

KOWACS, F; MACEDO, D.D.P; SILVA-NETO; R.P. Classificação Internacional das Cefaleias 3ª edição. São Paulo: Editora Omnifarma, 2019. Disponível em < https://ichd-3.org/wp-content/uploads/2019/11/ICHD-3-Brazilian-Portuguese-translation-11112019.pdf>. Acesso em 9 fev. 2020.

SILVA, W.F. et al. Migrânea hemiplégica: relato de 6 casos. Migrâneas cefaleias, Recife, v. 7, n. 1, p. 30-33, 2004.

DOMINGUES, J. R. S; ROMERO, D. F. B; ESPOSITO, S. B. Migrânea Hemiplégica Esporádica. Rev Fac de Cienc Med Sorocaba, São Paulo, v.7, n. 1, p. 23-26, 2005.

BRUYN, G. W; WERNIK, H.R. Migraine accompagnee: a critical evaluation. Cephalalgia, Utrecht, v. 6, n.1, p. 1-22, 1966.

YANG, X.Y; DU, H.P; XU, Y. A case of late-onset sporadic hemiplegic migraine. J Int Med Res, Suzhou, n.0, v.0, p. 1-3, 2019.

SILVA, M. J. et al. Etiologia das cefaleias nos serviços de urgência: breve revisão. Ver Med Minas Gerais, Nova Lima, v. 20, n. 2, p. 30-33, 2010.

RAMIREZ-LASSEPAS, M. et al. Predictors of intracranial pathologic findings in patients who seek emergency care because of headache, Arch Neurol, Minnesota, v. 54, n.20, p. 1506-11, 1997.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-064

Refbacks

  • There are currently no refbacks.