Transplante de órgãos na persepctiva da comissão intra-hospitalar de doação de órgãos e tecidos / Organ transplantation in the perspective of the intra-hospital committee for organ and tissue donation

Renato Vargas Fernandes, Luz Anildo Anacleto da Silva, Giovana Dorneles Callegaro Higashi, Rafael Marcelo Soder, Gerli Elenise Gehrke Herr, Janiela Carla Klassmann

Abstract


O estudo teve como objetivo desvelar os fatores interventores para a captação de órgãos na perspectiva da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos. Metodologicamente, o estudo desenvolvido foi caracterizado como uma pesquisa de abordagem qualitativa, descritiva, exploratória, por meio de análise temática. Os sujeitos do estudo foram membros da equipe de captação de órgãos, compostos por médicos enfermeiros, assistentes sociais e psicólogos. Os dados foram coletados em um hospital de média e alta complexidade de configuração macrorregional. Os dados resultaram na construção de duas categorias: as inter-relações e a abordagem com os familiares, e potencialidades e as fragilidades na obtenção de órgãos. Mostra o estudo a importância de estabelecer-se estratégias de comunicação interpessoal, assim como a interação a equipe de captação no cuidado para com os familiares de potenciais doadores.

Keywords


Morte Encefálica, Transplante de Órgãos, Unidade de Terapia Intensiva.

References


BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: 1° edição. Edições 70. 2011.

BRASIL. Ministério da Saúde (BR). Gabinete do Ministro. Portaria nº 1.752, de 23 de setembro de 2005. Determina a constituição de Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante em todos os hospitais públicos, privados e filantrópicos com mais de 80 leitos. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2005/prt1752_23_09_2005.html. Acesso em: 09 de novembro de 2019.

BRASIL. Ministério da Saúde. Lei nº 9.434, de 4 de fevereiro de 1997. Brasília (DF). 1997.

CINQUE, Valdir Moreira; BIANCHI, Estela Regina Ferraz. Estressores vivenciados pelos familiares no processo de doação de órgãos e tecidos para transplante. Rev Esc Enferm USP; 44(4):996-1002, 2010.

Conselho Federal de Medicina – CFM. Resolução CFM n° 2.173/2017. Seção I, p. 274-6, 2017.

COSTA, Carlane Rodrigues; DA COSTA, Luana Pereira, AGUIAR, Nicolly. A enfermagem e o paciente em morte encefálica na UTI. Rev. bioét. (Impr.); 24 (2): 368-73, 2016.

DA COSTA, Israel Ferreira; MOURÃO NETO, José jeová; BRITO, Maria da Conceição, et al. Fragilidades na atenção ao potencial doador de órgãos: percepção de enfermeiros. Rev. bioét. (Impr.); 25 (1): 130-7, 2017.

DA SILVA, Brenda Licia Martins; LIMA, Iralice Leite; LIRA, Vanessa Leal Lira, et al. Atribuições da equipe multiprofissional diante do processo de doação de órgãos e tecidos. REAS/EJCH, Vol. Sup. 24, e454, 2019.

DA SILVA, Hetiani Barreta; DA SILVA, Kauana .Flores:, DIAZ, Claudia Maria Gabert. A enfermagem intensivista frente à doação de órgãos: uma revisão integrativa. Rev Fund Care Online; jul/set; 9(3):882-887, 2017.

DA SILVA, Thyéli Rodrigues Brelaz; NOGUEIRA, Maicon Araújo: SÁ, Antônia Margareth Moita. Conhecimento da equipe de enfermagem acerca dos cuidados com o potencial doador em morte encefálica. Rev Enferm UFPI; Oct-Dec;5(4):24-30, 2016.

DAS NEVES, Alessandra Rodrigues; DUARTE, Eliane; DE MATTIA, Ana Lúcia. Notificação de morte encefálica em doação de órgãos. Rev. Min. Enferm.12(2): 213-218, abr./jun., 2008.

DE ARAÚJO, Mara Nogueira; MASSAROLLO, Maria Cristina Komatsu Braga. Conflitos éticos vivenciados por enfermeiros no processo de doação de órgãos. Acta Paul Enferm; 27(3):215-20, 2014.

DELL AGNOLO, Cátia Milne; BELENTANI, Leda Maria; ZURITA, Robsmeire Calvo Melo et al. A experiência da família frente à abordagem para doação de órgãos na morte encefálica. Rev Gaúcha Enferm., Porto Alegre (RS); set;30(3):375-82, 2009.

FERRAZZO, Silvia; VARGAS, Mara Ambrosina de Oliveira, MANCIA, Joel Rolim et al. Crença religiosa e doação de órgãos e tecidos: revisão integrativa da literatura. R. Enferm. UFSM; Set/Dez;1(3):449-460, 2011.

FREIRE, Izaura Luzia Silvério, VASCONCELOS, Quinídia Lúcia Duarte de Almeida Quithé, de; TORRES, Gilson de Vasconcelos et al. Estrutura, processo e resultado da doação de órgãos e tecidos para transplante. Rev Bras Enferm;68(5):555-63, 2015.

FREIRE, Izaura Luiza Silvério; MENDONÇA, Ana Elza Olieveira; PONTES, Vamilson Oliveira da. et al. Morte encefálica e cuidados na manutenção do potencial doador de órgãos e tecidos para transplante. Rev. Eletr. Enf. [Internet]; oct/dec;14 (4):903-12, 2012.

FREIRE, Sarah Gabriel; FREIRE, Izaura Luzia Silvério; PINTO, Juliana Teixeira Jales Menescal et al. Alterações fisiológicas da morte encefálica em potenciais doadores de órgãos e tecidos para transplantes. Esc Anna Nery (impr.); out - dez; 16 (4):761-766, 2012.

GIL, Antônio Carlos. Como Elaborar Projetos de Pesquisa/ Antônio Carlos Gil. – 4. ed. – 12. - São Paulo: Atlas, 2009.

Minayo, Maria Cecília Souza. O desafio do conhecimento. Pesquisa qualitativa em saúde. 2. Ap. São Paulo: HUCITEC-ABRAMO, 2007.

MORAIS, Taise Ribeiro; MORAIS, Maricelma Ribeiro. R. Doação de órgãos: é preciso educar para avançar. Saúde em Debate. Rio de Janeiro, v. 36, n. 95, p. 633-639, out./dez. 2012.

TAVARES, Melissa Gaspar; TEDESCO-SILVA JUNIOR, Hélio; PESTANA, José Osmar Medina. Readmissão Hospitalar Precoce no transplante renal: artigo de revisão. Braz. J. Nephrol., São Paulo , v. 42, n. 2, p. 231-237, June 2020.

SIQUEIRA, Marina Martins; ARAÚJO, Cláudia Affonso; ROZA, Bartira de Aguiar et al. Indicadores de eficiência no processo de doação e transplante de órgãos: revisão sistemática da literatura. Rev Panam Salud Publica;40(2):90–97, 2016.

SOUZA, Silvio Silva; BORENSTEIEN, Miriam Süsskind; SILVA, Denise Maria Guerriero Vieira da et al. Estratégias de enfrentamento da enfermagem no cuidado ao potencial doador de órgãos. Rev Rene; 14(1):92-100, 2013.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-059

Refbacks

  • There are currently no refbacks.