Enfisema Orbitário Pós Trauma: Relato de Caso / Pos- Trauma Orbital Emphysema: Case Report

Gheise Kelly de Araújo, Débora Yoshimatsu Izelli, Nycolle Arantes Torres Carvalho, Cibele Nakahara Tangoda, Eduarda de Oliveira Maia, Cristiane Borborema Teles, Thiago Ribeiro do Nascimento, Julia Teles Triglia Pinto

Abstract


O enfisema orbitário é uma situação clínica incomum, onde há presença de ar na órbita. A causa mais comum envolve o traumatismo contuso da órbita com fratura da parede óssea medial (1,2). O diagnóstico pode ser obtido através de anamnese, exame físico e exames de imagem (tomografia de órbitas). Costuma ser um quadro benigno, auto-limitado, com resolução espontânea. Alguns casos podem evoluir de modo desfavorável, constituindo uma síndrome compartimental orbitária, sendo necessária intervenção imediata para preservação da acuidade visual (1,2). Neste trabalho, relata-se um caso de enfisema orbitário iniciado após episódio de violência doméstica, o qual ocasionou fratura orbitária identificada na tomografia de órbitas.

Keywords


Enfisema/Etiologia, Doenças Orbitárias, Acuidade visual, Hipertensão Ocular.

References


Furlani BA, Diniz B, Bitelli LG, Marins EN. Enfisema orbitário compressivo após asseio nasal: relato de caso. In: Arq Bras Oftalmol. 2009;72(2):251-3.

Campos J, Faria C. Uma Bofetada de Peso. In: Revista do Hospital de Crianças Maria Pia (Nascer e Crescer). Ano 2003, vol. XII, N º4.

Munoz SG, Rios RB, Rodrigues MO, Palma CO, Zuniga P. Enfisema Orbitário Espontaneo Tras la Maniobra de Valsalva. In: Rev. méd. Chile vol.143 no.2 Santiago feb. 2015

Sullivan JH. Órbita. In: Riordan-Eva P, Whitcher J. Oftalmologia Geral de Vaughan e Asbury. 17 ed. Artmed. Porto Alegre, 2011.

Spoor TC, Mchenry J. Fraturas Orbitárias. In: Atlas do Trauma Ocular. 1ºed. Manole, São Paulo, 1999.

Lobera FC, Jornet VB, Llobet JC, et Al. Enfisema Palpebral Espontaneo. Emergências 2005;17:148-149.

Mingorance AN, Dominguez SBR, Léon MC. Enfisema Orbitário Pediátrico secundário a disparo com pistola de aire comprimido: a propósito de un caso. Arch Soc Esp Oftalmol. 2013.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-044

Refbacks

  • There are currently no refbacks.