Aplicativos de saúde para dispositivos móveis: Uma revisão integrativa / Health applications for mobile devices: An integrative review

Rafael Henrique Silva, Marcia Aparecida Nuevo Gatti, Sara Nader Marta, Rafael Gustavo Corbacho Marafon, Gabriel Grandis Gatti Neto, Eliane Bergo de Oliveira de Andrade, Salazar Carmona de Andrade, Vânia de Carvalho das Neves Lopes

Abstract


Aplicativo ou simplesmente APP é um software desenvolvido para ser instalado em um dispositivo móvel, como tablet ou smartphone. Os avanços tecnológicos podem trazer inúmeros benefícios para a saúde da população, favorecendo o trabalho do profissional ou mesmo, privilegiando o autocuidado e qualidade de vida. Desta forma, o objetivo desse trabalho é realizar uma revisão integrativa sobre o tema aplicativos de saúde para dispositivos móveis através das publicações disponíveis em bases de dados. Trata-se de uma revisão integrativa da literatura reunindo e sintetizando os resultados de pesquisas sobre dispositivos móveis e aplicativos voltados para a saúde. Foi realizada uma revisão junto às bases de dados das Ciências da Saúde, incluindo a Scientific Electronic Library Online, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciência da Saúde, a National Library of Medicine e Biblioteca Virtual em Saúde nos anos de 2014 à 2018, utilizando os descritores Saúde e Smartphone. Após os critérios estabelecidos, 21 artigos foram analisados. Espera-se com esse artigo incentivar esse tema e o desenvolvimento de novos aplicativos.


Keywords


Saúde, Smartfone, Segurança do Paciente.

References


TIBES, C. M. S. DIAS, J. D. MASCARENHAS, S. H. Z. Aplicativos móveis desenvolvidos para a área da saúde no Brasil: revisão integrativa da literatura. Rev Min Enferm. 2014 abr/jun; 18(2): 471-478.

ROCHA, P. K. et al. Care and technology: approaches through the Care Model. Rev Bras Enferm. 2008; 61(1):113-5.

CATALAN, V. M. et al. Sistema NAS: nursing activities score em tecnologia móvel. Rev Esc Enferm USP. 2011; 45(6):1419-26.

MENEZES, J. V. et al. InteliMed: uma experiência de desenvolvimento de sistema móvel de suporte ao diagnóstico médico. Rev Bras Comp Aplic. 2011; 3(1):30-42.

BARROS, V. F. A. Aplicativo Móvel para Automação e Monitoração do Sistema de Atenção Primária a Saúde. Cadernos de Informática. v. 6 n. 1 – 2011.

VEIGA, J. Aplicações móveis com interação médico-paciente para um estilo de vida saudável: uma revisão sistemática. Rev Eletron Comun Inf Inov Saúde. 2017 jan.-mar.; 11(1).

PRESSMAN, R. S. MAXIM, B. R. Engenharia de software uma abordagem profissional. 8. ed. São Paulo: AMGH; 2016.

INTERNATIONAL DATA CORPORATION (IDC). Worldwide Business Use Smartphone 2013–2017 Forecast and Analysis. Framingham: MA; 2013.

OLIVEIRA, A. R. ALENCAR, M. S. M. O uso de aplicativos de saúde para dispositivos móveis como fontes de informação e educação em saúde. Rev. Digit. Bibliotecon. Cienc. Inf. Campinas, SP v.15 n.1 p.234-245 jan./abr. 2017

CETIC - Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação (CETIC.BR.) TIC Governo Eletrônico 2015: órgãos públicos federais e estaduais. Disponível em: . Acesso em: 02 março 2019.

SILVA, D. R. B. SAIDEL, M. Abordagens para desenvolvimento de aplicações móveis. Inovações tecnológicas nas perspectivas computacionais. 1ª Ed., Biblioteca 24h, São Paulo, cap. 2: 15-33, 2015.

SOUZA, R. C. et al. Processo de criação de um aplicativo móvel na área de odontologia para pacientes com necessidades especiais. Revista da ABENO • 13(2): 58-61, 2014.

KOVACH, S. 2014 Will Be A Monster Year For Smartphone Shipments. Dis-ponível em:http://www.businessinsider.com/1-billion-smartphones-shipped-2014-1#ixzz2tmtDOYcQ.

FORMAGINI, T. D. B et al.. Revisão dos aplicativos de smartphones para cessação do tabagismo disponíveis em língua portuguesa. Cad. Saúde Pública 2017; 33(2):e00178215

CANDIDO, H. T. N. O uso de dispositivos móveis pelos idosos: um estudo de caso [Monografia]. Universidade Federal do Rio grande do Sul – CINTED/UFRGS: Porto Alegre; 2015.

NONNENMACHER, R. F. Estudo do comportamento do consumidor de aplicativos móveis [monografia]. Escola de Administração. Universidade Federal do rio grande do Sul: Porto Alegre, 2012.

ARRAIS, R. F. CROTTI, P. L. R. Revisão: aplicativos para dispositivos móveis (“Apps”) na automonitorização em pacientes diabéticos. J. Health Inform. 2015 Outubro-Dezembro; 7(4):127-33

CARDOSO, M. E. V. SOUZA, A. Desenvolvimento de Aplicativo móvel para Educação em Controle de Infeccção Hospitalar. XII Semana Científica Unilasalle – SEFIC 2016 Canoas, RS

BILOTTI, C. C. et al. m-Health no controle do câncer de colo do útero: pré-requisitos para o desenvolvimento de um aplicativo para smartphones. Rev Eletron Comun Inf Inov Saúde. 2017 abr.-jun.; 11(2)

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Global Observatory for eHealth. mHealth, New Horizons for Health trough Mobile Technologies. Geneva (Switzerland): WHO; 2011.

ARNHOLD, M. QUADE, M. KIRCH, W. Mobile applications for diabetics: a systematic review and expert-based usability evaluation considering the special requirements of diabetes patients age 50 years or older. J Med Internet Res. 2014;16(4):e104.

STEPHAN et al. Anticoagulação Oral na Fibrilação Atrial: Desenvolvimento e Avaliação de um Aplicativo de Saúde Móvel para Suporte à Decisão Compartilhada. Arq Bras Cardiol. 2018; 110(1):7-15

SEABURG, L. HESS, E. P. COYLEWRIGHT, M. TING, H. H, MCLEOD, C. J. MONTORI, V. M. Shared decision making in atrial fibrillation where we are and where we should be going. Circulation. 2014;129(6):704-10. doi: 10.1161/ CIRCULATIONAHA.113.004498.

BONOME, Karoline da Silva et al. Disseminação do uso de aplicativos móveis na atenção à saúde. XIII Congresso Brasileiro em Informática em Saúde –CBIS. 2012.

NAVARRO, Beatriz R.; SANTOS, Jéssica dos; Baklizky, Maruscia; Wagner, Priscilla K.; ARAÚJO, Luciano V.ADAFARMA: Aplicativo para Auxílio na Fase de Aderência ao Tratamento. In: XIII Congresso Brasileiro em Informática em Saúde –CBIS 2012, Universidade de São Paulo (USP), 2012.

OEHLER, R. L. SMITH, K. TONEY, J. F. Infectious diseases resources for the iPhone. Clin Infect Dis 2010, 50:1268–1274.

OLIVEIRA, T. R. COSTA, F. M. R. Desenvolvimento de aplicativo móvel de referência sobre a vacinação do Brasil. J. Health Inform. 2012 Janeiro-Março; 4(1): 23-7.

LY, K. MHealth: better health through your smartphone. Community practitioner: the journal of the Community Practitioners’ & Health Visitors’ Association 2011, 84:16–17.

OLIVEIRA, R. M. et al. Desenvolvimento do aplicativo TabacoQuest para informatização de coleta de dados sobre tabagismo na enfermagem psiquiátrica. Rev. Latino-Am. Enfermagem.2016;24:e2726.

AKTAS, A. HULLIHEN, B. SHROTRIYA, S. THOMAS, S. WALSH, D. ESTFAN, B. Connected health: cancer symptom and quality-of-life assessment using a tablet computer: a pilot study. Am J Hosp Palliat Care. 2015;32(2):189-97.

JOHANSSON, P. PETERSSON, G. SAVEMAN, B. L. NILSSON, G. Using advanced mobile devices in nursing-practice – the views of nurses and nursing students. Health Inform J. 2014;20(3):220-31.

FANNING, J. MCAULEY, E. A comparison of tablet computer and paper-based questionnaires in healthy aging research. JMIR Res Protoc. 2014;3(3):1-10.

GIDUTHURI, J. G. et al. Developing and validating a tablet version of an illness explanatory model interview for a public health survey in Pune, India. PLoS One. 2014;9(9):1-8.

STETZER, A. MIDDLETON, P. Study shows 1 in 4 Americans has emailed or texted a photo of a medical issue to their doctor. New York: Ketchum, 2016.

MOSA, A. S. M. YOO, I. SHEETS, L. A systematic review of healthcare applications for smartphones. BMC. 2012; 12(67):14-21.

CHAMBERLAIN, D. ELCOCK, M. PULIGARI, P. The use of mobile technology in health libraries: a summary of a UK‐based survey. Health Information & Libraries Journal, v. 32, n. 4, p. 265-275, 2015.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-033

Refbacks

  • There are currently no refbacks.