Acesso aos serviços e percepções acerca da qualidade de vida e saúde: aspectos de vulnerabilidade ao adoecimento em cidades rurais / Access to services and perceptions about quality of life and health: aspects of vulnerability to illness in rural cities

Daniela Heitzmann Amaral Valentim de Sousa, Eunice Aristides Araújo, Francisca Marina de Souza Freire Furtado, Flávio Lúcio Almeida Lima, Ana Alayde Saldanha

Abstract


Dado a concepção ampliada de saúde que envolve o direito de gozar condições dignas de vida e ter acesso aos serviços de saúde, objetivou-se analisar o acesso a serviços de saúde e a percepção que moradores de cidades rurais paraibanas possuem acerca do que seja saúde e qualidade de vida. Tratou-se de um estudo exploratório e descritivo, de natureza quanti-qualitativa. Participaram 789 pessoas, homens e mulheres, entre 24 e 90 anos, residentes em cidades paraibanas com menos de 11.000 habitantes, que responderam a um questionário sociodemográfico e um questionário estruturado contendo perguntas relacionadas à forma e às dificuldades de acesso aos serviços de saúde locais, bem como a enunciação de palavras que vinham como suas mentes ao ouvirem como palavras “saúde” e “qualidade de vida”.As análises ocorreram por meio de estatísticas descritivas e análise categorial temática. No geral, houve uma avaliação positiva dos participantes acerca do acesso aos serviços de saúde locais, principalmente no que tange aos cuidados primários. Observou-se que tanto a saúde como a qualidade de vida apareceram como conceitos correlacionados, sendo a saúde vista como um direito a ser garantido em todos os aspectos, seja por meio de um emprego ou por uma alimentação saudável, enquanto a qualidade de vida é percebida como as condições para viver dignamente, como ter educação para seus filhos e saneamento básico na cidade, corroborando com uma ideia ampliada dos conceitos básicos do ambiente. principalmente não há que atender aos cuidados primários.Observou-se que tanto a saúde como a qualidade de vida apareceram como conceitos correlacionados, sendo a saúde vista como um direito a ser garantido em todos os aspectos, seja por meio de um emprego ou por uma alimentação saudável, enquanto a qualidade de vida é percebida como as condições para viver dignamente, como ter educação para seus filhos e saneamento básico na cidade, corroborando com uma ideia ampliada dos conceitos básicos do ambiente. principalmente não há que atender aos cuidados primários.Observou-se que tanto a saúde como a qualidade de vida apareceram como conceitos correlacionados, sendo a saúde vista como um direito a ser garantido em todos os aspectos, seja por meio de um emprego ou por uma alimentação saudável, enquanto a qualidade de vida é percebida como as condições para viver dignamente, como ter educação para seus filhos e saneamento básico na cidade, corroborando com uma ideia ampliada dos conceitos básicos do ambiente.

 


Keywords


acesso, saúde, qualidade de vida, cidades rurais.

References


ARAÚJO, Eunice Aristides. Elementos de vulnerabilidade progamática em saúde segundo os níveis de atenção em cidades rurais. Dissertação de Mestrado. Programa de Pós-graduação em Psicologia Social. Universidade Federal da Paraíba. 124 p. 2017.

AYRES, José Ricardo Carvalho de Mesquita et al. Conceitos Práticas de Prevenção: da história natural da doença ao quadro da vulnerabilidade. In: PAIVA, V.; AYRES, J.R.; BUCHALLA, C.M. (Orgs.). Vulnerabilidade e Direitos humanos: Prevenção e Promoção da Saúde. Livro I. Curitiba: Juriá, Cap. 4, pp.71-94. 2012.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BATISTELLA, Carlos. Abordagens contemporâneas do conceito de saúde. O território e o processo saúde-doença, p. 51, 2007.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Política Nacional de Atenção Básica. Brasília: Ministério da Saúde, (Série E. Legislação em Saúde). 2012.

BYDLOWSKI, Cynthia Rachid et al. Promoção da Saúde. Porque sim e porque ainda não!. Saúde e sociedade, v. 13, p. 14- 24, 2004.

FLECK, Marcelo P. et al. A avaliação da qualidade de vida: guia para profissionais da saúde. Porto Alegre: Artmed. 228p. 2008.

FREITAS, Maciana et al. Crise do capital e os desafios para o controle social na saúde. Revista Direitos, Trabalho e Política social, v. 5, n. 8, p. 57-77, 2019.

FURTADO, Francisca Marina de Souza Freire. Vivendo à margem: prevalência e vulnerabilidades ao transtorno mental comum em mulheres residentes em cidades rurais paraibanas. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Psicologia Social. Universidade Federal da Paraíba. 272 p. 2016.

MARCELINO, Maria Quitéria dos Santos. Avaliação da estratégia Saúde da Família pelos seus usuários em Municípios Rurais Paraibanos. Tese (Doutorado em Psicologia Social) - Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa, 2010.

MINAYO, Cecilia et al. Qualidade de vida e saúde: um debate necessário. Ciênc. saúde coletiva, Rio de Janeiro , v. 5, n. 1, p. 7- 18, 2000.

MARCONDES, Willer Baumgarten. A convergência de referências na promoção da saúde. Saúde e Sociedade, v. 13, p. 5-13, 2004.

SEIDL, Eliane Maria Fleury; ZANNON, Célia Maria Lana da Costa. Qualidade de vida e saúde: aspectos conceituais e metodológicos. Cadernos de Saúde Pública, v. 20, p. 580-588, 2004.

SILVA, Maria Josenilda Gonçalves et al. Uso dos serviços públicos de saúde para DST/HIV/aids por comunidades remanescentes de Quilombos no Brasil. Saúde e Sociedade, v. 19, n. supl. 2, p. 109-120, 2010.

SILVA, Victor Hugo Farias; DIMENSTEIN, Magda; FERREIRA LEITE, Jáder. O cuidado em saúde mental em zonas rurais. Mental, v. 10, n. 19, 2013.

SOUSA, Daniela Heitzmann Amaral Valentim de. Relações de gênero e vulnerabilidades ao adoecimento em cidades rurais paraibanas. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Psicologia Social. Universidade Federal da Paraíba. 420 p. 2017.

SOUZA, Rafaela Assis; CARVALHO, Alysson Massote. Programa de Saúde da Família e qualidade de vida: um olhar da Psicologia. Estudos de psicologia, v. 8, n. 3, p. 515-523, 2003.

VIACAVA, Francisco et al. SUS: oferta, acesso e utilização de serviços de saúde nos últimos 30 anos. Ciência & Saúde coletiva, v. 23, p. 1751-1762, 2018.

VIEIRA, Ed Wilson Rodrigues. Acesso e utilização dos serviços de saúde de atenção primária em população rural do Município de Jequitinhonha, Minas Gerais. Belo Horizonte: Escola de Enfermagem, Universidade Federal de Minas Gerais, 2010.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n5-005

Refbacks

  • There are currently no refbacks.