As doenças emergentes e reemergentes e seus determinantes / Emerging and reemerging diseases and their determinants

Karla Vanessa Rodrigues Morais, Paulyanara Monique Alves de Souza, Jefferson Ricardo Rodrigues Morais, Yuri Alexandre Mota Amaral, Fernanda Catisani, Rodolfo Martins Oliveira, Rafael Guimarães Costa de Oliveira, Guilherme Augusto Alves Pisani

Abstract



 

Introdução: Nos últimos anos, tem-se observado a ocorrência de novas doenças, bem como o aparecimento de doenças tidas como erradicadas. Essas ocorrências, as chamadas doenças emergentes e reemergentes. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo baseado em uma revisão de literatura detalhada. Resultados e Discussões: As doenças emergentes são as que surgem com impacto significativo sobre o ser humano, devido a sua gravidade em acometer órgãos e seus sistemas principais e potencialidade de deixar sequelas limitadoras ou até mesmo morte.  As doenças reemergentes indicam mudança no comportamento epidemiológico de doenças já conhecidas, que haviam sido controladas, mas que voltaram a apresentar ameaça a saúde humana. Conclusão: Para gerenciar as endemias e epidemias, todos os esforços devem ser acordados, com a finalidade de evitar sua propagação, com educação continuadas as populações em relação aos métodos preventivos aliado a vigilância epidemiológica.

 


Keywords


Doenças transmissíveis emergentes; Doenças reemergentes; Epidemiologia; Determinantes.

References


AGUIAR, B, S; NEVES, H; LIRA, M. T.A.M. Alguns aspectos da saúde de imigrantes e refugiados recentes no município de São Paulo. Boletim Ceinfo Analise. São Paulo: Secretaria Municipal da Saúde, volume 10, numero 13, 49p., dez 2015.

ALIBEK K. Biohazard. New York: Random House; 2000.

ALMEIDA, Lucio Meneses de. Análise e comunicação do risco em saúde pública: definições e conceitos. Anamnesis. Vol.13, n 135, 2004.

ALVAR J.; VELEZ ID.; BERN C.; HERRERO M et al. Leishmaniasis worlwilde and global estimates of its incidence. Plos onde. May.2019.

BARATA, R. C. B. O desafio das doenças emergentes e a revalorização da epidemiologia descritiva. 5. Ed. São Paulo: Rev. Saúde Pública, out. 1997.

BARRETO ML. Emergência e "permanência" das doenças infecciosas. São Paulo: Med. HC-FMUSP. 1998.

BENGIS, R, G.; LEIGHTON, F. A.; FISCHER, J. R. et al. The role of wildlife in emerging and reemerging zoonoses. Scientific and Technical Review. Paris, v. 23, p. 497- 511, 2004.

BOULOS, M. Doenças emergentes e reemergentes no Brasil. São Paulo: Ciência hoje, v.29, n.170, p. 58-60, 2001.

BOWMAN, L. R; DONEGAN, S; MCCALL, P. J. Is dengue vector control deficiente in effectiveness or evidence?: Systematic review and meta-analysis, Plos negleced tropical diseases, 10(3), p. e0004551, 2016.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Plano Brasileiro de Preparação para uma Pandemia de Influenza, 3ª versão. Brasília, 2006. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2020.

BRASIL, Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Coordenação- Geral de Desenvolvimento da Epidemiologia em serviço. Guia de vigilância da saúde; 2018.

BRENNER DJ.; MAYER LW, CARLONE GM, HARRISON LH et al. Biochemical, genetic and epidemiologic characterization of Haemophylus influenzae biogroup aegyptius (Haemophylus aegyptius) strain associated with Brazilian Purpuric Fever. J Clin Microbiol, 26: 1524-34, 1988.

CDC - Centres for Disease Control and Prevention. Outbreak of West Nile like viral encephalitis. New York; MMWR Morb Mortal Wkly Rep; 48(38): 845-9, 1999.

CDC — Centres for Disease Control and Prevention. Outbreak of poliomyelitis Dominican Republic and Haiti. New York: MMWR Morb Mortal Wkly Rep; 50(08): 147-8, 2001.

CHIPPAUX, J. P. Outbreaks of Ebola virus disease in Africa: the beginnings of a tragic saga. Journal of Venomous Animals and Toxins including Tropical Diseases; 20(1), pp. 44, 2014

CRUZ, Fundação Oswaldo. Doenças Emergentes e Reemergente. 2008. Disponível em: . Acesso em 27 mar. 2020.

CRUZ, Fundação Oswaldo. Zika, sintomas, transmissão e prevenção. 2018. Disponível em: . Acesso em 02 Abr. 2020.

ECDC - Centro for Diseases Control and Prevention. Factscheet about malaria. 2017c. Disponivel em . Acesso em 02 nov. 2017.

ELZEIN, F. et al. Pulmonary manifestation of plasmodium falciparum malaria: Case reports and reviem of literature. Respiratory medicine case reports; 22, pp. 83-86, 2017.

FAUCI, Anthony S,; LANE, H. C. Imunodeficiency vírus disease: AIDS and related disorders. In Kasper, Dennis L. ed. Lit- Harrison’s principles of internal medicine. 16o ed. New York: McGraw-Hill, 2005.

GREEBERG, Raymond S, et al. Medical epidemiology. New York: Lange Medical Books, 2005.

GRISOTTI, M. Doencas infecciosas emergentes e a emergência das doenças; uma revisão conceitual e novas questões. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, volume 15, supl. 1, p.1095-1104, junho 2010.

GARRETH L. A próxima peste. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994.

HENAO-RESTREPO, A. M. et al. Efficacy and effectiveness of an rVSV-vectored vaccine expressing. Ebola surface glycoprotein: interim results from the Guinea ring vaccination cluster-randomised. The Lancet, 386(9996), pp. 857-866, 2015.

KRAMPA, F. et al. Recent progress in the development of diagnostic tests for malaria. Diagnostics, (3), pp.54, 2017.

KUTIYAL, A. S. Dengue Haemorrhagic Encephalitis: Rare Case Report with Review of literature. Journal of clinical and diagnostic researcg, 11(7), pp. OD10-OD12, 2017.

LUNA, E. J. A. A emergência das doenças emergentes e as doenças infecciosas emergentes e reemergentes no Brasil. Rev Brasileira de Epidemiologia. Vol. 5, n.3. São Paulo; Dec, 2002.

MORSE SS. Factors in the emergence of infectious diseases. Emerg Infect Dis. 1995; 1:715.

MUSSO D, GUBLER DJ. Zica vírus. Clin Microbiol Rev. Jul.2016

Organização Mundial da Saúde. Ebola Outbreak. Genebra: OMS; 2015.

Organização Mundial da Saúde. Enfermedad por el vírus del Ebola. Genebra: OMS; 2014.

PAIXAO ES.; BARRETO F.; TEIXEIRA MG.; COSTA MC.; RODRIGUES LC. History, epidemiology, and clinical manifestations of Zika: a systematic review. Am J Public Health; Jun, 2019.

PATTISON, J. The emergence of Bovine Spongiform Encephalopathy and related diseases. Emerg Infect Dis, 4(3): 390-4, 1998.

PIGNATTI, M. G. Saúde e Ambiente: as doenças emergentes no Brasil. Rev. Ambiente e Sociendade, vol.7, n.1, Campinas: Jan./June 2004.

REGULES, J. A.et al. A recombinat vesicular stomatitis virus Ebola vaccine. New England Journal of Medicine, 376(4), pp. 330-341, 2017.

ROBINSON WS.; MANDELL GL,; BENETT JE, DOLIN R. Hepatitis B virus: Principles and Practice of Infectious Diseases. 5.ed:1652-1685. New York: Churchil Livingstone, 200.

ROSSA, T. M. Dengue virus. Clinics in Laboratory medicine, 30(1), pp. 149-160, 2010.

RUAS, R. et al. No falciparum malaria imported mainly from Africa: a review from qa portuguese hospital. Malaria Journal, 16(1). pp. 298, 2017.

SAIF, L. J. Animal coronaviruses: what can they teach us about the severe acute respiratory syndrome?. Scientific and Technical Review. Paris, v.23, p. 643-660, 2004.

SCHATZMAYR, H. G. Viroses emergentes e reemergentes. Cadernos de Saúde Publica. Vol. 17, suppl, Rio de Janeiro: 2001.

TAKADA, A; KAWAOKA, Y.. The pathogenesis of Ebola hemorrhagic fever. Trends in microbology, 9(10), pp. 506-511, 2010.

THOMSON, L. EBOLA virus disease. Journal of Vascular Nursing, 32(4), pp. 157, 2014.

TUJU, J. et al. Vaccine candidate discovery for the next generation of malaria vaccines. Immunology, 152(2), pp. 195-206, 2017

VANNICE, K. S., DURBIN, A, E HOMBACH, J. Status of vacine research and development of vacines for dengue. Vaccine. 34(26), pp.2934-2938, 2016.

WALDMAN, E. A,; SILVA, L. J; MONTEIRO, C. A. Trajetoria infecciosa: da Eliminacao da Poliomielite a Reintroducao da Colera. Informe Epidemiologico do SUS 1999, volume 8, numero 3, p. 5-47, julho/setembro 1999. Disponivel em: .

WHO - World heath organization. Ebola vaccines for Guinea and the world:photos. 2017d. Disponivel em: . Acesso em: 29 agos. 2017.

WHO - World heath organization. Ebola virus disease. 2017c. Disponivel em: . Acesso em: 29 agos. 2017.

WHO - World heath organization. What is dengue?. 2017i. Disponivel em :. Acesso em: 04. out.2017..

WHO - World heath organization. WORLD MALARIA REPORT. 2016. Disponivel em: . Acesso em: 16.out. 2017.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-370

Refbacks

  • There are currently no refbacks.