A amamentação como prevenção da obesidade infantil: Uma revisão narrativa / Breastfeeding as prevention of childhood obesity: A narrative review

Laerte de Paiva Viana Filho, Abner Fernandes da Silva, Clara Borborema Reis Pereira, Débora Pereira Ferreira, Isabela Patrícia Tavares Diniz, Marina Oliveira Quinto, Nair Barros Vieira, Rafaela Theofilo do Nascimento Souza, Tatiana Maria Gomes de Souza, Verônica Moreira Belo

Abstract


Objetivo: Avaliar a relação entre o aleitamento materno e a obesidade infantil, bem como suas consequências. Referencial bibliográfico: A alimentação recebida no início da vida impacta diretamente na origem dos desvios nutricionais na infância, sabe-se que o leite humano reúne os componentes ideais, com balanceamento adequado de nutrientes, sendo desnecessária a oferta de outros alimentos antes dos seis meses de vida. Por outro lado, a introdução alimentar precoce e consequentemente o desmame, pode acarretar sobrepeso, obesidade, doenças crônicas, alergias, diarreias, comorbidades gastrointestinais e respiratórias. A introdução precoce do leite não materno está relacionada a um excesso de oferta proteica, além disso a introdução alimentar muitas vezes é feita de forma inadequada com alimentos com potencial obesogênico, acarretando desta forma os distúrbios nutricionais. Considerações finais: A obesidade é um fator de risco para o desenvolvimento de inúmeras doenças e complicações, sendo cada vez mais prevalente na população infantil. Há uma relação direta desse distúrbio, com o desmame precoce e alimentação complementar inadequada e/ou precoce. Portanto faz-se necessário o incentivo à amamentação, como medida de prevenção ao sobrepeso e obesidade infantil.

Keywords


Aleitamento Materno, Obesidade Pediátrica, Dieta

References


ALMEIDA, C.A.; MELLO, E.D.; RIBEIRO, G.A.; ALMEIDA, C.C.; FALCAO, M.C.; REGO, C.M. Classificação da obesidade infantil. Medicina (Ribeirão Preto Online), v. 51, n. 2. p. 138-152, 2018.

BARROS, J.L.; FONSECA, M.C.; MARTINS, L.B.; GOMEZ, R.S.; TEIXEIRA, A.L. Perda de peso como tratamento adjuvante da hipertensão intracraniana idiopática: relato de caso. Rev Med Minas Gerais, v. 26, n. e-1811, 2016.

BOCCOLINI, C.S.; BOCCOLINI, P.M.; MONTEIRO, F.R.; VENANCIO, S.I.; GIUGLIANI, E.R. Indicadores de aleitamento materno tendências no Brasil há três décadas. Revista De Saúde Pública, v. 51, n. 108, 2017.

BRARA, S.M.; KOEBNICK, C.; PORTER, A.H. Pediatric Idiopathic Intracranial Hypertension and Extreme Childhood Obesity. J Pediatr, v. 161, n. 4. p. 602-607, 2012.

BRASIL. Ministério da Saúde (MS). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Saúde da Criança: Nutrição infantil:aleitamento materno e alimentação complementar. Brasília: MS; 2015.

BREIGEIRON, M.K.; MIRANDA, M.N.; SOUZA, A.O.; GERHARDT, L.M.; VALENTE, M.T.; WITKOWSKI, M.C. Associação entre estado nutricional, aleitamento materno exclusivo e tempo de internação hospitalar de crianças. Revista Gaúcha de Enfermagem, v. 36, p. 47-54, 2015.

BUSSATO, A.R.M; OLIVEIRA, A.F; CARVALHO, H.S.L. A influência do aleitamento materno sobre o estado nutricional de crianças e adolescentes. Revista Paulista de Pediatria, v. 24, n. 3. p. 249-254, 2006.

CAMPOS, A.M.S.; CHAOUL, C.O.; CARMONA, E.V.; HIGA, R.; VALE, I.N. Prática de aleitamento materno exclusivo informado pela mãe e oferta de líquidos aos seus filhos. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 23, n. 2. p. 283-290, 2015.

DAMASCENO, J.R.; SILVA, R.C.C.; NETO, F.R.G.X.; FERREIRA, A.G.N.; SILVA, A.S.R.; MACHADO, M.M.T. Nutrição em recém-nascidos prematuros e de baixo peso: uma revisão integrativa. Rev. Soc. Bras. Enferm, v. 14, n 1. p.40-6, 2014.

FREITAS, L.G.; ESCOBAR, R.S.; CORTES, M.A.P.; FAUSTINO-SILVA, D.D. Consumo alimentar de crianças com um ano de vida num serviço de atenção primária em saúde. Rev. Port. Sau. Pub, v. 34, n 1. p. 46-52, 2016.

HEITOR, S.F.D.; RODRIGUES, L.R.; SANTIAGO, L.B. Introdução de alimentos supérfluos no primeiro ano de vida e as repercussões nutricionais. Ciência, cuidado e saúde, v. 10, n 3. p. 430-436, 2011.

MELLO, E.D.; LUFT, V.C.; MEYER, F. Obesidade infantil: como podemos ser eficazes? J. Pediatria., v. 80, n 3. p.173-182, 2004.

MENDES, J.O.; BASTOS, R.C.; MORAES, P.M. Características psicológicas e relações familiares na obesidade infantil: uma revisão sistemática. Rev. SBPH, v. 22, n 2. p. 228-247, 2019.

NASCIMENTO, M. B. R.; ISSLER, H. Aleitamento materno: fazendo a diferença no desenvolvimento, saúde e nutrição dos recém-nascidos de termo e pré-termo. Revista do Hospital das Clínicas, v. 58, n 1. p. 49-60, 2003.

NASCIMENTO, V.G.; SILVA, J.P.; FERREIRA, P.C.; BERTOLI, C.J.; LEONA, C. Aleitamento materno, introdução precoce de leite não materno e excesso de peso na idade pré-escolar. Rev. paul. pediatr., v. 34, n 4. p. 454-459, 2016.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. Doenças Cardiovasculares. 2017.

PALMEIRA, P.; CARNEIRO-SAMPAIO, M. Imunologia do leite materno. Rev. Assoc. Med. Bras., v. 62, n 6. p. 584-593, 2016.

RECH, R.R.; HALPERN, R.; MATTOS, A.P.; BERGMANN, M.L.; COSTANZI, C.B.; ALLI, L.R. Obesidade Infantil: complicações e fatores associados. R. bras. Ci. e Mov., v. 15, n 4. p. 111-120, 2007.

ROCHA, M.; PEREIRA, H.; MAIA, R.; SILVA, E.; MORAIS, N. MAIA, E. Aspectos psicossociais da obesidade na infância e adolescência. Psic., Saúde & Doenças, v. 18, n 3. p. 713-723, 2017.

ROCHA, L.M. Obesidade Infantil: uma revisão bibliográfica. 2013.

SANTOS, A.J.A.O.; BISPO, A.J.B.; CRUZ, L.D. Padrão de aleitamento e estado nutricional de crianças até os seis meses de idade. HU Revista, v. 42, n 2. p. 119-124, 2016.

SCHWARTZ, R.; CARRARO, J.L.; RIBOLDI, B.P. Associação entre aleitamento materno e estado nutricional atual de crianças e adolescentes atendidos em um hospital do Sul do Brasil. Revista Hospital de Clínicas de Porto Alegre, v. 32, n 2. p. 147-153, 2012.

SILVA, J.R.; BENTES, A.C.; DAHER, E.F.; MATOS, S.M.A. Obesidade e doença renal. J Bras Nefrol, v. 39, n 1. p. 65-69, 2017.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE PEDIATRIA. Manual de orientação: Obesidade na infância e na adolescência. Departamento Científico de Nutrologia. 3ª. Ed. – São Paulo: SBP. 2019.

SOCIEDADE DE PEDIATRIA DE SÃO PAULO. Pediatria: Enfrentando a obesidade infantil. Rev. Atualize-se: ano 4, nº 2, 2019.

TOMA, T.S; REA, M.R. Benefícios da amamentação para a saúde da mulher e da criança: um ensaio sobre as evidências. Caderno de saúde Pública, v. 24, n 2. p. 235-246, 2008.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-365

Refbacks

  • There are currently no refbacks.