A Interferência do Sedentarismo em Idosos com doenças Crônicas não transmissíveis / The Interference of Sedentarism in Elderly People with Chronic Noncommunicable Diseases

Raissa Silva Frota, Amanda Oliva Spaziani, Ana Flávia Rebouças Fernandes Borges Alves, Beatriz Rebouças Fernandes Borges Alves, Ludwig Azerêdo, Matheus Vinicius Fernandes Santos, Elpídio de Sousa Santos Netto, Luis Carlos Spaziani

Abstract


A mudança do processo de envelhecimento no mundo globalizado impulsionou a necessidade da quantificação da população idosa, com o intuito de entender como o processo de envelhecimento. Não se contesta a evolução das tecnologias empregadas na medicina para o diagnóstico e tratamento das diferentes patologias, a exemplo das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). O objetivo desse trabalho foi analisar as consequências no campo físico e mental do sedentarismo em idosos portadores de DCNT, em especial diabetes mellitus e hipertensão arterial sistêmica, que são as DCNT mais prevalentes no município de Goianésia. Este trabalho foi realizado em instituições de internação para idosos, foram entrevistados 40 idosos. A coleta de dados ocorreu através de Atividades Instrumentais de Vida Diária de Lawton (AIVD) e Atividades de Vida Diária de Katz (AVD). Após análise das escalas, constatou-se que grande parte dos idosos é dependente segundo as pontuações das escalas. Observou-se que existem idosos que são aptos a realizar atividades, mas que perdem progressivamente essa capacidade. É notória, a necessidade de estratégias de intervenção que visem a implementação de atividades físicas para essa faixa etária, possibilitando a detecção precoce das patologias apresentadas e consequentemente uma melhor qualidade de vida.


Keywords


assistência aos idosos, doença crônica.

References


ARAGAO JUNIOR, Genildo; GARÇÃO, Diogo Costa; NUNES, Paula Santos; FONTES, Patricia Almeida; OLIVEIRA, Tássia Virginia de Carvalho. AVALIAÇÃO COMPARATIVA DA CAPACIDADE FUNCIONAL ENTRE IDOSOS INSTITUCIONALIZADOS E NÃO-INSTITUCIONALIZADOS. Disponível em: Acesso em: 28 outubro 2017.

BORGES, Milene Ribeiro Dias; MOREIRA, Ângela Kunzler. Influências da prática de atividades físicas na terceira idade: estudo comparativo dos níveis de autonomia para o desempenho nas AVDs e AIVDs entre idosos ativos fisicamente e idosos sedentários. Revista Motriz, Rio Claro, v.15 n.3 p.562-573, jul./set. 2009.

Malta DC, Silva JB. O Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis no Brasil e a definição das metas globais para o enfrentamento dessas doenças até 2025: uma revisão. Epidemiol Serv Saude. 2013 jan-mar;22(1):151-64.

MARTINS, Francielli de Oliveira; ALVES, Aleandro Geraldo; DE SOUZA, Eduardo Lino; VALENTE, Pedro Henrique de Faria; NOGUEIRA, Mariane Santos; ARAÚJO, Thayza de Paula ; DA CUNHA, Renata Pereira; MENDONÇA, Rafael Martins Custódio; MONTEIRO, Ana Paula Freire; COSTA, Alana Parreira; DE BRITO E ALVES, Fernanda A. Vargas. ANÁLISE COMPARATIVA DO EQUILÍBRIO NOS IDOSOS SEDENTÁRIOS E IDOSOS PRATICANTES DE ATIVIDADES FÍSICAS. Revista Faculdade Montes Belos (FMB), v. 9, n° 1, p (55-173). 2016.

Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Análise de Situação de Saúde. Plano de Ações Estratégicas para o Enfrentamento das Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) no Brasil 2011-2022. Brasília: Ministério da Saúde; 2011.

The Hartford Institute for Geriatric Nursing. Katz Index of Independence in Activities of Daily Living (ADL). New York; 1998. Disponível em: . Acesso em: 4 novembro 2017.

Menezes, José Nilson Rodrigues, et al. "A visão do idoso sobre o seu processo de envelhecimento." Revista Contexto & Saúde 18.35 (2018): 8-12.

OLIVEIRA, Adriana de Souza Honorato et al. COMPREENDENDO O ENVELHECIMENTO A PARTIR DAS CONTRIBUIÇÕES DA ANÁLISE DO COMPORTAMENTO. TCC-Psicologia, 2018.

DA SILVA ALMEIDA, Paloma Keisy; SILVA, Vivian Rocha Soares; BARROS, Angela Maria Melo. DEPRESSÃO RELACIONADA AO PROCESSO DE ENVELHECIMENTO. Semana de Pesquisa da Universidade Tiradentes-SEMPESq, n. 19, 2018.

RIBEIRO, Luanda dos Santos et al. O processo de envelhecimento e o equilíbrio: a contribuição do exercício físico na promoção da saúde dos idosos. 2018.

SAAD, Paulo M. Envelhecimento populacional: demandas e possibilidades na área de saúde. Séries Demográficas, v. 3, p. 153-166, 2016.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-316

Refbacks

  • There are currently no refbacks.