Refletindo sobre a importância do apoio social para a saúde do homem do campo / Reflecting on the importance of social support for the health of rural men

Felipe dos Santos Costa, Jorge Luiz Lima da Silva, Luiz Henrique dos Santos Ribeiro, Laisa Marcato Souza da Silva, Gustavo Nunes de Mesquita, Daniela Marcondes Gomes, Ana Lúcia Naves Alves, Ana Beatriz Teodoro de Souza

Abstract


OBJETIVO:refletir sobre a importância do apoio social para a saúdedo homem no meio rural brasileiro.Metodologia:estudo de revisão bibliográfica baseado em obras que abordassem a temática em questão, para servir de alicerce teórico para subsidiar o pensamento dos autores.  Realizada busca em ambiente virtual, nas bases eletrônicas Lilacs e Pubmed e Scielo publicadas  de  2014  a  2018.  Resultados: Percebe-se que apoio social é aspecto ainda pouco abordado nos grupos populacionais masculinos, ainda menos quando se analisam os que habitam o meio rural brasileiro. Considerações finais: a partir dos levantamentos bibliográficos realizados nesse estudo, pôde-se constatar que homem do campo, assim como homens de outros meios, sofre com questões de saúde de grande relevância, retratadas e expostas por políticas criadas, ainda incipientes e referentes a aspectos relacionados ao paradigma biomédico.

 

 


Keywords


“apoio social”; “determinantes sociais de saúde”; “saúde de homem”.

References


Melchiorre MG et al.Social support, socio-economic status, health and abuse among older people. SevenEuropean Countries. 2013; 8(1):e54856.

Zanini DS, Peixoto EM, Nakano TC.Escala de Apoio Social (MOS-SSS): Proposta de Normatização com Referência nos Itens .Temas em Psicologia.2018;26(1):387-399.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (BR). Vamos conhecer o Brasil. Nosso povo. Características da população, 2017. Disponível em: http://7a12.ibge.gov.br/vamosconhecerob rasil/nossopovo/caracteristicasdapopulacao.html., acesso em:06/11/2018.

Garnelo L. Acesso e cobertura da Atenção Primária à Saúde para populações rurais e urbanas na região norte do Brasil. Saúde debate.2018;42(1):6-11.

Aragão EIS et al.Padrões de Apoio Social na Atenção Primária à Saúde: diferenças entre ter doenças físicas ou transtornos mentais. Ciência & Saúde Coletiva.2018;23(7):2339-2350.

Pinto JLG et al. Características do apoio social oferecido a idosos de área rural assistida pelo PSF. Ciência & Saúde Coletiva.2006;11(3):753-764.

Gonçalves TR et al.Avaliação de apoio social em estudos brasileiros: aspectos conceituais e instrumentos. Ciênc. Saúde Coletiva. 2011;16(3):1755-1769, 2011.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Perfil da morbimortalidade masculina no Brasil. Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. – Brasília: Ministério da Saúde, 2018.

Nepomuceno BB, Ximenes VM. Apoio social, saúde mental e gênero: um estudo em contextos de pobreza rural. Encontros universitários da UFC, 2017. Disponível em: http://www.periodicos .ufc.br/eu/article/view/26914/56013, acesso em: 21/12/2018.

Dantas CMB et al. A pesquisa em contextos rurais: desafios éticos e metodológicos para a psicologia. Psicologia & Sociedade. 2018;30(1):1-10, 2018.

Marmentini JS. Adoecimento mental em comunidades rurais do município de Centenário: perspectivas histórico-sociais. Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Sociedade. 2017;3(3):s/p.

Castilho EA, Gonçalves H. Problemas de saúde e a zona rural. RevSaude Publica.2018;52(1):1-2.

Borlotto CC, Mola CL, Tovo-Rodrigues L. Qualidade de vida em adultos de zona rural no Sul do Brasil: estudo de base populacional. RevSaúde Pública.2018; 52:1-11.

Dimenstein M et al. Determinação social da saúde mental: contribuições à psicologia no cuidado territorial. Arquivos Brasileiros de Psicologia. 2017;69(2):72-87.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-288

Refbacks

  • There are currently no refbacks.