Comorbidade tuberculose-diabetes no centro de referência estadual em pneumologia sanitária em Manaus-AM / Tuberculosis-diabetes comorbidity at the state reference center in sanitary pneumology in Manaus-AM

Bruna Karen Diniz Lopes, Irineide Assumpção Antunes, Greicy Kelly Chem Nepomuceno, Evilázio Cunha Cardoso, Jamil dos Santos Castro, Lucyane Mendes Silva, Antônio Alcirley da Silva Balieiro, Joycenea da Silva Matsuda

Abstract


A tuberculose continua sendo um grave problema de saúde pública, principalmente no Estado do Amazonas e sua capital, que historicamente apresentam as maiores taxas de incidência do Brasil. A tuberculose vem acompanhada de várias comorbidades, dentre elas, ressaltamos a diabetes mellitus, que apresenta uma maior taxa de recidiva e evolução para TB droga resistentes. Este estudo objetivou avaliar o perfil clínico-epidemiológico de pacientes com comorbidade tuberculose-diabetes no Centro de Referência Estadual em Pneumologia Sanitária da cidade de Manaus-AM. Foi um estudo retrospectivo, analítico, descritivo e quantitativo. A análise dos casos de tuberculose foi realizada no SINAN da Policlínica Cardoso Fontes de 2009-2016, foram encontrados 6.714 casos de TB, destes 437 pacientes tinham diabetes com uma prevalência de 6,5%, e uma predominância de 57,8% do sexo masculino. A mediana de idade do total de casos de tuberculose foi de 36 anos (Intervalo interqualítico 23,52), com uma diferença estatística, para os pacientes com tuberculose-diabetes apresentando idade mais avançada de 57 anos. O tabagismo apresentou diferença estatisticamente significativa entre os pacientes diabéticos (p-valor=0,003). A maior taxa de recidiva de tuberculose foi associada aos pacientes com diabetes (P<0,0001). Conclui-se que os pacientes com tuberculose e diabetes mellitus: curam menos, morrem mais, evoluem para tuberculose droga resistentes e sofrem mais mudanças no seu esquema de tratamento, e os   tabagista com diabetes tem maior risco de adoecer de tuberculose. Profissionais de saúde que atendem ao programa de tuberculose encontram dificuldades no manejo da assistência voltada a estes pacientes. Recomendamos a criação e implantação de um protocolo voltado para a assistência e acompanhamento desses usuários com os programas existente na rede como o hiperdia para um atendimento integral a esses usuários de referência a contra-referência.

Keywords


Tuberculose, diabetes, comorbidade

References


ABREU, R. G; SOUSA, A. I. A; OLIVEIRA, M. R. F; et al. Tuberculose e diabetes: relacionamento probabilístico de bases de dados para o estudo da associação entre ambas doenças. Epidemiol. Serv. Saude, Brasília, 26(2): 359-368, abr-jun 2017.

ADEPOYIBI, T; WEIGL, B; GREB, H et al. Novas tecnologias de triagem para diabetes mellitus tipo 2 apropriadas para uso em pacientes com tuberculose. Ação de Saúde Pública; 3 (Supl1): S10-S17, 2013.

BRASIL. Boletim Epidemiológico 2017 – Indicadores prioritários para o monitoramento do Plano Nacional pelo Fim da Tuberculose como Problema de Saúde Pública no Brasil. v. 48 - no 08, p. 05, 2017.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Manual de recomendações para o controle da tuberculose no Brasil, Brasília, 2011.

BRASIL, MINISTÉRIO DA SAÚDE. Guia de Vigilância em Saúde, v. 02 - 1. ed. atual. Brasília, 2017.

BRASIL. MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diabetes Mellitus. Departamento de Atenção Básica. – Brasília, 2006.

CAMPOS, H. S. Diagnóstico da tuberculose. Rev. Pulmão – RJ,15 (2): 92-99, 2006.

CARREIRA, S; COSTEIRA, J; GOMES, C; ANDRÉ, J.M; DIOGO, N. Impacto da diabetes na forma de apresentação da turberculose em doentes hospitalizados. Rev. Portuguesa de Pneumologia, 18(5): 239-243, 2012.

FELTRIN, A. F. S. O impacto do diabetes no desfecho do tratamento da tuberculose em uma Regional do Estado de São Paulo. Faculdade de Medicina de São José do Rio Petro: FAMERP, 2015.

GROSS, J. L; SILVEIRO, S. P; CAMARGO, J. L. et al. Diabetes Melito: Diagnóstico, Classificação e Avaliação do Controle Glicêmico. Arq. Bras. Endocrinol Metab. vol. 46, nº 1, 2002.

JILSON, L; ALMEIDA, J; SANTANA, L.G. et al. O transtorno do metabolismo da glicose está associado à tuberculose pulmonar em indivíduos com sintomas respiratórios do Brasil. Pulos One, 11(4): 0153590, 2016.

LACERDA, S. N. B; SILVA, T.C; ARAÚJO, P. P. C. et al. A comorbidade tuberculose e diabetes mellitus. Revista de Enfermagem – Recife, 10 (Supl. 1): 239-47, 2016.

MARASCHIN, J. F; MURISSI. N; WITTER, V. et al. Classificação do Diabete Melito. Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS: Porto Alegre, 2010.

MIRANDA, S. S. Tratamento da tuberculose em situações especiais. Rev. Pulmão – RJ. 2012; 21 (1): 68-71.

PEREIRA, S. M; ARAÚJO, G. S; SANTOS, C. A. S. T; et al. Associação entre diabetes e tuberculose: estudo de caso-controle. Rev. Saúde Pública, 50-82, 2016.

PROCÓPIO, M . J. Controle da tuberculose: uma proposta de integração ensino-serviço. Rio de Janeiro: EAD/ENSP, 2014.

ROCHA, N. P; SOARES, S. M; NASCIMENTO, C. V. et al. Diabetes mellitus em pacientes com tuberculose internados em hospital de referência em Belo Horizonte, Minas Gerais. Rev. Med Minas Gerais 2016; 26 (Supl 5): S65-S71.

SANTANA, L.G; JILSON, L; ALMEIDA, J;. et al. Diabetes está associado com pior apresentação clínica em pacientes com tuberculose do Brasil: um estudo de corte retrospectivo. Jornal Plos One, 11(1): 0146876, 2016.

SEISCENTO, M. Tuberculose em situações especiais: HIV, Diabetes Mellitus e Insuficiência Renal. Rev. Pulmão – RJ, 21 (1): 23-26, 2012.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-287

Refbacks

  • There are currently no refbacks.