Avaliação da implementação dos protocolos de segurança do paciente pela equipe de enfermagem em urgência e emergência / Evaluation of implementation of patient safety protocols reinforcement team in urgency and emergency

Ana Géssyca Silva Gerônimo, Amanda Oliveira Monteles, Ana Lívia Araújo Girão

Abstract


A partir da instituição do Programa Nacional de Segurança do Paciente e divulgação dos seis protocolos básicos voltados às áreas prioritárias de atuação, os serviços de saúde vêm buscando proporcionar segurança do paciente a partir da redução de atos inseguros nos processos assistenciais. No contexto da enfermagem em serviços de urgência e emergência, considera-se que os diversos agravantes da rotina dessas unidades acarretam maior dificuldade na implementação do cuidado seguro. Objetivou-se avaliar a implementação dos protocolos de segurança do paciente pelos profissionais de enfermagem em uma unidade hospitalar de referência no atendimento de urgência e emergência de Fortaleza – CE. Trata-se de um estudo observacional transversal entre agosto e novembro de 2018. Para a execução do estudo dentro do período proposto foram observados os protocolos “Segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos” e “higienização das mãos para a prevenção de infecções”, escolhidos após a revisão da literatura como prioritários de análise na realidade de urgência e emergência. Participaram do estudo profissionais de enfermagem lotados no setor de emergência do hospital. O projeto obteve parecer favorável da universidade e do hospital, com os números 2.930.837/2.869.657, respectivamente. Na observação do protocolo de medicamentos, participaram do estudo 19 profissionais, no preparo de 58 doses, os quais foram observados quanto aos nove certos da medicação. Destacou-se negativamente o item “Utiliza no mínimo dois indicadores para confirmar o paciente certo” com apenas 17,2% de adesão, e “Avalia as respostas do paciente” 22,4% de adesão. Na observação da higienização das mãos, participaram 24 profissionais que obtiveram taxa global de adesão de 51,5%. Entretanto em nenhuma observação, a técnica foi realizada conforme orientações do ministério da saúde. Conclui-se que os resultados obtidos são alarmantes para os serviços de saúde, podendo fornecer, assim, achados importantes para a melhoria da assistência de enfermagem e segurança do paciente.

Keywords


Segurança do Paciente, Enfermagem em Emergência.

References


Rigobello MCG, Carvalho REFL, Cassiani SHB, Galon T, Capucho HC, Deus NN. Clima de segurança do paciente: percepção dos profissionais de enfermagem. Acta Paul Enferm. 2012; 15(5), 728-35.

Ministério da Saúde (BR), Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Boletim Informativo: Segurança do Paciente e Qualidade em Serviços de Saúde. Brasília (DF); 2011.

Ministério da Saúde (BR). Documento de Referência para o Programa Nacional de Segurança do Paciente. Brasília (DF); 2014.

Bampi R, Lorenzini E, Krauzer IM, Ferraz L, Silva EF, Agnol CMD. Perspectivas da equipe de enfermagem sobre a segurança do paciente em unidade de emergência. Rev. Enferm. UFPE on line [revista em internet] 2017 fevereiro. [acesso 17 de abril de 2018]; 11(2). Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11977

Ministério da Saúde (BR). Protocolo de Segurança no Preparo, Uso e Administração de Medicamentos. 2013.

Inoue KC, Matsuda LM. Patient safety: approaching an old issue. Cienc. Cuid. Saúde [revista em internet] 2013. [acesso em 23 de abril de 2018]. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/23880/pdf_317

Giarola LB, Baratieri T, Costa AM, Bedendo J, Marcon SS, Waidman MAP. Infecção hospitalar na perspectiva dos profissionais de enfermagem: um estudo bibliográfico. Cogitare Enferm. 2012; (17)1: 151-57.

Duarte SCM, Stipp MAC, Silva MM, Oliveira FT. Eventos adversos e segurança na assistência de enfermagem. Rev. Bras Enferm. 2015; 68(1): 144-54.

Oliveira RC, Camargo AEB, Cassiani SHB. Estratégias par prevenção de erros de medicação no Setor de Emergência. Rev. Bras. Enferm. 2005; 58(4): 399-404.

Organização Pan-Americana da Saúde (BR), Agência Nacional de Vigilância Sanitária(BR). Manual para observadores: estratégia multimodal da OMS para melhoria da higienização das mãos. Brasília (DF); 2008.

Mota EC, Barbosa DA, Silveira BRM, Rabelo TA, SILVA NM, Silva PLN et al. Higienização das mãos: uma avaliação da adesão e da prática dos profissionais de saúde no controle das infecções hospitalares. Rev Epidemiol Control Infect. 2014;4(1):12-17.

Oliveira AC, Paula AO, de Souza MA, Silva AG. Adesão à higiene de mãos entre profissionais de um serviço de pronto. Rev Med. 2016; 95(4):162-7.

Silva NO, Sanches CT, Belei RA, Talizin TB, Santos FF, Uehara MKS. Taxa de adesão à Higienização das Mãos em um Hospital Universitário do Paraná. Biochemistry and Biotechnology Reports. 2013; 2(3): 273-76.

Zottele C, Magnago TSBS, Dullius AIS, Kolankiewicz ACB, Ongaro JD. Hand hygiene compliance of healthcare professionals in an emergency department. Rev Esc Enferm USP. 2017; 51: 1-8.

Prado MF, Oliveira ACJ, Nascimento TMB, Melo WA, Prado DB. Estratégia de promoção à higienização das mãos em Unidades de Terapia Intensiva. Cienc. Cuid. Saúde. 2012; 11(3): 557-64.

Silva LD, Camerini FG. Análise da administração de medicamentos intravenosos em hospital da rede sentinela. Texto Contexto Enferm. 2012; 21 (3): 633-41.

Miasso AI, Silva AEBC, Cassiani SHB, Grou CR, Oliveira RC, Fakih FT. O processo de preparo e administração de medicamentos: identificação de problemas para propor melhorias e prevenir erros de medicação. Rev Latino-am Enfermagem 2006 maio-junho; 14(3):354-63.

Rodriguez EOL, Silva LSL, Menezes MO, Oliveira JKA, Currie LM. Assistência segura ao paciente no preparo e administração de medicamentos. Rev Gaúcha Enferm. 2017; 38(4): 2017-29.

Galiza DDF, Moura OF, Barros VL, Luz GOA. Preparo e administração de medicamentos: erros cometidos pela equipe de enfermagem. Rev. Bras. Farm. Hosp. Serv. Saúde. 2014; 5(2): 45-50.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-284

Refbacks

  • There are currently no refbacks.