O estudo da oncologia nos cursos de graduação em enfermagem em um Estado do Nordeste Brasileiro / The oncology study in nursing graduation courses in a Northeast Brasilian State

Bruna Matos Santos Dantas, Guthierre Almeida Portugal, Caroline Santos Silva, Lorena Ramalho Galvão, Caroline Ramalho Galvão, Êlayne Mariola Mota Santos, Carlos Alberto Lima da Silva, Julita Maria Freitas Coelho

Abstract


O objetivo desse estudo foi identificar por meio das grades curriculares dos cursos de nível superior em Enfermagem no estado da Bahia, a presença da disciplina oncologia como requisito obrigatório ou optativo na graduação. Trata-se de um estudo descritivo de investigação documental. Foram pesquisadas, por meio eletrônico, as instituições de ensino superior (IES) que oferecem o curso de bacharelado em Enfermagem no estado da Bahia e que disponibilizam a grade curricular do curso via online. Observou-se que ainda são poucas as IES que possuem em sua matriz curricular a oferta da disciplina, das 52 grades curriculares disponíveis para consulta, apenas 12 incluíam alguma disciplina específica na área oncológica. Assim, frente as taxas de morbidade do câncer no Brasil, a abordagem da oncologia ainda é restrita e não se evidencia como uma disciplina específica na maioria dos currículos de Enfermagem. Esse campo de conhecimento tem sido discutido pontualmente e pode está sendo proposto aos acadêmicos durante o estudo de outras disciplinas, o que sugere que o mesmo não tem sido apresentado de forma satisfatória e suficiente para que os novos enfermeiros estejam preparados para lidar com pacientes oncológicos, independente da esfera de cuidado.


Keywords


Enfermagem, Oncologia, Currículo, Ensino superior.

References


BRASIL. Conselho Federal de Educação. Parecer nº 314/94. Currículo Mínimo do Curso de Graduação em Enfermagem. Brasília: CFE, 1994.

BRASIL. Presidência da República. Lei 9.394/1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília: Casa Civil, 1996.

BRASIL, Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Resolução CNE/CES nº 3/2001. Diretrizes Curriculares Nacionais do Curso de Graduação em Enfermagem. Brasília, MEC, 2001.

CALIL, A.M.; PRADO, C. O ensino de oncologia na formação do enfermeiro. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 62, n. 3, p. 467-470, 2009. Disponível em: < http://www.producao.usp.br/bitstream/handle/BDPI/4196/art_PRADO_O_ensino_de_oncologia_na_formacao_do_2009.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 04.04.2017.

ERDMANN, A.L.; FERNANDES, J.D.; TEIXEIRA, G.A. Panorama da educação em enfermagem no Brasil: graduação e pós-graduação. Enfermagem em Foco, v. 2, 2011. Disponível em: < http://revista.portalcofen.gov.br/index.php/enfermagem/

article/download/91/76>. Acesso em: 20.04.2017.

GALLEGUILLOS, T.G.B.; OLIVEIRA, M.A. de C. A gênese e o desenvolvimento histórico do ensino de enfermagem no Brasil. Rev esc enferm USP, v. 35, n. 1, p. 80-7, 2001. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v35n1/v35n1a12>. Acesso em: 28.02.2017.

INCA, Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Estimativa 2014: Incidência de Câncer no Brasil. Rio deJaneiro: INCA, 2014. Disponível em:

estimativa-24042014.pdf>. Acesso em: 20.04.2017.

INCA, Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva. Coordenação de Prevenção e Vigilância. Estimativa 2018: Incidência de Câncer no Brasil. Rio de Janeiro: INCA, 2018. Disponível em:

estimativa-2018.pdf>. Acesso em: 29.05.2018.

LOPES NETO, D. et al . Adherece of Nursing Graduation Courses to the National Curricular Guidelines. Rev. bras. enferm., v. 60, n. 6, p. 627-634, 2007 . Disponível em:

&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 02.05.2017.

MARTINS, C.B. A reforma universitária de 1968 e a abertura para o ensino superior privado no Brasil. Educação e Sociedade, v. 30, n. 106, p. 15-35, 2009. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/es/v30n106/v30n106a02>. Acesso em: 18.04.2017.

MEC, Ministério da Educação do Brasil. Assessoria da Comunicação Social (Ed.). Indicadores de instituições e cursos estão disponíveis. Brasília, 2011. Disponível em: . Acesso em: 29.04.2017.

MEDEIROS, A.O. O ensino de oncologia em enfermagem: um panorama do Brasil, Estados Unidos e outros países. 2010. 1 v. TCC (Graduação) - Curso de Enfermagem, Faculdade de Medicina de Botocatu, Universidade Federal Paulista, São Paulo, 2010. Disponível em: . Acesso em: 30.04.2017.

MUKHERJEE, S. O imperador de todos os males: uma biografia do câncer. 1.ed. São Paulo: Companhia das letras, 2012.

NASCIMENTO, F. dos S.; HELAL, D.H. Expansão e interiorização das universidades federais: uma análise do processo de implementação do campus do litoral norte da Universidade Federal da Paraíba. Revista Gestão Universitária na América Latina-GUAL, v. 8, n. 1, p. 45-67, 2015. Disponível em:< https://periodicos.ufsc.br/

index.php/gual/article/download/1983-4535.2015v8n1p45/28693>. Acesso em: 18.04.2017.

OMS, Organização Mundial da Saúde. Base de dados de Mortalidade, 2005. Disponível em: . Acesso em: 30.04.2017.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-276

Refbacks

  • There are currently no refbacks.