Compreensão da relação entre a saúde mental do idoso e seu ambiente familiar: uma revisão integrativa/Understanding the relationship between the mental health of the elderly and their family environment: an integrative review

Juliana de Souza Lima Coutinho, Bruno David Henriques, Patrícia de Oliveira Salgado, Luana Vieira Toledo, Flávia Batista Barbosa de Sá Diaz, Paula Coelho Balbino, Jéssica Luiza Ripani Rodrigues, Isabella Letícia de Pádua Cruz e Souza

Abstract


O objetivo do trabalho foi buscar evidências científicas que contribuam para a compreensão da saúde mental do idoso a partir de vivências em seu ambiente familiar. Foram pesquisadas as bases MEDLINE, LILACS, Cochrane, BDENF e IBECS utilizando os seguintes descritores: Idoso, saúde mental e relações familiares. Constituíram a amostra final desta revisão 13 artigos. As informações foram agrupadas em três categorias: A influência do ambiente familiar como elemento protetor e/ou facilitador à saúde mental no idoso; as limitações físicas decorrentes da idade e suas repercussões na saúde mental do idoso em seu ambiente familiar, e as práticas de apoio ao idoso em seu ambiente familiar como preservação de seu estado em saúde mental. Concluiu-se que é importante estimular a independência dos idosos e consolidar o ambiente familiar como sua rede de apoio.


Keywords


Idoso, Relações familiares, Família, Saúde mental, Qualidade de vida.

References


Organização das Nações Unidas. A ONU e as pessoas idosas. 2017. Acesso em: 20 de novembro de 2017. Disponível em: https://nacoesunidas.org/acao/pessoas-idosas/.

Suzman R,Beard JR, Boerma T, Chatterji S.Health in anageing world—what do weknow?.Journal THE LANCET. 7 February 2015; (385):484–486.

Fechine BRA, Trompieri N. O processo de envelhecimento: as principais alterações que acontecem com o idoso com o passar dos anos. Rev Cient Int. 2012; 20(1):106-32.

World Health Organization. Mental health action plan 2013-2020. Geneva. Acesso em: 21 de novembro de 2012; Disponível em: http://www.who.int/mental_health/publications/action_plan/en/.

Souza LCA. Equipe de saúde e o cuidado da saúde mental do idoso. Ver Portal de divulgação. 2015; 45.

Steptoe A, Deaton A, Stone AA.Subjective Wellbeing, health, and ageing. 2015; (385): 640–648.

Soares C, Hoga L, Peduzzi M, Sangaleti C, Yonekura T, Silva D. Integrative Review: concepts and methods used in nursing. RevEscEnferm USP. 2014;48(2):335–345.

Souza MT, Silva MD, Carvalho R. Integrative Review: what is it? How To do it? Einstein 2010;8:102-6.

Teixeira E, Medeiros HP, Nascimento MHM, Costa e Silva BA, & Rodrigues C. Revisão Integrativa da Literatura passo-a-passo & convergências com outros métodos de revisão. Revista Enfermagem UFPI. 2013; 2(spe), 3–7.

Brasil. Ministério da Saúde. Estatuto do Idoso / Ministério da Saúde - 3. Ed.. – Brasília. 2013.

World Health Organization. Active Ageing – A Policy Framework. A Contribution Of The World Health Organization The Second United Nations World Assembly on Aging. Madrid, Spain. 2002.

Pedersoli CE, Dalri MCB, Silveira RCPC, Chianca TCM, Cyrillo RMZ, Galvão CM. O uso da máscara laríngea pelo enfermeiro na ressuscitação cardiopulmonar: revisão integrativa da literatura. Texto Contexto Enferm. 2011 Abr-Jun; 20(2):376-83.

Schnettler B, Lobos G, Lapo MC, Adasme-Berríos C, Hueche C. Satisfaction with life and food-related life in Ecuadorian older adults. Nutr Hosp 2017; 34: 65-72.

Hyun Ja Lim, Dae Kee Min, Lilian Thorpe,ChelHeeLee,Trajectories Of Life Satisfaction and their Predictors among Korean Older Adults, BMC Geriatr. 2017; 17: 89. Published online 2017 Apr 19.

Zhong X, Wu D, Nie X, Xia J, Li M, Lei, Lim HÁ, Kua EH, Mahendran R. Parenting Style, resilience, and mental health of community-dwelling elderly adults in China. BMC Geriatr. 2016 Jul 8;16:135.

Byles J, Vo K, Thomas L, Mackenzie L, Kendig H. Partner status and mental and physical health independently living men aged 70 years and older. Australas J Ageing. 2016 Jun; 35(2): 143-6.

Rabelo DF, Neri AL. The householdarrangements, physicalandpsychologicalhealthoftheelderlyandtheirsatisfactionwithfamilyrelationships. Rev Bras Geriatr Gerontol. 2015; 18(3): 507-19.

Guo M, Li S, Liu J, Sun F. Family relations, social connections, and mental health among latino andasianolderadults. Res Aging 2015; 37(2):123-47.

Teerawichitchainan B, Pothisiri W, Long GT. How do living arrangements and intergenerational support matter for psychological health of elderly parents? Evidence From Myanmar, Vietnam, and Thailand. Soc Sci Med. 2015; 136-7:106-16.

Rabelo DF, Neri AL. A complexidade dos relacionamentos intergeracionais e a saúde mental dos idosos. Pensando Famílias. 2014; 18(1): 138-53.

Vello LS, Pereira MAO, Popim RC. Mental health of the elderly: perceptions related to aging. Invest Educ Enferm. 2014; 32(1): 60-68.

Areosa SVC, Benitez LB, Wichmann FMA. Relações familiares e o convívio social entre idosos. Texto Contexto Enferm. 2012; 11(1): 184-92.

Souza GHLTC, Bellato R, Araújo RLFS, Hiller M. Itinerário terapêutico de idosa em sofrimento psíquico e família. CiencCuidSaude. 2011.

Kim SS, Reed PG, Hayward RD, Kang Y, KoenigHG.Spiritualityandpsychologicalwell-being: testing a theoryoffamilyinterdependenceamongfamilycaregiversandtheirelders. Res Nurs Health. 2011 Apr;34(2):103-15.

Ryan, A. K., & Willits, F. K. (2007). Family ties, physical health, and psychological well-being. J Aging Health, 19(6), 907–920.




DOI: https://doi.org/10.34119/bjhrv3n4-270

Refbacks

  • There are currently no refbacks.